IDEIAS EM MOVIMENTO: VIAGENS COMO HORIZONTE NA HISTORIOGRAFIA DA EDUCAÇÃO

  • Alexandra Lima da Silva Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

Resumo: Filosóficas, literárias, míticas, científicas, compulsórias, religiosas, missionárias, migratórias, turísticas, amorosas e pedagógicas. Assim se caracterizam as viagens. Uma prática, diferentes sentidos e significados. Se, por um lado, as viagens são plurais e múltiplas, na mesma medida são os estudos que se propõem a refletir sobre essa temática. Tais trabalhos que propõem investigar o viajante podem utilizar fontes diversas, como cartas, cartões postais, bilhetes de embarque, diários, notas e relatórios de viagem. Inventariar alguns usos das escritas de viagem no âmbito da História da Educação é o horizonte do presente artigo. Para tanto, utiliza como procedimento metodológico o mapeamento de estudos produzidos na historiografia da educação nos últimos anos, a fim de tecer uma reflexão sobre os diferentes sentidos do viajar.

Palavras-chave: Viagens. Fontes. Historiografia da Educação.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandra Lima da Silva, Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Doutora em educação (UERJ). Licenciada e mestre em História Social (UFF). Professora Substituta UERJ.
Publicado
04-07-2013
Como Citar
SILVA, A. L. DA. IDEIAS EM MOVIMENTO: VIAGENS COMO HORIZONTE NA HISTORIOGRAFIA DA EDUCAÇÃO. Roteiro, p. 109-126, 4 jul. 2013.
Seção
Dossiê Temático: História da Educação: fontes e métodos