Desafios do diretor escolar na educação integral: uma investigação em Rondônia

Autores

  • Maria das Graças de Souza UNIR - Universidade Federal de Rondônia
  • Rafael Fonseca de Castro Universidade Federal de Rondônia - UNIR https://orcid.org/0000-0001-5897-851X

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v46i.26705

Palavras-chave:

Gestão Escolar, Educação Integral, Diretor Escolar, Gestão de pessoas

Resumo

Este estudo é resultante de uma pesquisa descritiva, de abordagem qualitativa, recorte de uma Dissertação de Mestrado. A investigação objetivou analisar, na concepção do Diretor Escolar, de que forma tem lidado com a gestão de pessoas no âmbito escolar para o alcance de metas e objetivos no contexto da educação integral. Perguntamo-nos: quais desafios relacionados à gestão de pessoas são enfrentados pelo Diretor Escolar? Os dados foram coletados por meio de entrevista, sendo os sujeitos participantes dois diretores que atuam em escolas que ofertam Ensino Médio em Tempo Integral de dois municípios do estado de Rondônia, Amazônia Ocidental brasileira. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo e são apresentados, neste artigo, resultados da categoria de análise definida a priori “Desafios da gestão de pessoas no contexto das Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral”. A pesquisa constatou o uso de um modelo padrão de gestão baseado no compromisso com a integralidade da ação educativa e que ambas as escolas estão passando por processos de mudança no paradigma das concepções e dos procedimentos de gestão. Com relação à gestão de pessoas, averiguamos que as escolas investigadas passam por situações que envolvem a necessidade de engajamento dos servidores e o enfrentamento de regras impostas por níveis hierárquicos que estão acima da governabilidade do Diretor Escolar, principalmente, quanto à lotação de profissionais nas escolas onde atuam, o que, de certa forma, preocupa esses gestores, na perspectiva do alcance dos resultados gerenciais esperados – requisitos necessários ao pleno cumprimento da finalidade educacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria das Graças de Souza, UNIR - Universidade Federal de Rondônia

Professora do ensino superior da rede privada em cursos de graduação e especialização na área de gestão de pessoas.

Consultora organizaconal na área de gestão de pessoas.

Membro do Grupo Práxis de Pesquisa na linha de formação docente, da Universidade Federal de Rondônia.

Rafael Fonseca de Castro, Universidade Federal de Rondônia - UNIR

Doutor em Educação. Professor do Departamento de Ciências da Educação -Campus Porto Velho. Docente Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGE) e do Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar (PPGEProf). Líder do Grupo de Pesquisa "HISTCULT - Educação, Psicologia Educacional e Processos Formativos". Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Porto Velho/RO -Brasil.

Referências

ALONSO, M. O papel do diretor na administração escolar. 6. ed. Rio de Janeiro:

Bertrand Brasil, 1988.

ARIQUEMES. Prefeitura Municipal de Ariquemes. Lei n. 1.217, de 21 de junho de 2006. Institui o Projeto Burareiro – Escola de Tempo Integral de Ensino Fundamental do Município de Ariquemes e dá outras providências. Palácio do Cacau, Ariquemes, RO, 21 jun. 2006.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BOGDAN, R. C.; BIKLEN, S. K. Investigação qualitativa em educação. Porto, Portugal: Porto Editora, 1994.

BRASIL. Decreto n. 7.083, de 27 de janeiro de 2010. Dispõe sobre o programa Mais Educação. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 28 jan. 2010. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2010/decreto/d7083.htm. Acesso em: 23 abr. 2016.

BRASIL. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Dispõe sobre o Plano Nacional de Educação – PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 17 ago. 2016.

BRASIL. Lei n. 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Altera as Leis n º 9.394, de 20 de dezembro de 1996, [...] e institui a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 17 fev. 2017. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/Lei/L13415.htm. Acesso em: 7 maio 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria Normativa Interministerial n. 17, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre o Programa Mais Educação. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 abr. 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/mais_educacao.pdf. Acesso em: 16 ago. 2016.

BRASIL. Portaria n. 1.145, 10 de outubro de 2016, institui o Programa de Fomento à Implementação de Escolas em Tempo Integral, criada pela Medida Provisória no 746, de 22 de setembro de 2016. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 11 out. 2016. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/outubro-2016-pdf/49121-port-1145-11out-pdf/file. Acesso em: 7 mai. 2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução nº 4, de 17 de dezembro de 2018. Institui a Base Nacional Comum Curricular na Etapa do Ensino Médio (BNCC-EM), como etapa final da Educação Básica, nos termos do artigo 35 da LDB, completando o conjunto constituído pela BNCC da Educação Infantil e do Ensino Fundamental, com base na Resolução CNE/CP nº 2/2017, fundamentada no Parecer CNE/CP nº 15/2017. Diário Oficial da União, Brasília, DF 18 de dez. 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/conselho-nacional-de-educacao/base-nacional-comum-curricular-bncc-etapa-ensino-medio . Acesso em: 20 ago. 2020.

CARVALHO, F. R. S. Educação integral no município de Ariquemes: uma leitura curricular do Programa Escola do Novo Tempo – Ensino Médio em Tempo Integral. 2018. 182 f. Dissertação (Mestrado em educação) – Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2018.

CHIAVENATO, I. Gestão de Pessoas. 2. ed. São Paulo: Campus, 2005.

COSTA, A. C. G. O protagonismo juvenil passo a passo: um guia para o educador. Belo Horizonte: Universidade, 2001.

FRUTUOSO, C. As políticas de educação integral em Ariquemes-Rondônia: uma análise do projeto Burareiro de educação integral e do programa mais educação. 2014. 116 f. Dissertação (Mestrado em educação) – Universidade Federal de Rondônia, Porto Velho, 2014.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GOMES, D. D. MBA Educação: a gestão estratégica na escola que aprende. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2009.

IBGE. Censo 2018. População. Brasília, DF: IBGE, 2018. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/ro/panorama. Acesso em: 5 mar. 2019.

LIBÂNEO, J. C. Organização e gestão da escola: teoria e prática. 6. ed. Goiânia: MF Livros, 2015.

LIMA, L. C. V. Organização Escolar e democracia radical: Paulo Freire e a governação democrática da escola pública. São Paulo: Cortez, 2000.

LÜCK, H. et al. A escola participativa: o trabalho do gestor escolar. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

MACIEL, A. C.; BRAGA, R. M. Projeto Burareiro: politecnia e educação integral à luz da pedagogia histórico-crítica. In: SANTOS, N. Alinhavos em ciências humanas. Porto Velho: EDUFRO, 2007. p. 59-74.

MACIEL, A. C.; JACOMELI, M. R. M.; BRASILEIRO, T. S. A. Fundamentos da educação integral politécnica: da teoria à prática. Educação & Sociedade, Campinas, SP, v. 38, n. 139, p. 473-488, abr./jun. 2017.

MACIEL, A. C.; SILVA, C. A.; FRUTUOSO, C. O conceito de educação integral e as possibilidades da educação integral politécnica em Manaus. Práxis Educacional, Vitória da Conquista, BA, v. 15, n. 32, p. 174-204, abr./jun. 2019.

RIBEIRO, J. Q. Ensaio de uma teoria da Administração Escolar. São Paulo: Saraiva, 1986.

RONDÔNIA. Governo do Estado de Rondônia. Lei Complementar n. 940, de 10 de abril de 2017, institui o Programa Escola do Novo Tempo, no âmbito do Estado de Rondônia, vinculado à Secretaria de Estado da Educação - SEDUC e dá outras providências. Disponível em: http://ditel.casacivil.ro.gov.br/COTEL/Livros/Files/LC940.pdf. Acesso em 7 mai. 2020.

RONDÔNIA. Governo do Estado de Rondônia. Lei n. 3.565, de 3 junho 2015. Institui o Plano Estadual de Educação de Rondônia - PEE/RO. Rondônia, 3 jun. 2015. Disponível em: http://www.seduc.ro.gov.br/cee/index.php/conselho.html.

RONDÔNIA. Governo do Estado de Rondônia. Programa Escola do Novo Tempo de educação integral inicia ano letivo em Rondônia. Rondônia: Secretaria do Estado da Educação, 26 fev. 2019.

RONDÔNIA. Secretaria de Estado da Educação. Resolução nº 1.228/18. Aprova o Projeto Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral do Programa Escola do Novo Tempo. Diário Oficial do Estado, Porto Velho, 2018.

SANDER, B. Administração da Educação no Brasil: genealogia do conhecimento. Brasília: Liber Livro, 2007.

SANDER, B. Políticas públicas e gestão democrática da educação. Brasília: Liber Livro Editora, 2005.

VIEIRA, A. T.; ALMEIDA, M. E. B.; ALONSO, M. Gestão Educacional e Tecnologia. São Paulo: Avercamp, 2003.

Downloads

Publicado

30-03-2021

Como Citar

SOUZA, M. das G. de; CASTRO, R. F. de. Desafios do diretor escolar na educação integral: uma investigação em Rondônia. Roteiro, [S. l.], v. 46, p. e26705, 2021. DOI: 10.18593/r.v46i.26705. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/26705. Acesso em: 19 set. 2021.

Edição

Seção

Seção temática: Educação Integral