Educação em direitos humanos: possibilidades a partir do PNEDH e do cinema na escola

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18593/r.v46.24819

Palavras-chave:

Direitos Humanos, PNEDH, Cinema, Educação, Escola

Resumo

A luta pela instauração da Educação em direitos humanos em diversos países é decorrência direta da década dedicada à Educação (1995-2004) pelas Nações Unidas. Os Planos Nacionais de Educação em Direitos Humanos são, por sua vez, uma decorrência desse esforço, mas o hiato entre o que os planos estabelecem e as práticas pedagógicas persiste. Este trabalho tem por objetivo refletir sobre o PNEDH, publicado no Brasil em 2007, e as formas pelas quais podemos aproximar os direitos humanos da escola, em especial, através do cinema e do audiovisual. A partir de um estudo do PNEDH e de uma abordagem do cinema como arte na escola (BERGALA, 2002; FRESQUET, 2011; 2013), conclui-se que a tríade cinema-educação-direitos humanos é fundamental para que a escola atual seja reinventada, a partir da valorização e do protagonismo de alunas/alunos e professoras/professores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Silva Guerreiro, SEEDUC/RJ

Doutor em Comunicação pelo PPGCOM/UFF, com pós-doutorado em Educação pela FE/UFRJ. Mestre em Comunicação pelo PPGCOM/UFF. Bacharel e Licenciado em História pela UERJ e Bacharel em Comunicação Social (Cinema) pela UFF. Integra os grupos de pesquisa CINEAD/LECAV: cinema para aprender e desaprender, do Laboratório de Educação, Cinema e Audiovisual da UFRJ, e QUADRO A QUADRO: projetando ideias, refletindo imagens, da UFRB. Atualmente, é Professor Docente I de História e Filosofia na Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro. Produtor, diretor e roteirista de obras audiovisuais. Produtor e Curador de Mostras e Festivais. Coordenou a produção da 8a e 9a edições da Mostra Cinema e Direitos Humanos e do projeto Inventar com a Diferença, realizados pela UFF, em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e o Ministério da Cultura.

Referências

ABRAMOWICZ, A.; RODRIGUES, T. C.; CRUZ, A. C. J. A diferença e a diversidade na educação. Contemporânea, São Carlos, n. 2, p. 85-97, jul-dez 2011.

ARENDT, H. A crise na educação. In: Entre o passado e o futuro. São Paulo: Perspectiva, 2006. p. 221-247.

BERGALA, A. A hipótese-cinema: pequeno tratado de transmissão do cinema dentro e fora da escola. Rio de Janeiro: Cinead; UFRJ; Booklink, 2002.

BRASIL. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. Brasília: Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Ministério da Educação, Ministério da Justiça, Unesco, 2007.

BRASIL. Plano Nacional de Educação em Direitos Humanos. Brasília: Ministério dos Direitos Humanos, 2018.

BRASIL. Educação em Direitos Humanos: Diretrizes Nacionais. Brasília: Coordenação Geral de Educação em SDH/PR, Direitos Humanos, Secretaria Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos, 2013.

BOURDIEU, P. Escritos de Educação. Petrópolis: Vozes, 2015.

CANDAU, V. Reinventar a Escola. Petrópolis: Vozes, 2013.

FREIRE, P. Direitos Humanos e educação libertadora: gestão democrática da educação pública na cidade de São Paulo. São Paulo: Paz e Terra, 2019.

FRESQUET, A. Dossiê Cinema e Educação #1. Rio de Janeiro: Booklink, 2011.

FRESQUET, A. Cinema e Educação: reflexões e experiências com professores e estudantes de educação básica, dentro e “fora” da escola. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

HENNIGEN, I.; GUARESCHI, N. M. A subjetivação na perspectiva dos estudos culturais e foucaultianos. Psicologia da Educação, São Paulo, n. 23, p. 57-74, 2006.

INVENTAR COM A DIFERENÇA. Página Inicial. 2020. Disponível em: http://www.inventarcomadiferenca.com.br/. Acesso em: 19 jun. 2020.

KITT, A. Human Rights Education or Human Rights in Education: a conceptual analysis. 2006. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Pretoria, África do Sul, 2006.

LÉVINAS, E. Humanismo do outro homem. Petrópolis: Vozes, 2012.

LÉVINAS, E. Totalidade e infinito. Lisboa: Edições 70, 1988.

MAIA, L. Educação em Direitos Humanos e Tratados Internacionais de Direitos Humanos. In: SILVEIRA, R. et al. Educação em Direitos Humanos: fundamentos teóricos e metodológicos. João Pessoa: Ed. Universitária/UFPB, 2007. p. 85-101.

MIGLIORIN, C. Inevitavelmente cinema: educação, política e mafuá. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2015.

NAÇÕES UNIDAS. A Década das Nações Unidas para a Educação em Matéria de Direitos Humanos 1995/2004: Lições para a vida. Nações Unidas, 1998.

OLIVEIRA, R.; SALGADO, S.; QUEIROZ, G. Educação em Direitos Humanos e Decolonialidades: um diálogo possível na educação em ciências? In: MONTEIRO, B. et al. Decolonialidades na Educação em Ciências. São Paulo: Livraria da Física, 2019. p. 119-137.

SANTOS, B. S.; MARTINS, B. S. O Pluriverso dos Direitos Humanos: a diversidade das lutas pela dignidade. Belo Horizonte: Autêntica, 2019.

Downloads

Publicado

14-09-2021

Como Citar

GUERREIRO, A. S. Educação em direitos humanos: possibilidades a partir do PNEDH e do cinema na escola. Roteiro, [S. l.], v. 46, p. e24819, 2021. DOI: 10.18593/r.v46.24819. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/roteiro/article/view/24819. Acesso em: 28 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos de demanda contínua