Internacionalização do currículo: produção em organismos multilaterais

Palavras-chave: Internacionalização da Educação Superior, Internacionalização do currículo, Organismos multilaterais, Educação Superior

Resumo

A internacionalização da educação superior vem se expandindo no contexto da globalização e da Sociedade do Conhecimento. Recentemente, organismos multilaterais, capitaneados pela OCDE, passam a propor outras formas para a internacionalização, como a do currículo. O artigo tem como foco a Internacionalização do Currículo (IoC) e a interferência de organismos multilaterais, via produção de textos, nesse processo. É apontada a complexidade dessa concepção que se estende desde a formação profissional para o mercado globalizado até a formação do cidadão global pela Unesco. Para fundamentar as análises são utilizados princípios de estado de conhecimento tendo como fonte a bibliografia internacional oriunda de organismos multilaterais e/ou decorrentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilia Costa Morosini, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Possui licenciatura e bacharelado em Ciências Sociais (1970), mestrado em Sociologia Educacional (1975) e doutorado em Educação pela UFRGS (1990) e pós-doutorado no LILLAS/Universidade do Texas (2002/2003). Coordenadora do CEES - Centro de Estudos em Educação Superior - PUCRS; da RIES (Rede Sulbrasileira de Investigadores da Educação Superior) - Núcleo de Excelência em C, T&I, CNPq/ FAPERGS/PRONEX; Coord. do Observatório de Educação Indicadores de Qualidade do Ensino Superior (CAPES/INEP) e da Rede UNIVERSITAS ligada ao GT Politica de Educação Superior/ANPED (1996 ? 2012) e Coord. do programa conjunto de pesquisa CAPES/UTEXAS (2006 ? 2012) Qualidade na Educação Superior; e coord. a da Rede CEES/PUCRS - School of Education /Newcastle University. Coord. e membro do Comitê Assessor da Cooperação Internacional FAPERGS (2008 -...) e membro CA Educação (2004....) . Membro da EAIR (European Association of Institutional Research). Membro da LASA ? Latin American Studies Association. Membro representante da área de Ciências Humanas da CTAA/ INEP/ MEC (2006-2012); bolsista produtividade 1A do CNPq, integra o CA - Ad Hoc de Educação da CAPES. Participou de projetos nacionais INEP e internacionais IAU/UNESCO/CNPq/CAPES/UTexas; CPLP: INNOVACESAL (UE), Alfa-Guia (UE). É professora aposentada da UFRGS. É professora titular da PUCRS. Foi diretora da Faculdade de Educação da PUCRS e Coordenadora do PPGEDu (2011 - 2012). Orienta I.C., Mestrado, Doutorado (orientadora da Tese Mensão Honrosa ? Capes 2012), Pós-Doutorado. Sua produção atual está voltada a estados de conhecimento destacando-se a Enciclopédia de Pedagogia Universitária, o Glossário de Pedagogia Universitária (700 p.) e a Enciclopédia Internacional de Educação Superior para os Países de Língua Portuguesa. Tem experiência na área de Fundamentos da Educação, atuando em: educação superior, qualidade da educação superior, formação de professores, internacionalização da Educação Superior, diversidade e equidade na Educação Superior.

Referências

BALL, S. Educação Global S.A.: novas redes políticas e o imaginário neoliberal. Ponta Grossa: UEPG, 2014.

BALL, S. Performatividade e Fabricação na Economia Educacional: rumo a uma sociedade performatividade. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 35, n. 2, p. 37-55 maio/ago. 2010. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=317227077004>. Acesso em: 20 dez. 2016

BENNETT, M. Transformative training: Designing programs for culture learning. In: MOODIAN, M. A. (Ed.). Contemporary leadership and intercultural competence: Understanding and utilizing cultural diversity to build successful organization. USA: Sage, 2008.

CLIFFORD V. The elusive concept of the curriculum. 2013. Disponível em: <https://www.brookes.ac.uk/services/cci/definitions.html>. Acesso em: 10 out. 2016.

CROWTHER, P. et al. Internationalisation at Home: A Position Paper. Amsterdam: EAIE, 2000.

DALE, R. Constructing risk manegement of HE sector through reputational risk manegement of institution. In: MOROSINI. M. (Org.). Quality in Higher Education: reflections and investigative practices. Porto Alegre: EdiPUCRS, 2011. (Série Qualidade da Educação Superior)

EGRON-POLAK, E.; HUDSON, R. Internationalization of higher education: Growing expectations, fundamentals values. IAU 4º Global Survey, 2014. Disponível em: . Acesso em: 08 nov. 2016.

FORMICHELLA, M. Índice de inequidad educativa básica: Una propuesta de medición de la Equidad Educativa Interna en Latinoamérica. Archivos Analíticos de Políticas Educativas, Arizona, v. 22, p. 1-23, jan. 2014.

FREEMAN, et al. Embedding the development of intercultural competence in Business Education ALTC funded project. Relatório: 2009. The University of Sydney, Australia: 2008.

HENAR, F. Aprendamos la lección: un repaso a la calidad de la enseñanza en la educación superior. OECD/IMHE: 2010. Disponível em: <https://www.oecd.org/edu/imhe/47521693.pdf>. Acesso em: 14 dez. 2016.

HIGHER EDUCATION ACADEMY. Transforming teaching inspiring learning. Disponível em: <https://www.international.heacademy.ac.uk/services/Teaching-Excellence-Trio-Workshops>. Acesso em: 12 nov. 2016.

LEASK, B. Internationalizing the Curriculum. Routledge: New York, 2015.

LEASK, B. Using formal and informal curricula to improve interactions between home and international students. Journal of Studies in International Education, v. 13, n. 2, p. 205-221, 2009.

MOROSINI, M. (Ed.). Enciclopédia de Pedagogia universitária. Brasília, DF: INEP/MEC, 2006.

MOROSINI, M. Estado de conhecimento e questões do campo científico. Revista Educação. Santa Maria, v. 40, n. 1, p. 101-116, jan./abr. 2015.

MOROSINI, M. Qualidade da Educação Superior e contextos emergentes. Avaliação. Campinas, v. 19, n. 2, p. 385-405, jul. 2014.

MOROSINI, M.; USTARROZ, E. Impactos da internacionalização universitária na docência universitária: construindo a cidadania global através do currículo internacionalizado e das competências interculturais. Em Aberto, Brasília, DF, v. 29, n. 97, p. 35-46, 2016.

MOROSINI, M. C.; DALLA CORTE, M. G.; ANSELMO, A. Internationalization of higher education: perspective from the great South. Creative Education, v. 8, i. 1, p. 95-113, Jan. 2017.

NILSSON, B. Internationalising the curriculum. In: CROWTHER, P. et al. Internationalisation at Home: A Position Paper. Amsterdam: EAIE, 2000.

OECD. Teachers Matter: Attracting, Developing and Retaining Effective Teachers. 2005. Disponível em: . Acesso em: 05 dez. 2016.

OECD. Overview tertiary education for the knowledge society. 2008. Disponível em: https://www.oecd.org/education/skills-beyond-school/40345176.pdf>. Acesso em: 05 dez. 2016.

REFLEX. The Flexible Professional in the Knowledge Society: New Challenges for Higher Education. Project. European Union, 2011.

TEEKENS, H. Teaching and learning in the international classroom. In: CROWTHER, P. et al. Internationalisation at Home: A Position Paper. Amsterdam: EAIE, 2000.

UNESCO. Educação para a cidadania global (ECG): A abordagem da UNESCO, 2015. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/fileadmin/MULTIMEDIA/FIELD/Brasilia/pdf/brz_ed_global_citizenchip_brochure_pt_2015.pdf>. Acesso em: 11 nov. 2016.

UNESCO. Educação para a cidadania mundial: preparando estudantes para o século XXI. Brasília: UNESCO, 2015.

UNESCO. Education 2030 Incheon Declaration and Framework for Action: towards inclusive and equitable quality education and lifelong learning for all. Brasília: UNESCO, 2016. Disponível em: <http://www.unesco.org/new/pt/brasilia/about-this-office/single-view/news/education_2030_incheon_declaration_and_and_framework_for_ac/>. Acesso em: 14 dez. 2016.

UNITED NATIONS. Understanding Knowledge Societies - Twenty answers and questions with the index of knowledge societies. Washington: United Nations, 2005 Disponível em: <https://publicadministration.un.org/publications/content/PDFs/E-Library%20Archives/2005%20Understanding%20Knowledge%20Societies.pdf>. Acesso em: 14 dez. 2016.

VAN DER WENDE, M. C. Internationalising the Curriculum. Internationalisation of Higher Education. OECD Documents, 1996.

Publicado
11-04-2018
Como Citar
MOROSINI, M. C. Internacionalização do currículo: produção em organismos multilaterais. Roteiro, v. 43, n. 1, p. 115-132, 11 abr. 2018.
Seção
Dossiê Organismos multilaterais e políticas públicas na educação básica e superior: diretrizes, desafios e práticas