Legado de Ana Célia da Silva: trajetória de ações afirmativas da militância à produção acadêmica

Autores

  • Nanci Helena Reboucas Franco Universidade Federal da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v46.26338

Palavras-chave:

educação, negro, relações étnico-raciais, racismo

Resumo

A presente entrevista tem como objetivo analisar as contribuições  acadêmicas e profissionais da Profa Dra. Ana Célia da Silva, uma intelectual insurgente no campo da educação, que atrela militância e produção acadêmica, na luta contra o racismo na educação brasileira. Fundadora do Movimento Negro Organizado (MNU) e do primeiro Grupo de Trabalho sobre Educação – o grupo de Trabalho Robson da Luz – uma das reivindicações do movimento. Professora Titular aposentada da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), atuou na graduação e no Programa de Pós-Graduação em Educação e Contemporaneidade do  Departamento de Educação/Campus 1, centrando as suas contribuições teóricas sobretudo nos seguintes temas: negro  e educação, educação das relações étnico-raciais, currículo, estereótipos, desconstrução, e representação social do negro nos livro didático de Língua Portuguesa das séries iniciais. Autora de uma lista extensa de artigos publicados em periódicos nacionais, de capítulos de livros e outras produções técnicas que são referência nas temáticas supracitadas. Entre os livros publicados estão “A Discriminação do Negro no Livro Didático” (EDUFBA, 1995), “Desconstruindo a Discriminação do Negro no Livro Didático” (EDUFBA, 2001), A Representação Social do Negro no Livro Didático: O que mudou? Por que mudou?” (EDUFBA, 2011) “Retrospectiva de uma trajetória de ações afirmativas precursoras à Lei 10.639/03” (HETERA, 2017). Em reconhecimento a sua trajetória de  pesquisadora militante, precursora na luta pelo combate ao racismo, especialmente na educação e a favor da cultura afro-brasileira, recebeu inúmeros prêmios, com destaque para Troféu Zilda Paim  concedido pela Assembleia Legislativa da Bahia e a Medalha Zumbi dos Palmares, pela Câmara Municipal de Salvador.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

SILVA, A. C. da. A discriminação do negro no livro didático. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 1995.

SILVA, A. C. da. A representação social do negro no livro didático: o que mudou? Por que mudou? Salvador: EDUFBA, 2011.

SILVA, A. C. da. Desconstruindo a discriminação do negro no livro didático. Salvador: EDUFBA, 2001.

SILVA, A. C. da. Retrospectiva de uma trajetória de ações afirmativas precursoras à Lei 10.639/03. Salvador: Hetera, 2017.

Downloads

Publicado

08-07-2021

Como Citar

FRANCO, N. H. R. Legado de Ana Célia da Silva: trajetória de ações afirmativas da militância à produção acadêmica. Roteiro, [S. l.], v. 46, p. e26338, 2021. DOI: 10.18593/r.v46.26338. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/26338. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Seção temática: Epistemologias Negras e Processos Educativos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)