ENTRE O SILÊNCIO E O ESQUECIMENTO: A QUESTÃO DAS FONTES E DOS MÉTODOS NA HISTÓRIA DA EDUCAÇAO EM GOIÁS

  • Rubia-Mar Nunes Pinto FACULDADE DE EDUCAÇAO FÍSICA/UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS

Resumo

Resumo: O artigo aborda os desafios e as dificuldades para a escrita da história da educação em sociedades regionais brasileiras, comumente representadas como sertão ou fronteira e propõe uma interrogação sobre os efeitos dessas representações para a identificação, preservação e interpretação de fontes de pesquisa. O foco privilegiado de observação é o estado de Goiás, região representada como atrasada e primitiva, e, ao mesmo tempo, lugar da unidade nacional e fonte de riquezas da nação. O texto dialoga com a historiografia da educação no Brasil e em Goiás, apontando para a riqueza dos métodos da análise do discurso, para a leitura de fontes de pesquisa e da alternância de escalas para interpretar a história da educação em regiões periféricas brasileiras.

Palavras-chave: Fontes e métodos de pesquisa. Memória. História da educação em Goiás.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rubia-Mar Nunes Pinto, FACULDADE DE EDUCAÇAO FÍSICA/UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS
Graduaçao em educaçao física, mestrado e doutorado em educaçao, professora na FEF/UFG.
Publicado
04-07-2013
Como Citar
PINTO, R.-M. N. ENTRE O SILÊNCIO E O ESQUECIMENTO: A QUESTÃO DAS FONTES E DOS MÉTODOS NA HISTÓRIA DA EDUCAÇAO EM GOIÁS. Roteiro, p. 127-152, 4 jul. 2013.
Seção
Dossiê Temático: História da Educação: fontes e métodos