As teias de interesses e influências nas redes de políticas educativas na América Latina e Caribe

Palavras-chave: Redes de políticas públicas, Governança, Movimento Todos Pela Educação, Rede Latino-americana de Organizações da Sociedade Civil para a Educação

Resumo

Neste artigo procura-se compreender as múltiplas determinações em relação ao compromisso com a privatização da educação pública latino-americana. Observa-se a constituição de uma rede política de grupo de empresários, grupos econômicos, instituições financeiras e organismos multilaterais que se organizaram e se articularam para incidir nas tomadas de decisões nas políticas educativas dos países latino-americanos, notadamente o Movimento Todos pela Educação, no Brasil, e a Rede Latino-americana de Organizações da Sociedade Civil para a Educação. No desenvolvimento metodológico, procedemos ao levantamento e análise de fontes primárias (documentos oficiais, institucionais e relatórios) e secundárias (pesquisas e produções sobre o tema). Além disso, utilizamos a metodologia de análise de redes sociais. Como resultado, observamos que as redes influenciam nas estratégias e alianças que nos permitem compreender de forma mais complexa a interdependência e o contexto da política públicas em educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Letícia Fiera, Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina - SED/SC
Doutora em Sociologia e Ciência Política/UFSC. Professora na Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina - SED/SC. Pesquisadora do Grupo de Investigação em Política Educacional (Gipe-Marx/UFSC) e do Núcleo de Estudos sobre Sistema Financeiro (Nesfi/UFSC)  

Referências

BALL, S. Educação global S. A.: novas redes políticas e o imaginário neoliberal. Tradução: Janete Bridon. Ponta Grossa: UEPG, 2014.

BALL, S.; YOUNDELL, D. Privatización encubierta en la educación pública, Internacional de la Educación. Bruselas, 2007. Disponível em: http://www.joanmayans.com/privatizacion_encubierta_de_la_educacion_publica.pdf. Acesso em: 9 nov. 2017.

CAMPANHA LATINO-AMERICANA PELO DIREITO À EDUCAÇÃO. Mapeo sobre Tendencias de la Privatización de la Educación en América Latina y el Caribe. São Paulo: CLADE, 2014.

CHESNAIS, F. O capital portador de juros: acumulação, internacionalização, efeitos econômicos e políticos. In: Finança mundializada. São Paulo: Boitempo, 2005.

CHESNAIS, F. A finança mundializada. São Paulo: Boitempo, 2004.

DALE, R. Globalização e educação: demonstrando a existência de uma “Cultura Educacional Mundial Comum” ou localizando uma “Agenda Globalmente Estruturada para a Educação”? Educação e Sociedade, Campinas, v. 25, n. 87, p. 423-460, maio/ago, 2004.

EVANGELISTA, O; LEHER, R. Todos pela Educação e o episódio Costin no MEC: a pedagogia do capital em ação na política educacional brasileira. In: Trabalho Necessário, ano 10, n. 15, 2012. Disponível em: http://periodicos.uff.br/trabalhonecessario/article/view/6865/5148 Acesso em: 30 abr. 2019.

GONÇALVES, R. Grupos econômicos: uma análise conceitual e teórica. Revista Brasileira de Economia, Rio de Janeiro: FGV, v. 45, n.4, p.491-518, 1991.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. São Paulo: Loyola, 1993.

HARVEY, D. O Novo Imperialismo. São Paulo: Loyola, 2003.

KLJIN, E. Redes de políticas públicas: una visión general, 1998. Disponível em: http://revista-redes.rediris.es/webredes/textos/Complex.pdf. Acesso em 15 jul. 2019.

LAMOSA, R. A nova ofensiva do capital na América Latina: Todos pela Educação? Anpuh 2017. Disponível em: https://www.snh2017.anpuh.org/resources/anais/54/1489967747_ARQUIVO_TextocompletoANPUH2017.pdf. Acesso em: 26 fev. 2019.

LAVAL, C. A escola não é uma empresa: o neo-liberalismo em ataque ao ensino público. Londrina: Planta, 2004

LEHER, R. Grandes grupos econômicos estão ditando a formação de crianças e jovens brasileiros. Entrevista ao Jornal Brasil de Fato, 2015. Disponível em: http://antigo.brasildefato.com.br/node/32359. Acesso em: 21 fev. 2019.

MARX, K; ENGELS, F. Manifesto Comunista. São Paulo: Boitempo, 2010, p. 271.

MARX, K. O Capital: O processo global da produção capitalista Livro III. Tradução: Rubens Enderle. São Paulo: Boitempo, 2017, v. 3.

MARTINS, A. Educação Básica no século XXI: o projeto do organismo “Todos pela Educação”. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v. 4, n. 1, p. 21-28, jan.-jun., 2009.

MARTINS, E. M. Movimento “Todos pela Educação”: um projeto de nação para a educação brasileira. 2013. Dissertação. (Mestrado em Educação)–Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação, Campinas, SP, 2013.

MÉSZÁROS, I. A educação para além do capital. São Paulo: Boitempo, 2005.

MÉSZÁROS, I. A Crise Estrutural do Capital. São Paulo: Boitempo, 2009.

MINELLA, A. C. Grupos financeiros no Brasil: um perfil econômico e sociopolítico dos maiores credores privados. In: V Workshop Empresa, Empresários e Sociedade. O mundo empresarial e a questão social. Porto Alegre, 2-5 maio 2006.

MINTZ, B., & SCHWARTZ, M.. The power structure of americam business. Chicago: Uinversity of Chicago, 1985.

PEREIRA, J. NOVA ESCOLA E PADRÃO BNCC DE DOCÊNCIA: a formação do professor gerenciado. 2019. Tese (Mestrado no Programa de Pós- graduação em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, 2019.

PORTUGAL JÚNIOR, J. G. Grupos econômicos: expressão Institucional da unidade empresarial contemporânea. São Paulo, FUNDAP/IESP, 1994.

ROBERTSON, S.; VERGER, A. A origem das parcerias público-privada na governança global da educação. Educação & Sociedade, v. 33, n. 121, p. 1133-1156, 2012.

SHIROMA, E. O.; GARCIA, R. M. C.; CAMPOS, R. F. Conversão das “almas” pela liturgia da palavra: uma análise do movimento Todos pela Educação. In: BALL, S.; MAINARDES, J. Políticas educacionais: questões e dilemas. São Paulo: Cortez, 2011.

URBINI, L. F. Educação integral e capital financeiro: a participação do Itaú Unibanco nas políticas públicas de educação entre 2002 e 2014. 2015. (Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política)–Universidade Federal de Santa Catarina, 2015.

UNESCO. Relatório Repensar a educação. 2016. Disponível em: https://unesdoc.unesco.org/ark:/48223/pf0000244670. Acesso em: 15 jan. 2019.

Publicado
19-12-2019
Como Citar
FIERA, L. As teias de interesses e influências nas redes de políticas educativas na América Latina e Caribe. Roteiro, v. 44, n. 3, p. 1-20, 19 dez. 2019.
Seção
Seção temática: Políticas Educacionais e Organizações Multilaterais