Gestão da educação: das políticas federais à gestão municipal

Palavras-chave: Política educacional, Gestão escolar, Plano de Desenvolvimento da Educação, Plano de Ações Articuladas

Resumo

No texto tem-se o objetivo de identificar as principais políticas para a gestão da educação implementadas pelo Governo federal entre os anos 2003 e 2011 e analisar como essas políticas impactaram a gestão das escolas municipais. Utilizam-se como procedimentos metodológicos a pesquisa bibliográfica, a análise documental e as entrevistas. Conclui-se que essas políticas interferem na gestão municipal, por possibilitarem a aquisição de obras e equipamentos, mas intervêm de forma tênue nas escolas, visto que as diretoras demonstraram pouco conhecimento sobre elas e uma preocupação maior com questões administrativas e pedagógicas do cotidiano escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natália da Silva Bugança, Universidade Estadual de Londrina

Mestranda em Educação pela Universidade Estadual de Londrina. Pedagoga, especialista em Educação Especial e Gestão escolar. Assessora pedagógica no Departamento de Educação e Cultura de Jataizinho-Pr.

Maria José Ferreira Ruiz, Universidade Estadual de Londrina.

Pós Doutora em Educação pela UNiversidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Doutora em Educação pela Universidade Estadual Paulista "Julio de Mesquita Filho" - UNESP-Marília. Docente da Universidade Estadual de Londrina-PR, no Departamento de Educação - Curso de Pedagogia - Área de Política e Gestão da Educação.

Referências

ADRIÃO, T.; GARCIA, T. Oferta educativa e responsabilização no PDE: o plano de ações articuladas. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 135, p. 779-796, set./dez. 2008.

ALMEIDA, A. R. Plano de Ações Articuladas (PAR): uma análise sobre a percepção dos gestores escolares no que concerne aos seus efeitos em escolas do ensino fundamental, no município de São Sebastião do Passé-BA. 2016. 107 f. Dissertação (Mestrado em Educação e Contemporaneidade)–Universidade do Estado da Bahia, 2016.

ANTUNES, R. O PT acreditou no mito da conciliação de classes. Esquerda Diário, 2016. Disponível em: <http://www.esquerdadiario.com.br/Ricardo-Antunes-O-PT-acreditou-no-mito-da-conciliacao-de-classes>. Acesso em: 04 jul. 2017.

BIANCHINI, L. C. Análise da implantação e implementação do Programa Mais Educação em Londrina-PR: concepção, limites e possibilidades do microcampo esporte e lazer. 2016. 182 f. Dissertação (Mestrado em Educação)–Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2016.

BRASIL. Constituição. República Federativa do Brasil de 1988. Brasília, DF: Senado Federal, 1988. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm>. Acesso em: 13 set. 2014.

BRASIL. Decreto n. 6.094/2007, de 24 de abril de 2007. Dispõe sobre a implementação do Plano de Metas Compromisso Todos pela Educação, pela União Federal, em regime de colaboração com Municípios, Distrito Federal e Estados, e a participação das famílias e da comunidade, mediante programas e ações de assistência técnica e financeira, visando à mobilização social pela melhoria da qualidade da educação básica. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 25 abr. 2007. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/decreto/d6094.htm>. Acesso em: 11 ago. 2015.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm>. Acesso em: 13 set. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Manual técnico operacional do módulo de monitoramento do Plano de Ações Articuladas - PAR. 2009. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=5697-manual-tecnoperacional-modulo-monitoramento-2010&category_slug=junho-2010-pdf&Itemid=30192>. Acesso em: 04 maio 2016.

BRASIL. Ministério da Educação. Programa Mais Educação. 2016. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/programa-mais-educacao>. Acesso em: 01 nov. 2016.

FERREIRA, E. B. Gestão dos sistemas municipais de educação: planejamento e equilíbrio federativo em questão. Ensaio: Avaliação e Políticas Públicas em Educação, Rio de Janeiro, v. 23, n. 88, p. 545-566, jul./set. 2015.

FARENZENA, N. et al. Implementação de planos de ações articuladas municipais: achados de uma pesquisa de avaliação. Revista da FAEEBA: Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 21, n. 38, p. 151-165, jul./dez. 2012. Disponível em: . Acesso em: 20 set. 2016.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: Ed. UEC, 2002.

GENTILI, P. OLIVEIRA, D. A procura da igualdade: dez anos de política educacional no Brasil. In: SADER, E. (Org.). 10 anos de governos pós-neoliberais no Brasil: Lula e Dilma. São Paulo: Boitempo; Rio de Janeiro: FLACSO Brasil, 2013.

KRAWCZYK, N. R. O PDE: novo modo de regulação estatal? Cadernos de Pesquisa, v. 38, n. 135, p. 797-815, set./dez. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/cp/v38n135/v38n135a13.pdf>. Acesso em: 12 jun. 2015.

LIMA, L. C. V. Organização escolar e democracia radical: Paulo Freire e a governação democrática da escola pública. São Paulo: Cortez, 2000.

OLIVEIRA, C. L. Um apanhado teórico-conceitual sobre a pesquisa qualitativa: tipos, técnicas e características. 2008. Disponível em: <http://www.unisc.br/portal/upload/com_arquivo/um_apanhado_teorico_conceitual_sobre_a_pesquisa_qualitativa_tipos_tecnicas_e_caracteristicas.pdf >. Acesso em: 18 jan. 2015.

OLIVEIRA, D. A. As políticas educacionais no governo Lula: rupturas e permanências. RBPAE, Goiânia, v. 25, n. 2, p. 197-209, maio/ago. 2009.

OLIVEIRA, D. A. Das Políticas de governo às políticas de Estado: reflexões sobre a atual agenda educacional brasileira. Educação e Sociedade, Campinas, v. 32, n. 115, p. 323-337, abr./jun. 2011.

PARO, V. H. Gestão democrática da escola pública. 3. ed. São Paulo: Ática, 2000.

PAULANI, L. Brasil Delivery: Servidão financeira e Estado de emergência econômico. São Paulo: Boitempo, 2008.

PREFEITURA MUNICIPAL DE JATAIZINHO. Plano de cargos e Carreira do magistério público municipal. Jataizinho, 2013.

RUIZ, M. J. F.; MARINHEIRO, E. L.; MORAES, A. C. de A. Democratização da educação pública: políticas e programas e concepção de gestão escolar. In: CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO - EDUCERE, 12., 2015, Curitiba. Anais... Curitiba: PUCPR, 2015.

SAVIANI, D. O plano de desenvolvimento da educação: análise do projeto do MEC. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 1231-1255, out. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a2728100.pdf>. Acesso em: 28 abr. 2016.

SHIROMA, E. O.; CAMPOS, R. F.; GARCIA, R. M. C. Decifrar textos para compreender a política: subsídios teórico-metodológicos para análise de documentos. Perspectiva, Florianópolis, v. 23, n. 2, p. 427-446, jul./dez. 2005. Disponível em:<https://periodicos.ufsc.br/index.php/perspectiva/article/view/9769>. Acesso em: 03 ago. 2015.

SILVA, M. S.; CARVALHO, L. S. Faces do gerencialismo em educação no contexto da nova gestão pública. Revista Educação em Questão, Natal, v. 50, n. 36, p. 211-239, set./dez. 2014.

Publicado
04-12-2017
Como Citar
BUGANÇA, N. DA S.; RUIZ, M. J. F. Gestão da educação: das políticas federais à gestão municipal. Roteiro, v. 42, n. 3, p. 523-542, 4 dez. 2017.