PESQUISAS EM TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS EM UM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO

Palavras-chave: Tecnologias de informação e comunicação, dissertações e teses, formação de professores.

Resumo

Neste trabalho realizamos um levantamento de dissertações e teses, com pesquisas defendidas entre 2000 e 2015, relacionadas ao uso de tecnologias educacionais, que foram desenvolvidas no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Os trabalhos foram localizados no caderno de resumos disponíveis no Programa. Buscamos identificar se o foco dos trabalhos estaria relacionado ao uso das tecnologias educacionais, analisando os títulos e resumos e consultando sempre que necessário os textos completos. Em seguida analisamos os 33 trabalhos encontrados utilizando como instrumento uma ficha de análise de dissertações e teses. Agrupamos os trabalhos em sete categorias temáticas, sendo que as mais investigadas foram: “prática docente com tecnologias”, “ensino e/ou aprendizagem de matemática”, “tecnologia, educação e concepções de professores”, “ensino e/ou aprendizagem de ciências” e “formação de professores”. Também foram estudados temas como “políticas públicas educacionais” e “psicologia educacional”. Os resultados dessa análise documental mostram que ainda há muitas lacunas a serem preenchidas, a exemplo da dificuldade de se encontrar temáticas de fundamental relevância, como “formação de professores” e “políticas públicas educacionais”, que foram pouco investigadas e situam-se apenas entre os anos de 2002 a 2005.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Airton José Vinholi Júnior, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul

É licenciado e bacharel em Ciências Biológicas, Mestre em Ensino de Ciências e Doutor em Educação pela UFMS. Tem experiência em projetos de pesquisa em áreas de Cerrado, Pantanal e Amazônia. É servidor docente do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), onde atualmente exerce a função de Pró-Reitor de Extensão. Participa do Grupo de Pesquisa Educação e Gestão Ambiental (GEPEA-MS) e é membro do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Ensino de Ciências (GINPEC). É docente no Programa de Pós-Graduação (Mestrado) em Ensino de Ciências da UFMS, por meio de cooperação técnica IFMS-UFMS. Também é docente do Programa de Pós-Graduação (Mestrado) em Educação Profissional e Tecnológica (ProfEPT) do IFMS. Tem experiência na Educação Ambiental e no Ensino de Ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: Aprendizagem Significativa (TAS), Modelagem Didática e Ensino de Biologia. Membro do Banco de Avaliadores do Pronatec/Bolsa-Formação (SETEC/MEC). 

Dante Alighieri Alves de Mello, Instituto Federal de Mato Grosso do Sul

Possui Licenciatura Plena em Física (2006), mestrado em Química (2009) e doutorado em Educação (2015) pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Atualmente é professor de Física do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso do Sul (IFMS), na cidade de Campo Grande-MS. Tem experiência nas áreas de Eletroquímica, Ensino de Física e Tecnologia Educacional, atuando principalmente nos seguintes temas: eletrocromismo (eletrodeposição reversível de eletrólitos sólidos), Experimentos de Baixo Custo para o Ensino de Física e Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC) para o ensino e aprendizagem de Física com base na Teoria de Vygotsky. Atualmente atua na Coordenação Local do Programa de Mestrado Profissional em Educação Profissional e Tecnológica em Rede Nacional - ProfEPT/IFMS.

Shirley Takeco Gobara, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Licenciada em Fisica pela Universidade Federal de São Carlos (1980), fez mestrado em Física na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1984), fez mestrado em Didactique Des Disciplines Scientifiques na Université Claude Bernarde-Lyon I (1996), o doutorado em Didactique Des Disciplines Scientifiques na Universite Claude Bernard-Lyon I (1999) e o Pós-doutorado na Univresité Lumière Lyon2 (2010). Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, vinculada ao Instituto de Física, e coordenadora do Programa de PósGgraduação em Ensino de Ciências. Atua na graduação no curso de Licenciatura em Física e na pós-graduação no Programa de Pós-Graduação em Educação(mestrado e doutorado) e no Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências (mestrado e doutorado). Desenvolve e orienta pesquisas, principalmente, nas seguintes linhas: ensino de física, formação de professores, informática educativa, construção de conhecimento em Ciências e tecnologia assistiva aplicada à educação(surdos e cegos).

Referências

ABREU, V. M. P. A calculadora como recurso didático nos anos iniciais do ensino fundamental. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2009.

ALBUQUERQUE, R. L. Políticas públicas de informática aplicada à educação: a criação e extinção dos centros de informática na educação. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 1999.

ALMEIDA, S. A. A subjetividade do professor tutor da educação a distância no modelo via satélite: ser sujeito quando já não se é o outro de si mesmo. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2015.

ANDRADE, A. P. R. O uso das tecnologias na educação: Computador e internet. 2011. Monografia (Licenciatura em Biologia). Consórcio Setentrional de Educação a Distância. Universidade de Brasília e Universidade Federal de Goiás, Brasília, 2011.

APLUSIX STANDARD. Manual de Utilização, versão 1.73. França: MeTAH au laboratoire IMAG-Leibniz, Grenoble, 2006.

BARBOSA, A. (Org.). Pesquisa sobre o uso das tecnologias de informação e comunicação nas escolas brasileiras: TIC Educação. 2014. São Paulo: Comitê Gestor da Internet no Brasil.

BARROS, B. R. G. S. O uso da informática nas escolas: uma análise sócio-histórica. 1999. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 1999.

BARUFFI, A. M. Z. Estudo das mensagens de telejornais e suas contribuições para a educação. 1993. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 1993.

BASMAGE , D. F. A. T. A constituição do sujeito adolescente e as apropriações da internet: uma análise histórico-cultural. 2010. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2010.

BASTOS, M. C. P. A informática educativa e a mediação dos sentimentos. 1997. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 1997.

BATISTA, E. M. Interações em um curso de pedagogia a distância: características, limites e possibilidades. 2013. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2013.

BRAGA, D. B. Ambientes Digitais: reflexões teóricas e práticas. São Paulo: Cortez, 2013.

BRANDÃO, P. C. R. O uso de novas tecnologias e software educacional na formação inicial do professor de matemática: uma análise dos cursos de licenciatura em matemática do estado de Mato Grosso do Sul. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2005.

BRASIL. Fundação Victor Civita. O uso dos computadores e da internet em escolas públicas de capitais brasileiras. São Paulo: Abril, 2009.

BROUSSEAU, G. Fondements et Méthodes de la Didactique des Mathématiques. Recherches em Didactique des Mathématiques, Grenoble: Université Joseph Fourier, v.7 n. 2, p. 33-116, 1986.

BURIGATO, S. M. M. S. Estudo de dificuldades da aprendizagem da fatoração nos ambientes: papel e lápis e no software Aplusix. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2007.


CABRAL, M. S. N.; BOTTENTUIT JUNIOR, J. B. Práticas de Ensino e Uso das Tecnologias no Atendimento Educacional Especializado: enfoque nas salas de recursos multifuncionais. Revista Novas Tecnologias na Educação. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v. 14, n.1, p. 1-10, 2016.

CANÇANÇÃO, E. O uso da informática nas séries iniciais do Ensino Fundamental: Um estudo sobre a prática pedagógica no ensino de Geografia. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2004.

CHEVALLARD, Y. El análisis de las prácticas docentes en la teoria antropológica de lo didáctico. Recherches em Didactique des Matthématiques, v.19, n. 2, 1999.

COLL, C.; MONEREO, C. Psicologia da Educação Virtual: Aprender e ensinar com as tecnologias da informação e da comunicação. Porto Alegre: Artmed, 2010.

DILLON, A. Myths, Misconceptions and an Alternative Perspective on Information Usage and the Electronic Medium. In: ROUET, J.F., LEVONEN, J.J., DILLON, A., SPIRO, R.J. (Eds.). Hypertext and Cognition. NJ: Lawrence Erlbaum, 1996.

DIOGO, R. C. A aprendizagem de ondas sonoras sob a ótica de desafios em um ambiente virtual potencialmente significativo. 2008. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2008.

DORNELES, C. M. A contribuição das novas tecnologias no processo de ensino e aprendizagem. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2002.

FEITOSA, A. C. A informatização das escolas públicas municipais de Campo Grande: A atuação do professor instrutor. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2004.

FELIPE, D. C. Hipertexto e ensino de química: visões de alunos e professores do Ensino Médio. 2004 Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2004.

FERREIRA, V. A. Informática e projetos educativos: desafios, possibilidades e limites. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2005.

GONÇALVES, R. C. A. Tecnologias em ambiente escolar: o impacto da integração das TIC na avaliação do IDEB de duas escolas de tempo integral de Campo Grande-MS. 2014. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2014.

GRANJA, T. M. Do discurso oficial a prática pedagógica: potencialidades contidas nos projetos de informática aplicada à educação. 2003. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2003.

GRAVINA, M. A. Os ambientes de geometria dinâmica e o pensamento hipotético-dedutivo. 2001. Tese (Doutorado em Informática na Educação) – Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2001.

GREGIO, B. M. A. Formação continuada de professores e pesquisa-formação: possibilidades e dificuldades na formação de professores para uso de tecnologias no ensino da matemática. 2012. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2012.

KATO, M. S. C. M. A internet como instrumento para o trabalho social de educar. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2009.

LEONTIEV, A. O Desenvolvimento do Psiquismo. Lisboa: Horizonte Universitário, 1978.

MARQUES, S. M. A influência do uso de um artefato tecnológico - o telefone - na aprendizagem de ondas sonoras. 2009. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2009.

MELLO, D. A. A. Um ambiente virtual colaborativo de ensino e aprendizagem de Física com base na teoria de Vygotsky. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2015.

MONGELLI, M. C. J. G. Um estudo sobre procedimetos e invariantes operatórios utilizados por alunos do IV ciclo do Ensino Fundamental na resolução de problemas de simetria axial. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2005.

MORAN, J. M., MASETTO, M. T.; BEHRENS, M. A. Novas Tecnologias e mediação Pedagógica. Campinas: Papirus, 2000.

MOREIRA, I. F. L. Desenvolvimento e avaliação de um hipertexto sobre hidroponia para o ensino de ciências, 7ª e 8ª séries. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2002.

MORO, A. J. D. O ambiente educacional: um estudo sócio-histórico das relações entre educação e tecnologia. 2001 Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2001.

OLIVEIRA, A. S. R. O uso do computador como recurso didático em salas de tecnologias educacionais: as ações e as práticas pedagógicas. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2011.

OLIVEIRA, M. M. Consciência pedagógica, tecnologia e interatividade, informação e conhecimento: concepções de professores. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2005.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Diretoria de Tecnologias Educacionais. P111. Diretrizes para o uso de tecnologias educacionais / Secretaria de Estado da Educação. Superintendência da Educação. Diretoria de Tecnologias Educacionais. – Curitiba : SEED – PR, 2010.

PARANHOS, L. R. L. Da possibilidade para o real: uma pesquisa-ação sobre a formação de professores reflexivos e autônomos na utilização da informática na educação. 2005. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2005.

PRETTO, N. Uma escola sem/com futuro – educação e multimídia. Campinas: Papirus, 1996.

QUEIROZ, V. D. S. Educação, computadores e deficiência mental: interações possíveis. 1997. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 1997.

QUEIROZ, V. D. S. Sentidos e significados da docência na sala de tecnologia educacional. 2009. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2009.

QUILES, C. N. S. As salas de Tecnologias Educacionais: modos de “ensinar” e de “aprender” como traduções de cultura escolar. 2008. (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2008.

REZENDE, F. As novas tecnologias na prática pedagógica sob a perspectiva construtivista. Ensaio - Pesquisa em Educação em Ciências, Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, v. 2, n. 1, p. 1-18, 2002.

ROMANOWSKI, J. P.; ENS, R. T. As pesquisas denominadas do tipo "estado da arte" em educação. Revista Diálogo Educacional, Curitiba: Pontifícia Universidade Católica do Paraná, v.6, n. 19, p. 37-50, 2006.

ROSA, A. P. S. B. H. Um estudo sobre o uso do software Superlogo na organização do pensamento matemático. 2004. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2004.

SAKATE, M. M. Concepções de professores sobre possibilidades didáticas no ensino da geometria decorrentes do uso da informática. 2003. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2003.

SANTANA, N. M. TV, a rica escola dos pobres: estudo do caso dos filhos dos pescadores artesanais da Z-1, Corumbá. 1996. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 1996.

SANTOS, L. P. Compreendendo dificuldades de aprendizagem na articulação de conceitos geométricos. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2002.

SCORSOLINI-COMIN, F. Psicologia da educação e as tecnologias digitais de informação e comunicação. Revista Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo: Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, v. 18, n. 3, p. 447-455, 2014.

SCHUHMACHER, V. R. N., SCHUHMACHER, E., OLIVEIRA, R. R. M.; COUTINHO, C. P. A percepção do professor sobre suas competências em Tecnologias da Informação e Comunicação. Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v. 14, n. 1, p. 1-10, 2016.

STORMOWSKI, V.; GRAVINA, M. A.; LIMA, J. V. Formação de professores de matemática para o uso efetivo de tecnologias em sala de aula. Revista Novas Tecnologias na Educação, Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul, v. 13, n. 2, p. 1-10, 2015.

SILVA, J. M. O “internetismo” escolar e os processos educativos: percepções dos professores. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2011.

SILVA, R. E. V.; SANTOS, E. C. Informática na Educação e o Ensino de Ciências Naturais: Contribuições para Educação Ambiental no contexto amazônico. In Anais do XII Encontro Nacional de Pesquisas em Educação em Ciências (p. 1-12), Florianópolis, SC, 2009.

TAROUCO, L. M. Um panorama da fluência digital na sociedade da informação. In: BEHAR, P. A. Competências em Educação a Distância. Porto Alegre: Penso Editora Ltda, 2013.

URBIETA, J. R. F. Concepções de professores quanto à mediação de recursos digitais na aprendizagem em nível do ensino fundamental. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2002.

VALENZUELA, S. T. F. O uso de dispositivos didático para o estudo de técnicas relativas a sistema de equações lineares no ensino fundamental. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2007.

VYGOTSKY, L. S. Psicologia pedagógica. Edição comentada. Tradução Cláudia Shilling. São Paulo: Artmed, 2003.

ZANATTA, J. A. A implantação das salas de informática na rede municipal de ensino de campo grande e a cristalização da educação contemporânea. 2002. Dissertação (Mestrado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, 2002.
Publicado
27-10-2019
Como Citar
VINHOLI JÚNIOR, A. J.; ALVES DE MELLO, D. A.; GOBARA, S. T. PESQUISAS EM TECNOLOGIAS EDUCACIONAIS EM UM PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO. Roteiro, v. 45, 27 out. 2019.
Seção
Artigos de demanda contínua