Frei Elias Zulian: educação e missão na região de Ponta Grossa, PR (1952-1976)

Palavras-chave: Historiografia da Educação, Educação, Frei Elias Zulian, Ordem dos Frades Menores Capuchinhos

Resumo

O presente texto analisa o papel desempenhado pelo Frei capuchinho Elias Zulian (1920-1976) no contexto educacional da região paranaense dos Campos Gerais, entre os anos de 1952 a 1976. Entendemos que anseios pessoais e institucionais influenciaram a atuação do religioso. Questionamos: qual o âmbito de atuação de Frei Elias no contexto educacional da região? Nascido em 9 de agosto de 1920 na cidade de Postioma, diocese de Treviso, ingressou ao seminário em 1932, sendo ordenado sacerdote em Veneza no ano de 1945. Em 1949 foi enviado como missionário ao Estado do Paraná, exercendo seu apostolado em Barra Fria (1949), Bandeirantes (1950-1951) e na Cidade de Ponta Grossa (1952-1976), assumindo a Capelania dos ferroviários da Rede Viação Paraná-Santa Catarina (RVPSC). Sua atuação extrapolou os limites do altar e culminou na estruturação de um importante aparato educacional. Para o desenvolvimento da investigação, realizou-se uma pesquisa documental em fontes primárias, como o Boletim Interno da Província Paraná e Santa Catarina e o Archivio Provinciali Cappuccini da Província São Lourenço de Brindes, bem como realizaram-se estudos bibliográficos relativos à Igreja, Estado e Educação enquanto espaço de disputa (Juan Esquivel e Riolando Azzi). Como método de análise, a pesquisa pautou-se na consideração de que a atuação dos indivíduos é determinada pela materialidade das condições históricas, ou seja, o Materialismo Histórico Dialético. A partir da análise das fontes constatamos que Frei Elias expressou os anseios da Igreja Católica e da sociedade. Suas ações serviram para a propagação da escola pública na região dos Campos Gerais do Estado paranaense.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Claiton Guedes, Sem filiação

Mestre em História, Cultura e identidades pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG/PR). Licenciado em Filosofia e História e Bacharel em Teologia (PUC/PR).

Adriana Salvaterra Pasquini, Unespar, campus Apucarana.

Doutora em Educação (UEM/PR). Professora do departamento de educação da Unespar, Campus Apucarana.

Referências

A CAPELANIA DA R.V.P.S.C. Sete anos de atividade. Ponta Grossa: Gráfica Ideal, 1961.

A FERROVIA DO CONTESTADO. Histórico. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br/revista/revis/revis16/img1_16.pdf. Acesso em: 9 de maio de 2016.

AQUINO, M. Modernidade republicana e diocesanização do catolicismo no Brasil: a construção do bispado de Botucatu no sertão paulista (1890-1923). 2012. 301 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Ciências e Letras de Assis, Universidade Estadual Paulista, 2012. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/103158. Acesso em: 7 jul. 2015.

ARQUIDIOCESE DE CURITIBA. A Arquidiocese de Curitiba em sua história e Diocese de Curitiba: 100 anos. Curitiba: Arquidiocese de Curitiba, 1992.

ARQUIDIOCESE DE CURITIBA. Dom Pedro Antonio Marchetti Fedalto. Disponível em: http://arquidiocesedecuritiba.org.br/bispos/Dom-pedro-marchetti-fedalto/. Acesso em: 12 jul. 2015.

AZZI, R. A Igreja Católica na formação da sociedade brasileira. São Paulo: Santuário, 2008.

AZZI, R.; GRIJP, K. V. der. História da Igreja no Brasil. Ensaio de interpretação a partir do povo. Tomo II/3-2. Terceira época 1930-1964. Petrópolis: Vozes, 2008.

BOLETIM INTERNO da província do Paraná e Santa Catarina. Necrológio: Província São Lourenço de Brindes, Curitiba, ano 47, 2015. Edição especial.

CARTA DOS QUATRO missionários, 08 de outubro de 1919. Archivio Provinciali Cappuccini: Cúria Provincial São Lourenço de Brindes, Curitiba, 2015.

COSTA, R.; DE BONI, L. A. Os Capuchinhos no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Edições Est, 1996.

COSTA, O. R. G. As fontes primárias existentes no arquivo da Sé Metropolitana e Paróquia de Nossa Senhora da Luz de Curitiba. In: SIMPÓSIO NACIONAL DOS PROFESSORES UNIVERSITÁRIOS DE HISTÓRIA, 4., 1967, São Paulo. Anais [...] Porto Alegre: ANPUH, 1967. p. 625-667.

D’ALATRI, M. Os capuchinhos: história de uma família Franciscana. Tradução: Adelino Piloneto. Porto Alegre: Edições Est, 1998.

ELWEL, W. A. Enciclopédia histórico-teológica da Igreja Cristã. São Paulo: Vida Nova, 1988.

ESCOLA ESTADUAL JESUS DIVINO OPERÁRIO. Projeto político-pedagógico, 2010. Ponta Grossa, 2010. 29 p.

ESQUIVEL, J. C. Igreja, estado e política: estudo comparado no Brasil e na Argentina. Aparecida: Santuário, 2013.

FEDALTO, P. A. M. História da Igreja no Paraná: contribuição de Dom Pedro Antônio Marchetti Fedalto para a celebração do jubileu de ouro da Regional Sul 2 da CNBB. Curitiba: CNBB Regional Sul 2, 2014.

IRIARTE, L. História franciscana. Petrópolis: Vozes, 1985.

MAGALHÃES. M. B. de. Paraná, Política e Governo. Curitiba: SEED, 2001. (Coleção História do Paraná – Textos introdutórios).

MERLO, G. Em nome de São Francisco: História dos frades Menores e do Franciscanismo até inícios do século XVI. Tradução: Frei Ary Pintarelli. Petrópolis: Vozes, 2005.

MESQUIDA, P.; BRIGHENTI, M. F. Dom Leme, os intelectuais e o papel da educação na reconquista da hegemonia católica: a guerra de posição de 1915 a 1950. Disponível em: http://www.histedbr.fe.unicamp.br. Acesso em: 14 dez. 2015.

NASCIMENTO, M. I. M. Grupos Escolares na Região dos Campos Gerais (PR). In: VIDAL, D. G. (org.). Grupos Escolares – Cultura Escolar Primária e Escolarização da Infância no Brasil (1893-1971). Campinas: Mercado e Letras Edições e Livraria, 2006. p. 323-340.

QUARESMA FILHO, H. Presença e ação dos Capuchinhos no Paraná. Revista Atos, Ponta Grossa, ano 1, nov. 1968/mar. 1969.

RIBEIRÃO PRETO, I. A custódia provincial dos padres Capuchinhos: nos estados do Paraná e Santa Catarina de 1920 aos nossos dias. Santo Antônio da Platina: Convento de Santo Antônio, 1948.

ROTZETTER. A. Com Deus nos dias de hoje: curso básico de vida franciscana. Petrópolis: Vozes, 2003.

SERBIM, K. Padres, Celibato e conflito social: uma história da Igreja Católica no Brasil. Tradução: Laura Teixeira Motta. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

VIEIRA, D. R. O processo de reforma e reorganização da Igreja no Brasil (1844-1926). Aparecida: Santuário, 2007.

ZULIAN, R. W. Uma experiência de cristianização do mundo do trabalho: Frei Elias Zulian e os ferroviários (1950-1976). In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA UEPG – UNICENTRO, 2., 2015, Ponta Grossa. Anais eletrônicos [...] Ponta Grossa: UEPG, 2015.

Publicado
14-05-2019
Como Citar
GUEDES, E. C.; PASQUINI, A. S. Frei Elias Zulian: educação e missão na região de Ponta Grossa, PR (1952-1976). Roteiro, v. 44, n. 2, p. 1-18, 14 maio 2019.
Seção
Artigos de demanda contínua