Revisitando propostas e iniciativas de organização do ensino em ciclos: um debate atual e necessário

  • Ocimar Munhoz Alavarse Universidade Estadual de São Paulo (USP)
  • Paulo Henrique Arcas Universidade de São Paulo
  • Cristiane Machado Universidade Estadual de Campinas - SP (Unicamp)
Palavras-chave: Democratização do ensino, Organização curricular, Ciclos, Ensino fundamental

Resumo

Neste artigo recuperam-se e analisam-se propostas e iniciativas de organização do ensino fundamental em ciclos das redes municipais de Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo implantadas na primeira metade dos anos 1990 e que serviram de referência para outras redes de ensino, principalmente após a promulgação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). No contexto de políticas de educação que têm preconizado sua qualidade como expressas nos resultados de avaliações externas em larga escala, considera-se necessário recuperar iniciativas que, sem necessariamente recusar a utilização desses resultados, buscaram alterar a organização curricular do ensino fundamental com vistas à ampliação da qualidade na perspectiva de sua democratização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALAVARSE, O. M. A organização do ensino fundamental em ciclos: algumas questões. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, v. 14, n. 40, p. 35-50, jan./abr. 2009a.

ALAVARSE, O. M; MACHADO, C.; ARCAS, P. H. Avaliação externa e qualidade da educação: formação docente em questão. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 17, n. 54, p. 1353-1375, jul./set. 2017.

ALAVARSE, O. M. Organização do ensino fundamental em ciclos e avaliação. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 23, n. 1, p. 73-89, jan./jun. 2009b.

ARROYO, M. G. Ciclos de desenvolvimento humano e formação de educadores. Educação & Sociedade, Campinas, ano 20, n. 68, p. 143-162, dez. 1999.

BARRETTO, E. S. S.; MITRULIS, E. Trajetória e desafios dos ciclos escolares no país. Estudos Avançados, São Paulo, v. 15, n. 42, p. 103-140, maio/ago. 2001.

BARRETTO, E. S. S.; SOUSA, S. M. Z. L. Ciclos: estudos sobre as políticas implementadas no Brasil. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED – GT ESTADO E POLÍTICA EDUCACIONAL, 27., 2004, Caxambú. Anais... Caxambú, 2004a.

BARRETTO, E. S. S.; SOUSA, S. M. Z. L. Estudos sobre ciclos e progressão escolar no Brasil: uma revisão. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 30, n. 1, p. 31-50, jan./abr. 2004b.

BARRETTO, E. S. S.; SOUSA, S. M. Z. L. Reflexões sobre as políticas de ciclos no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 35, n. 126, p. 659-688, set./dez. 2005.

BARRETTO, E. S. S. Tendências recentes do currículo do ensino fundamental no Brasil. In: BARRETTO, E. S. S. (Org.). Os currículos do ensino fundamental para as escolas brasileiras. Campinas: Autores Associados; São Paulo: Fundação Carlos Chagas, 1998. p. 5-42.

BELO HORIZONTE. Secretaria Municipal de Educação. Escola Plural: proposta político-pedagógica. Belo Horizonte: SMED, out. 1994. Cadernos Escola Plural, 0.

CHIAPPINI, L.; MIRANDA, J. L.; EVARISTO, M. C. Interdisciplinaridade na escola pública: a experiência paulista na gestão de Paulo Freire e a participação da universidade. In: FAUNDEZ, A. (Org.). Educação, desenvolvimento e cultura: contradições teóricas e práticas. São Paulo: Cortez, 1994. p. 13-45.

CORTELLA, M. S. A reconstrução da escola (a Educação Municipal em São Paulo de 1989 a 1991). Em Aberto, Brasília, ano 11, n. 53, p. 54-63, jan./mar. 1992.

CRAHAY, M. (Dir.). L'école peut-elle être juste et efficace?: de l'égalité des chances à l'égailté des acquis. 2. ed. rev. et actualisée. Bruxelles: De Boeck, 2012. Pédagogies en Développement.

DALBEN, A. I. L. de F. A prática pedagógica e os ciclos de formação na Escola Plural. In: DALBEN, A. I. L. de F. (Org.). Singular ou plural? Eis a escola em questão. Belo Horizonte: Ed. UFMG/FAE/GAME, 2000. p. 53-66.

DUBET, F. O que é uma escola justa? A escola das oportunidades. Tradução Ione Ribeiro Valle. São Paulo: Cortez, 2008.

FRANCE. Ministère de l'Éducation Nationale de la Jeunesse et des Sports. Direction des Écoles. Les cycles à l'école primaire. Paris: Centre National de Documentation Pédagogique / Hachette Écoles, 1991. Une école pour l’enfant, des outils pour les maîtres.

GALVÃO, I. Uma reflexão sobre o pensamento pedagógico de Henri Wallon. In: BORJA, A. de (Org.). Construtivismo em revista. São Paulo: FDE. Diretoria Técnica, 1993. p. 33-39.

GOMES, C. A. Quinze anos de ciclos no ensino fundamental: uma análise dos percursos. Revista Brasileira de Educação, n. 25, p. 39-52, jan./abr. 2004.

KRUG, A. Ciclos de formação: uma proposta transformadora. 2. ed. Porto Alegre: Mediação, 2002.

MAINARDES, J. A organização da escolaridade em ciclos: ainda um desafio para os sistemas de ensino. In: FRANCO, C. (Org.). Avaliação, ciclos e promoção na educação. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 35-54.

MAINARDES, J. Organização da escolaridade em ciclos no Brasil: revisão da literatura e perspectivas para a pesquisa. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 32, n. 1, p. 11-30, jan./abr. 2006.

MAINARDES, J. Origem e desenvolvimento da escola em ciclos no Brasil. In: JORNADA DO HISTDBR, 6., 2005, Ponta Grossa. Anais... Ponta Grossa: Universidade Estadual de Ponta Grossa, 2005.

PISTRAK, M. M. Fundamentos da Escola do Trabalho. Tradução Daniel Aarão Reis Filho. São Paulo: Expressão Popular, 2000.

PORTO ALEGRE. Prefeitura Municipal de Porto Alegre. Secretaria Municipal de Educação. Ciclos de formação: proposta político-pedagógica da Escola Cidadã. Porto Alegre: SMED, dez. 1996. Cadernos Pedagógicos, n. 9.

SÃO PAULO (Município). Caderno temático de formação I: leitura de mundo, letramento e alfabetização: diversidade cultural, etnia, gênero e sexualidade. 2003a.

SÃO PAULO (Município). Caderno temático de formação: ensino fundamental. 2004a.

SÃO PAULO (Município). EducAção, n. 4: cidade educadora-educação inclusiva: um sonho possível. 2003b.

SÃO PAULO (Município). EducAção, n. 5: gestão, currículo e diversidade. 2004b.

SÃO PAULO (Município). Portaria n. 1.971, de 02 de junho de 1998. Diário Oficial do Município, São Paulo, 03 jun. 1998.

SÃO PAULO (Município). Regimento Comum das Escolas Municipais de São Paulo. São Paulo, 1992.

SILVA, C. C. et al. Educação na capital paulista: um ensaio avaliativo da política municipal (2001-2002). São Paulo: Instituto Pólis, PUC-SP, 2004.

SOUSA, S. M. Z. L. et al. Ciclos e progressão escolar: indicações bibliográficas. Ensaio: avaliação de políticas públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 11, n. 38, p. 99-114, jan./mar. 2003.

Publicado
06-12-2018
Como Citar
ALAVARSE, O. M.; ARCAS, P. H.; MACHADO, C. Revisitando propostas e iniciativas de organização do ensino em ciclos: um debate atual e necessário. Roteiro, v. 43, n. esp, p. 131-154, 6 dez. 2018.
Seção
Dossiê Comemorativo Roteiro 40 anos