A aula oficina na caminhada de aprender a ser professor de História

  • Marília Gago Universidade do Minho e CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar "Cultura, Espaço e Memória"

Resumo

Ser professor de História implica o engajamento de várias áreas de saber e exige a operacionalização de operações complexas adequadas ao contexto educativo em que se inscreve. A formação de professores tem de ser capaz de desafiar e preparar os futuros professores de História a lidarem em progressão com estas operações. A aula oficina é um caminho proposto pela educação histórica que parece adequar-se ao desenvolvimento de literacia e consciência histórica. Os dados de investigação têm demonstrado que seguindo os princípios desta metodologia de ensino e os aprendentes serem desafiados a resolver tarefas, com graus distintos de complexidade, promove o desenvolvimento do seu pensamento e do seu saber. Assim, propõe-se a partilha de dados de um estudo qualitativo em linha com a Grounded Theory (Teoria fundamentada), realizado através de uma amostragem de conveniência, entre vinte alunos do mestrado em ensino da História do terceiro ciclo do ensino básico e do ensino secundário, em várias fases de formação e de recolha de dados, numa lógica longitudinal, e em linha com os princípios da aula oficina - das ideias prévias à metacognição. As ideias foram recolhidas através de questionário de resposta aberta acerca dos seguintes construtos: consciência histórica, identidade e profissionalismo docente. As ideias partilhadas pelos alunos, futuros professores de História, sugerem que as tarefas-desafio propostas acompanhadas pelo debate das soluções encontradas e da reflexão continuada acerca do processo promoveram a consciência do seu papel e propósito de professor de História numa lógica de crescente complexidade em termos de identidade pessoal-histórica e de profissional-docente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marília Gago, Universidade do Minho e CITCEM - Centro de Investigação Transdisciplinar "Cultura, Espaço e Memória"

Pós-doutorado em Educação Histórica no âmbito do Projeto de Investigação intitulado “Consciência Histórica: Teoria e Práticas II” financiado pela FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia. Doutorado em Educação, especialização em Metodologia do Ensino de História e Ciências Sociais pela Universidade do Minho, com bolsa de doutorado concedida pela FCT – Fundação para a Ciência e Tecnologia. Mestre em Educação, especialização em Supervisão Pedagógica e Metodologia do Ensino de História pela Universidade do Minho. Licenciatura em História e Ciências Sociais (ensino de) pela Universidade do Minho. Autora de manuais escolares de História do ensino básico e do ensino secundário. Formadora da Direção Geral de Educação do Ministério da Educação de Portugal no âmbito da Integração, Autonomia e Flexibilidade Curricular. Formadora certificada do Ministério da Educação no âmbito de formação continuada na área de História e Educação Histórica. 

Publicado
06-02-2020
Como Citar
GAGO, M. A aula oficina na caminhada de aprender a ser professor de História. Roteiro, v. 45, 6 fev. 2020.
Seção
Seção temática:Aprendizagem histórica e formação de professores: contribuições da pesquisa em educação histórica