PISCICULTURA INTEGRADA À AGROINDÚSTRIA: UMA PROPOSTA DE FLUXO CONTÁBIL DE ACORDO COM OS CPCS 29 e 16

  • Amanda Adriane Rocha Barreto Universidade Federal de Rondônia
  • Deyvison de Lima Oliveira Universidade Federal de Rondônia
  • Sidiney Rodrigues Universidade Federal de Rondônia
  • Joelson Agustinho de Pontes Universidade Federal de Rondônia
  • Wellington Silva Porto Universidade Federal de Rondônia

Resumo

Determinadas condições internacionais colocam o Brasil como um dos principais produtores de alimentos de pescados, a indústria alimentícia que mais cresce no mundo. Os peixes são considerados, contabilmente, ativos biológicos consumíveis, e a sua mensuração ocorre pelo valor justo menos a despesa de venda reconhecida no momento inicial e final de cada período de competência. Igualmente, o produto agrícola advindo de ativo biológico deve ser mensurado pelo valor justo menos a despesa no momento em que é colhido. O valor atribuído ao produto é considerado seu custo no momento em que é incorporado à agroindústria, seja o custo de aquisição, seja de fabricação. Nesta pesquisa se visou propor um modelo de fluxo contábil para a piscicultura integrada – nas fases de transformação biológica do ativo e de processamento das carcaças – a partir da identificação das particularidades do manejo. Como abordagem metodológica, adotou-se o estudo de caso único. Para tratamento dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo. Os resultados permitiram uma proposta de contas para o grupo Estoques, visando à mensuração e à evidenciação do ativo biológico na piscicultura, possibilitando identificar os momentos em que o ativo é mensurado a valor justo e pelo custo histórico. Um fluxo contábil da formação de estoques integrado à agroindústria foi proposto. Adicionalmente, uma proposta de contas do grupo Imobilizado foi apresentada com base na integração produtiva. A contribuição teórico-empírica desta pesquisa e sugestões de pesquisas futuras são apresentadas nas considerações finais.

Palavras-chave: Ativos biológicos. Valor justo. Piscicultura. Piscicultura integrada. Agroindústria.

 

integrated fish farming to the agroindustry: a proposal of accounting flow based on CPCs 29 and 16


Abstract

 

Certain international conditions put Brazil as one of the leading producers of fish food, the food industry with the highest growth in the world. Fish are considered, according to the accounting, consumable biological assets, and their measurement should be at fair value less costs to sell on initial recognition and end of each accrual period. Also, the biological assets arising from agricultural product shall be measured at fair value less cost at the time it is harvested. The value assigned to the product is considered cost when it is incorporated into the agricultural industry, either the cost of acquisition or initial manufacturing cost. This research aimed to propose an accounting flow model for integrated fish farming – the stages of biological asset transformation and processing of carcasses – based on the identification of the handling characteristics. As a methodological approach, the study of a single case of an agribusiness was adopted. For data analysis we used the content analysis. The results made possible a disclosure model for the Inventories group, with a view to the measurement and disclosure of biological assets in fish farming, enabling to identify periods when the asset is measured at fair value and historical cost. A flow of inventory formation, integrated to agribusiness was proposed. In addition, we present a proposal of disclosure to the Property group was presented. The theoretical and empirical contribution of this research and future research suggestions are presented in the final considerations.

Keywords: Biological assets. Fair value. Pisciculture. Integrated fish farming. Agroindustry.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Adriane Rocha Barreto, Universidade Federal de Rondônia

Graduada em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Rondônia – Campus de Vilhena

Deyvison de Lima Oliveira, Universidade Federal de Rondônia
Doutor em Administração (PPGA/UFRGS), professor do Depto de Ciências Contábeis - Universidade Federal de Rondônia (Campus de Vilhena)
Sidiney Rodrigues, Universidade Federal de Rondônia
Mestre em Ciências Contábeis (FURB/SC), professor do Depto de Ciências Contábeis – Universidade Federal de Rondônia (Campus de Vilhena)
Joelson Agustinho de Pontes, Universidade Federal de Rondônia
Graduado em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Campina Grande (2004), especialista em Gestão do Agronegócio (FAP/RO), professor do Depto de Ciências Contábeis – Universidade Federal de Rondônia (Campus de Vilhena)
Wellington Silva Porto, Universidade Federal de Rondônia

Mestre em Engenhara da Produção (UFSC), professor do Depto de Ciências Contábeis – Universidade Federal de Rondônia (Campus de Vilhena).

Referências

ANDRADE, J.; TEÓPHILO, C. R.; YAMAMOTO, M. M. A Aderência dos Pronunciamentos Contábeis do CPC às Normas Internacionais de Contabilidade. Revista Contabilidade, Gestão e Governança. São Paulo, v. 15, n. 2, 2012.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BARROS, C. D. C.; et al. . O impacto do valor justo na mensuração dos ativos biológicos nas empresas listadas na BM&FBOVESPA. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ. Rio de Janeiro, v. 17, n.3, p. 47-59, 2012.

BRASIL. Lei nº 11.958, de 26 de junho de 2009. Altera as Leis nos 7.853, de 24 de outubro de 1989, e 10.683, de 28 de maio de 2003; dispõe sobre a transformação da Secretaria Especial de Aquicultura e Pesca da Presidência da República em Ministério da Pesca e Aquicultura; cria cargos em comissão do Grupo-Direção e Assessoramento Superiores - DAS e Gratificações de Representação da Presidência da República; e dá outras providências. Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/lei/l11958.htm>. Acesso em: 29/ Out/ 2014.

CARVALHO, F. S. de; et al. . Ativos biológicos: evidenciação das empresas do Ibovespa. Revista Custos e @gronegócio on line, Recife, v. 9. n. 3, 2013.

COSTA, J. A.; THEÓPHILO, C. R.; YAMAMOTO, M. M. A aderência dos Pronunciamentos Contábeis do CPC às normas internacionais de contabilidade. Contabilidade, Gestão e Governança, v. 15, n. 2, p. 110-126, 2012.

CFC. Cria o Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC), e dá outras providências. Resolução n. 1.055, de 7 de outubro de 2005. Disponível em: <http://www.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?codigo=2005/001055>. Acesso em: 16/out/2014.

CFC. NBC T 10.14 Entidades Rurais 2001. Brasília: Conselho Federal de Contabilidade, 2001. Disponível em: <http://www2.cfc.org.br/sisweb/sre/detalhes_sre.aspx?Codigo=2001/000909>. Acesso em: 10/Out/2014.

CPC. CPC 00. Estrutura conceitual para elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro (R1). Disponível em: http://static.cpc.mediagroup.com.br/Documentos/147_CPC00_R1.pdf. Acesso em 04/Mar/2016.

CPC. CPC 16 Estoques. In: (Ed.). Pronunciamentos Técnicos contábeis 2009. Brasília: Conselho Federal de Contabilidade, 2009. Disponível em: <http://www.cpc.org.br/CPC/Documentos-mitidos/Pronunciamentos/Pronunciamento?Id=47>. Acesso em: 16/Out/2014.

CPC. CPC 29 Ativo biológico e produto agrícola. In: (Ed.). Pronunciamentos Técnicos contábeis 2009. Brasília: Conselho Federal de Contabilidade, 2009. Disponível em: < http://www.cpc.org.br/CPC/Documentos-Emitidos/Pronunciamentos/Pronunciamento?Id=78>. Acesso em: 16/Out/2014.

CPC. CPC 46 Mensuração do Valor Justo. In: (Ed.). Pronunciamentos Técnicos contábeis 2012. Brasília: Conselho Federal de Contabilidade, 2012. Disponível em: <http://www.cpc.org.br/index.php>. Acesso em: 16/Out/2014.

CREDISIS & NEGÓCIOS. Frigorífico mira mercados do Centro-Sul. Rondônia for export. Revista CrediSIS & Negócios, Rondônia, ano 8, n. 33, p. 14-15, Outubro, Novembro e Dezembro de 2013.

CUSTÓDIO, Elizângela M. O; SOUZA, José A. de; PORTO, Wellington S. Manual de orientações para elaboração e apresentação de projetos de pesquisa: curso de Ciências Contábeis. Vilhena: Fundação Universidade Federal de Rondônia, 2010.

EMBRAPA. 2000. Formação de plantel de matrizes e reprodutores de pirarucu. Belém, 2000. Disponível em: <http://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/38456/1/FormacaoPlantelMatrizes.pdf> Acesso em: 10/ Out/2015.

FAO. 2014. El estado mundial de la pesca y la acuicultura 2014. Disponível em: <http://www.fao.org/3/a-i3720s/index.html>. Acesso em: 29/ Out/ 2014.

FIORENTIN, F.R.; OLIVEIRA, D. de L.; SOUZA, J.A. de; CUSTÓDIO, E.M.O. Fair value e custo histórico na produção de flores: uma proposta de mensuração pelo fluxo de caixa líquido esperado. Custos e @gronegócio on line - v. 10, n. 3 – Jul/Set - 2014.

FIERO. Frigorífico de Peixes em Vilhena surpreende caravana da FIERO pela variedade de produtos que comercializa. Federação das Indústrias do Estado de Rondônia (FIERO) Online, Porto Velho, 8 Nov. 2010. Disponível em: <http://www.fiero.org.br/noticias_detalhes.asp?CodMateria=1699>. Acesso em: 10/Dez/2014.

FIGUEIREDO, A. M.; SANTOS, M. L. D.; LIMA, J. F. D. Importância do Agronegócio para o crescimento econômico de Brasil e Estados Unidos. Revista Gestão & Regionalidade v. 28, 2012.

FREIRE, F. S.; PRADO, S. S.; MARQUES, M. M.; PEREIRA, E. M. Valor justo dos ativos biológicos: um estudo sobre a aplicabilidade do CPC 29 em um jardim zoológico. Revista Gestão Contemporânea, Porto Alegre, p. 207-233, 2012.

HORNGREN, C. T.; SUNDEM, G. L.; STRATTON, W. O. Contabilidade Gerencial. 12 ed. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2004.

KUBITZA, F.; et al. Panorama da piscicultura no Brasil. Particularidades regionais da piscicultura custos de produção, preços de venda e os gargalos que limitam a expansão dos cultivos/ Parte III. Panorama da Aquicultura Online, ed. 134, 14 Ago. 2013a.

KUBITZA, F.; et al. Panorama da piscicultura no Brasil. Estatísticas, espécies, pólos de produção e fatores limitantes à expansão da atividade/ Parte I. Panorama da Aquicultura Online, ed. 133, 19 Ago. 2013b.

MARION, J. C. Contabilidade Empresarial. 13 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

_____. Contabilidade Rural - contabilidade agrícola, contabilidade da pecuária, Imposto de Renda - Pessoa Jurídica. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

_____. Contabilidade Rural - contabilidade agrícola, contabilidade da pecuária, Imposto de Renda - Pessoa Jurídica. 14. ed. São Paulo: Atlas, 2014.

MARTINS, Allana Souza; OLIVEIRA, Deyvison de Lima. Reconhecimento contábil da degeneração de ativos biológicos para a produção no cultivo de árvores frutíferas. Revista Contemporânea de Contabilidade, [S.l.], v. 11, n. 22, p. 73-94, abr. 2014.

MARTINS, V. G.; MACHADO, M. A. V.; CALLADO, A. L. C. Relevância e representação fidedigna na mensuração de ativos biológicos a valor justo por empresas listadas na BM&FBovespa. Revista Contemporânea de Contabilidade, v. 11, n. 22, p. 163, 2014.

MPA. 2011. Boletim estatístico da pesca e aquicultura. Brasil 2011. Ministério da Pesca e Aquicultura. Disponível em:< www.mpa.gov.br>. Acesso em: 04/10/2014.

MPA. 2014. Ministro Eduardo Lopes destaca papel estratégico do Brasil no setor de pescados. Disponível em:<http://www.mpa.gov.br/index.php/ultimas-noticias/515-ministro-eduardo-lopes-destaca-papel-estrategico-do-brasil-no-setor-de-pescados>. Acesso em: 01/Out/2014.

OLIVEIRA, D. D. L.; FERREIRA, E. P. D. S.; PORTO, W. S. Mensuração e Evidenciação do Ativo Biológico na Piscicultura: uma proposta de Fluxo Contábil à Luz do CPC 29. R.E.S.C - Revista Eletrônica Saber Contábil v. 2, p. 39-53, 2012.

OLIVEIRA, D. D. L.; OLIVEIRA, G. D. Contabilidade Rural: uma abordagem do agronegócio dentro da porteira. 2 ed. Curitiba: Juruá, 2015.

PADILHA JUNIOR. J. B. Comercialização de produtos agrícolas. Curitiba, 2006.

RECH, I. J.; CUNHA, M. F. Análise das Taxas de Desconto Aplicáveis na Mensuração dos Ativos Biológicos a Valor Justo. In: 11º Congresso USP de Controladoria e Contabilidade. Anais... São Paulo, 2011. Disponível em: < http://www.congressousp.fipecafi.org/web/artigos112011/an_resumo.asp?con=1&cod_trabalho=538&titulo=AN%C1LISE+DAS+TAXAS+DE+DESCONTO+APLIC%C1VEIS+NA+MENSURA%C7%C3O+DOS+ATIVOS+BIOL%D3GICOS+A+VALOR+JUSTO>

RESSUTTI, W. Piscicultura: Proposta coletiva busca fortalecimento do setor. Emater Online, Rondônia, 11 Mar. 2011. Disponível em: < http://www.emater-ro.com.br/noticiaview.php?id=493> Acesso em: 04/Out/2014.

ROCHA, S. RO é líder na produção nacional de tambaqui e destaque na piscicultura. G1 RO Online, Rondônia, 25 Mar. 2014. Disponível em: <http://g1.globo.com/ro/rondonia/noticia/2014/03/ro-e-lider-na-producao-nacional-de-tambaqui-e-destaque-na-piscicultura.html>. Acesso em 14/10/2014.

RONDONIA, Lei n. 1861, de 10 de janeiro de 2008. Dispõe, define e disciplina a Piscicultura no Estado de Rondônia e dá outras providências. Diário Oficial do Estado de Rondônia. 2008.

SCORVO FILHO, J. D. Previsões para a aquicultura em 2014: Vamos continuar crescendo? Panorama da Aquicultura Online, ed.139, 26 Fev. 2014. Disponível em:<http://www.panoramadaaquicultura.com.br/novosite/?p=3812>. Acesso em: 01/Out/2014.

SEBRAE. 2014. Boletim o mercado potencial da piscicultura em megaeventos. Disponível em: http:/www.sebrae2014.com.br/Sebrae/Sebrae%202014/Boletins/2014_07_10_BO_Abril_Agronegocio_Piscicultura_pdf.pdf>. Acesso em: 04/Out/2014.

SEDAM. VILHENA: Confúcio vistoria frentes de trabalho e visita frigorífico de peixe

Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (SEDAM) Online, Porto Velho, 5 Set. 2013. Disponível em: <http://www.sedam.ro.gov.br/index.php/noticias/322-vilhena-confucio-vistoria-frentes-de-trabalho-e-visita-frigorifico-de-peixe>. Acesso em: 10/Dez/2014.

SILVA, A. F. S. D.; SILVA, E. P. D.; DENBER, M. W. D. S. Mensuração do fair value de ativos tangíveis: estoque e ativo imobilizado. Revista Pensar Contábil, v. 13, p. 48 - 55, 2011.

SILVA, A. P. da. Pesca artesanal brasileira. Aspectos conceituais, históricos, institucionais e prospectivos/ Adriano Prysthon da Silva – Palmas: Embrapa Pesca e Aquicultura, 2014. Disponível em: http:/www.infoteca.cnptia.embrapa.br/bitstream/doc/995345/1/bpd3.pdf>. Acesso em: 01/Out/2014.

SOUZA, F. J. V. D.; et al. Produção Científica sobre ativos biológicos e produtos agrícolas: um estudo entre os anos de 2006 e 2011. Revista Custos e @gronegócio on line, Recife, v. 9. n. 1, 2013.

SNA. 2014. Piscicultura é tratada como novo agronegócio de Rondônia ao crescer 300% em 3 anos. Sociedade Nacional de Agricultura (SNA) Online, Rio de Janeiro, 5 Jun. 2014. Disponível em:< http://sna.agr.br/piscicultura-e-tratada-como-novo-agronegocio-de-rondonia-ao-crescer-300-em-3-anos/>. Acesso em: 09/Out/2014.

WANDERLEY, C. A. N.; SILVA, A. C. D.; LEAL, R. B. Tratamento contábil de ativos biológicos e produtos agrícolas: uma análise das principais empresas do agronegócio brasileiro. Revista Pensar Contábil, v. 14, p. 53-62, 2012.

XAVIER, Raica Esteves. Caracterização e prospecção da cadeia produtiva da piscicultura no Estado de Rondônia. Porto Velho, Rondônia, 2013. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente) Fundação Universidade Federal de Rondônia / UNIR; 2013. Disponível em: <http://www.pgdra.unir.br/downloads/Raica_Esteves_Xavier_Dissertacao_2011_2013.pdf>. Acesso em: 03/11/2014.

YIN, R. K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 4. ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

Publicado
04-10-2016
Como Citar
Barreto, A. A. R., Oliveira, D. de L., Rodrigues, S., Pontes, J. A. de, & Porto, W. S. (2016). PISCICULTURA INTEGRADA À AGROINDÚSTRIA: UMA PROPOSTA DE FLUXO CONTÁBIL DE ACORDO COM OS CPCS 29 e 16. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 15(3), 915-944. https://doi.org/10.18593/race.v15i3.9998