Complexidade e transdisciplinaridade: convites para a colaboração e corresponsabilidade educativa

  • Andreia de Andrade Moraz Unoesc - Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Roque Strieder Unoesc
Palavras-chave: Educação, Complexidade, Transdisciplinaridade, Colaboração

Resumo

Somos reféns de uma organização social enraizada em uma extensa lista de dispositivos de ordem, que geram grave crise pedagógica e educacional. Diante desse contexto e da lógica racional dos conhecimentos, e considerando a etimologia de complexus (o que é tecido junto), no trabalho indicamos a transdisciplinaridade como oportunidade de articular os elementos contraditórios desse “tecido junto” também no aspecto pedagógico e formativo. Fruto de reflexões teóricas, sugerimos a complexidade para reconhecer a emergência de diferentes níveis de realidades, seja das coisas do mundo, da vida, seja das organizações humanas, e como uma possibilidade para alargar a compreensão do real pela abertura e aceitação da presença auto-organizativa em cada ser humano. Concluímos: essa abordagem cria sensibilidade para a responsabilidade na transformação de si, do outro e do mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andreia de Andrade Moraz, Unoesc - Universidade do Oeste de Santa Catarina
Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEd) da Universidade do Oeste de Santa Catarina (Unoesc). Brasil. Bolsista do Programa Observatório da Educação (Obeduc). Edital Capes nº 049/2012.
Roque Strieder, Unoesc
(último título acadêmico e respectiva instituição; atividade que desempenha; instituição a que está vinculado) Doutor em Educação pela Unimep de Piracicaba SP. Prof. do programa de Mestrado em Educação Pesquisador PIBIC/CNPq e FAPESC

Referências

AGAMBEN, G. O que é o contemporâneo? E outros ensaios. Chapecó: Argos, 2009.

CAPRA, F. A teia da vida: uma nova compreensão científica dos sistemas vivos. São Paulo: Cultrix, 1997.

CAPRA, F. O tao da física: um paralelo entre a física moderna e o misticismo oriental. São Paulo: Cultrix, 2000.

FLICKINGER, H.-G. A caminho de uma pedagogia hermenêutica. Campinas: Autores Associados, 2010.

FOLLMANN, J. I. A universidade exposta à transdisciplinaridade. Revista Instituto Humanitas Unisinos, São Leopoldo, p. 8-12, ago. 2005.

GELATI, F. C. Da complexidade da educação à educação da complexidade: em busca dos princípios educativos em Edgar Morin. 2010. 111 p. Dissertação (Mestrado em Educação)–Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, 2010.

GOERGEN, P. O embate modernidade/pós-modernidade e seu impacto sobre a teoria e a prática educacionais. Revista Eccos: Revista Científica, São Paulo, n. 28, p. 149-169, maio/ago. 2012.

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola, 1998.

MARGULIS, L. O Planeta Simbiótico: uma nova perspectiva da evolução. Rio de Janeiro: Rocco, 2001.

MATURANA, H. Cognição e transdisplinaridade. In: MELLO, M. F.; BARROS, V. M.; SOMMERMANNN, A. (Org.). Educação e transdisciplinaridade. Brasília, DF: Unesco, 2000.

MATURANA, H.; DÁVILA YÁÑEZ, X. Habitar humano: em seis ensaios de Biologia Cultural. São Paulo: Palas Athena, 2009.

MATURANA, H. Emoções e linguagens na educação e na política. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1998.

MINAYO, M. C. S. Interdisciplinaridade: uma questão que atravessa o saber, o poder e o mundo vivido. Medicina, Ribeirão Preto, v. 24, n. 2, p. 70-77, abr./jun. 1991.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. 10. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2004

MORIN, E. A via para o futuro da humanidade. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.

MORIN, E. Ciência com consciência. 7. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

MORIN, E. O método 1: a natureza da natureza. Porto Alegre: Sulina, 2002.

MORIN, E. O método IV. As idéias: a sua natureza, vida, habitat e organização. Lisboa: Europa-América, 1992.

MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2005.

NICOLESCU, B. A visão do que há entre e além. Diário de Notícias, Lisboa, caderno cultura, 03 fev. 1994. Entrevista concedida a Antónia de Sousa.

NICOLESCU, B. O manifesto da transdisciplinaridade. Tradução Lucia Pereira de Souza. 3. ed. São Paulo: Triom, 1999.

PAPST, J. Tornar todos os saberes acessíveis para todos em toda a parte. Revista do Instituto Humanitas Unisinos, São Leopoldo, p. 12-14, ago. 2005.

POPPER, K. R. Conjecturas e refutações. Brasília, DF: Ed. Universidade de Brasília, 1972.

PRIGOGINE, I. O fim das certezas: tempo, caos e as leis da natureza. São Paulo: Universidade Estadual Paulista, 1996.

TROCMÉ-FABRE, H. A universidade exposta à transdisciplinaridade. Revista do Instituto Humanitas Unisinos, São Leopoldo, p. 4-7, ago. 2005.

Publicado
04-04-2017
Como Citar
MORAZ, A. DE A.; STRIEDER, R. Complexidade e transdisciplinaridade: convites para a colaboração e corresponsabilidade educativa. Roteiro, v. 42, n. 1, p. 179-200, 4 abr. 2017.