Elitização da universidade brasileira em perspectiva histórica

  • Paulino José Orso Universidade Estadual do Oeste do Paraná - UNIOESTE
Palavras-chave: Educação, História da educação, Universidade, Elitização da educação

Resumo

O objetivo deste artigo é fazer uma análise da trajetória histórica da universidade brasileira, tendo como fio condutor a elitização do ensino superior. Com esse intuito, analisamos o surgimento tardio da universidade no Brasil, a proposta idealizada pelos que a criaram, as mudanças pelas quais passou, seu breve período de ampliação e popularização e, por fim, os ataques desfechados a ela no atual momento com a finalidade de privatizá-la, reservando-a a uma pequena “elite intelectual”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CAMPOS, E. de S. História da Universidade de São Paulo. São Paulo: [s. n.], 1954.

CAPELATO, M. H.; PRADO, M. L. O bravo matutino. Imprensa e ideologia: o jornal O Estado de S. Paulo. São Paulo: Alfa-Omega, 1980.

CARDOSO, I. R. A Universidade da Comunhão Paulista. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1982.

FÁVERO, M. de L. de A. Universidade & Poder: análise crítica/fundamentos históricos: 1930-45. Rio de Janeiro: Acihiamé, 1980.

MACIEL DE BARROS, R. S. A Ilustração Brasileira e a Ideia de Universidade. São Paulo: Convívio: Edusp, 1986.

MACIEL DE BARROS, R. S. A “Ilustração Brasileira” revisitada. In: MACIEL DE BARROS, R. S. Estudos Brasileiros. Londrina: Editora da UEL, 1997a.

MACIEL DE BARROS, R. S. As Faculdades do Império e a renovação intelectual. In: MACIEL DE BARROS, R. S. Estudos Brasileiros. Londrina: Editora da UEL, 1997b.

MACIEL DE BARROS, R. S. Júlio de Mesquita Filho e o pensamento liberal. In: MACIEL DE BARROS, R. S. Estudos Liberais. Londrina: Editora da UEL, 1997c.

MACIEL DE BARROS, R. S. O desenvolvimento da ideia de Universidade no Brasil. In: MACIEL DE BARROS, R. S. Estudos Brasileiros. Londrina: Editora da UEL, 1997d.

MACIEL DE BARROS, R. S. Roque Spencer e a história das ideias no Brasil. Jornal da Tarde, 11 abr. 1987.

MARQUEZELLI, N. Quem não tem dinheiro, não faz faculdade, diz deputado a manifestante. Congresso em Foco, 12 out. 2016. Disponível em: https://congressoemfoco.uol.com.br/especial/noticias/quem-nao-tem-dinheiro-nao-faz-faculdade-diz-deputado-a-manifestante/. Acesso em: 20 jan. 2020.

MESQUITA FILHO, J. de. A Crise Nacional. São Paulo: Seção de Obras de “O Estado de S. Paulo”, 1925.

MINISTRO da Educação escancara visão elitista de Bolsonaro que “universidade para todos não existe”. Agência PT na câmara, 28 jan. 2019. Disponível em: https://ptnacamara.org.br/portal/2019/01/28/ministro-da-educacao-escancara-visao-elitista-de-bolsonaro-que-universidade-para-todos-nao-existe/. Acesso em: 17 mar. 2019.

O GLOBO. Crise força o fim do injusto ensino superior gratuito. São Paulo: O Globo, 24 jul. 2016. Disponível em: http://oglobo.globo.com/opiniao/crise-forca-fim-do-injusto-ensino-superior-gratuito-19768461. Acesso em: 17 mar. 2019.

SALLES OLIVEIRA, A. de. Escritos políticos. São Paulo: Discursos: Typografia Siqueira, 1935.

PACHECO E SILVA, A. C. Armando de Salles Oliveira. São Paulo: Livraria Editora Martins, 1966.

PROIFES – FEDERAÇÃO. Secretária do MEC defende cobrança de mensalidades. [S. l.: s. n.], 24 mar. 2017. Disponível em: http://www.proifes.org.br/noticias-proifes/secretaria-do-mec-defende-cobranca-de-mensalidades. Acesso em: 25 mar. 2017.

VILLALOBOS, J. E. R. A luta pela escola pública e seu significado histórico. In: MACIEL DE BARROS, R. S. (org.). Diretrizes e Bases da Educação Nacional. São Paulo: Livraria Pioneira Editora, 1960.

Publicado
04-06-2020
Como Citar
ORSO, P. J. Elitização da universidade brasileira em perspectiva histórica. Roteiro, v. 45, p. 1-16, 4 jun. 2020.
Seção
Seção temática: Políticas educacionais e o avanço da nova (ou extrema?) direita