Avaliação e ranqueamento de universidades sob a lógica de critérios globais

Palavras-chave: Universidade, Avaliação, Ranqueamento

Resumo

O mundo globalizado tem provocado diversos impactos no contexto universitário, especificamente a necessidade de adequação das instituições aos novos paradigmas impostos pelas mudanças em todos os setores da sociedade. Assim, o objetivo com esta pesquisa implica compreender o processo de avaliação de universidades, a partir de indicadores de ranqueamentos nacional e internacionais, bem como as exigências impostas a essas instituições quanto às mudanças na política de ensino, pesquisa, extensão e gestão. A metodologia adotada foi a abordagem qualitativa, de caráter bibliográfico e descritivo, tendo como elementos os indicadores adotados pelos rankings Ruf, U-Multirank, Quacquarelli Symonds, Ranking Web, THE-TR e Center for World University Rankings no processo de avaliação de universidades. Em linhas gerais, as universidades são submetidas à competitividade; os resultados classificatórios impõem o redirecionamento da política universitária, de forma a remeter a produção do conhecimento para o atendimento de fins, em alta medida, mercantilistas; há uma exagerada corrida das instituições avaliadas para serem reconhecidas como sendo de alta reputação, logo, universidades de classe mundial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raimunda Maria da Cunha Ribeiro, Universidade Estadual do Piauí

Doutora em Educação pela PUCRS.

Professora da Universidade Estadual do Piauí

do curso de Pedagogia no campus da cidade de Corrente-PI.

Referências

AFONSO, A. J. A educação superior na economia do conhecimento, a subalternização das ciências sociais e humanas e a formação de professores. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 20, n. 2, p. 269-291, jul. 2015.

AFONSO, A. J. Nem tudo o que conta em educação é mensurável ou comparável: crítica à accountability baseada em testes estandardizados e rankings escolares. Revista Lusófona de Educação, 13, p. 13- 29, jun. 2009.

ALTBACH, G. P. O que conta para a produtividade nas universidades de pesquisa? Ensino Superior Unicamp, 27 maio 2015. Disponível em: <https://www.revistaensinosuperior.gr.unicamp.br>. Acesso em: 27 mar. 2015.

ALTBACH, G. P. The costs and benefits of world-class universities. International Higher Education, i. 33, p. 5-8, 2003. Disponível em: <https://ejournals.bc.edu/ojs/index.php/ihe/issue/view/761>. Acesso em: 27 mar. 2017.

ALTBACH, G. P.; REISBERG, L.; RUMBLEY, L. Trends in global higher education: Tracking an academic revolution. Boston: Sense Publications, 2010.

BOURDIEU, P. O campo científico. In: ORTIZ, R. (Org.). Bourdieu. São Paulo: Ática, 1983. p. 82-121.

BOURDIEU, P. Os usos sociais da ciência: por uma sociologia clínica do campo científico. São Paulo: UNESP, 2004.

CALDERÓN, A. I.; POLTRONIERI, H.; BORGES, R. M. Os rankings rankings na educação superior brasileira: políticas de governo ou de Estado? Ensaio: Avaliação Políticas Públicas. Educ., Rio de Janeiro, v. 19, n. 73, p. 813-826, out./dez. 2011.

COLADO, E. I. Capitalismo académico e globalización.

Educação e Sociedade, Campinas, v. 24, n. 84, p. 1059-1067, set. 2003. Disponível em: . Acesso em: 01 abr. 2017.

DIAS SOBRINHO, J. Avaliação e transformações da educação superior brasileira (1995-2009): do Provão ao Sinaes. Avaliação, Campinas, v. 15, n. 1, p. 195-224, 2010.

DRUCKER, P. Sociedade pós-capitalista. Lisboa: Actual, 2007.

DUARTE, R. G.; LIMA JÚNIOR, A. F. de; BATISTA, R. V. L. O processo de internacionalização das instituições de ensino superior: o caso das Pontifícias Universidades Católicas de Minas Gerais e do Paraná. E&G Economia e Gestão, Belo Horizonte, v. 7, n. 14, p. 1-178, 1, 2007.

ETZKOWITZ, H. MIT and the rise of entrepreneurial science. New York: Routledge, 2002.

HANS DE WIT. Repensando o conceito da internacionalização. Ensino Superior Unicamp, International Higher Ecucation, 20 fev. 2013. Disponível em: <https://www.revistaensinosuperior.gr.unicamp.br>. Acesso em: 31 mar. 2017.

LESSARD, C. A universidade e a formação profissional de docentes: novos questionamentos. Educação e Sociedade, Campinas, v. 27, n. 94, p. 201-227, jan./abr. 2006. Disponível em: . Acesso em: 31 mar. 2017.

MOURA, B. A.; MOURA, L. B. A. Ranqueamento de universidades: reflexões acerca da construção de reconhecimento institucional. Acta Scientiarum, Education Maringá, v. 35, i. 2, p. 213-222, July/Dec. 2013.

MAGALHÃES, A. A identidade do ensino superior: política, conhecimento e educação numa época de transição. Porto: Fundação Calouste Gulbenkian; Fundação para a Ciência e Tecnologia, 2004.

MAGALHÃES, A. Cenários, dilemas e caminhos da educação superior europeia. Perspectiva, Florianópolis, v. 29, n. 2, p. 623-647, jul./dez. 2011.

PFISTER, M.; CALDERÓN, A. I. Os rankings na educação superior brasileira: um estudo sobre o estado da questão. Encontro de Iniciação Científica, 19; Encontro de Iniciação em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação, 9. Anais... 23-24 set. 2014.

RIBEIRO, J. L. L. de S. Avaliação das universidades brasileiras: as possibilidades de avaliar e as dificuldades de ser avaliado. Avaliação, Campinas; Sorocaba, v. 16, n. 1, p. 57-71, mar. 2011.

SALMI, J. The challenge of establishing world-class universities. Washington: The World Bank, 2009.

SANTOS, B. S. Pela mão de Alice: o social e o político na pós-modernidade. São Paulo: Cortez, 1997.

SCHWARTZMAN, S.; CASTRO, C. de M. Ensino, formação profissional e a questão da mão de obra. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro, v. 21, n. 80, p. 563-624, jul./set. 2013.

SEVERINO, A. J. Educação e universidade: conhecimento e construção da cidadania. Interface. Comunicação, Saúde, Educação, v. 6, n. 10, p. 117-124, fev. 2002.

VILELA, S. USP: uma universidade de classe mundial. In: VILELA, Sueli; FRANCO, Maria Lajolo (Org.). USP 2034: Planejando o Futuro. São Paulo: EDUSP, 2009.

Publicado
11-04-2018
Como Citar
RIBEIRO, R. M. DA C. Avaliação e ranqueamento de universidades sob a lógica de critérios globais. Roteiro, v. 43, n. 1, p. 259-276, 11 abr. 2018.
Seção
Artigos de demanda contínua