CENTROS DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS: UM ESTUDO DE CASO SOBRE FATORES INTERVENIENTES NA FORMAÇÃO DE COMPETÊNCIAS GERENCIAIS / Shared Services Centers: a case study about the intervening factors on Managerial Competencies building

  • Murilo Rodrigues dos Santos PUC-Rio
  • Sandra Regina da Rocha-Pinto Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)
  • Maria Isabel Peixoto Guimarães Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Resumo

Este estudo de caso, de natureza qualitativa, objetivou investigar os fatores intervenientes na formação de competências gerenciais. Para tanto, foram entrevistados 14 empregados participantes do Programa de Desenvolvimento Gerencial para potenciais gestores da Unidade de Serviços Compartilhados de uma empresa brasileira atuante no ramo de energia integrada. Os resultados apontaram que os fatores intervenientes derivam de três categorias inter-relacionadas: o Conceito de Unidade de Serviços Compartilhados as Competências Gerenciais Requeridas e o Processo de Formação das Competências Requeridas. Para a formação de Competências Gerenciais, foram valorizadas as atividades práticas e vivenciais, o papel dos gerentes atuais e a necessidade de avaliação e feedback.

Palavras-chave: Competências. Desenvolvimento gerencial. Centros de Serviços Compartilhados. Formação de competências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Murilo Rodrigues dos Santos, PUC-Rio
Mestre em Administração de Empresas pela PUC-RIO e Graduado em Administração pela UFRJ (2007). Atualmente, é Administrador Pleno em uma empresa do setor de energia integrada e Tutor Presencial na UFF. 
Sandra Regina da Rocha-Pinto, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Pós-graduada em Administração Financeira pela FGV-RJ, Mestre em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e Doutora em Ciências Humanas - Educação - pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Tema da tese: Modelos de Competências em Educação Profissional. Atualmente é professora assistente do Instituto de Administração e Gerência da PUC-Rio. Coordena cursos de graduação e pós-graduação. Possui ampla experiência profissional com atuação em empresas nacionais e transnacionais. Palestrante, consultora de empresas, possui livro e artigos publicados. Pesquisa temas relacionados a: configurações organizacionais; modelos de governança; desenvolvimento de competências; gestão do conhecimento e de competências organizacionais; aprendizado nas organizações.

Maria Isabel Peixoto Guimarães, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio)

Doutoranda em Admnistração (PUC-Rio), na área de Organizações, com ênfase em Aprendizagem Organizacional e Gestão do Conhecimento.

Pedagoga (PUC-Rio), com Mestrado em Engenharia de Produção (Coppe-UFRJ).

Referências

ABBAD, G. S.; BORGES-ANDRADE, J. E. Aprendizagem humana em organizações de

trabalho. In: ZANELLI, J. C.; BORGES-ANDRADE, J. E.; BASTOS, A. V. B. (Eds.). Psicologia, organizações e trabalho no Brasil. Porto Alegre: Artmed, 2004.

ANTONELLO, C. S. As formas de aprendizagem utilizadas por gestores no desenvolvimento de competências. In: ENANPAD, 28., 2004, Curitiba. Anais... Curitiba: [s.n.], 2004.

ANTONELLO, C. S.; RUAS, R. Formação gerencial: pós-graduação lato sensu e o papel das comunidades de prática. Revista de Administração Contemporânea, Curitiba, vol.9, no.2, abril/junho, 2005.

ANTONELLO, C. S.. Aprendizagem na ação revisitada e sua relação com a noção de competência. Aletheia (ULBRA), v. 26, p. 146-167, 2007.

BASTOS, A. V. B.; GONDIM, S. M. G.; SOUZA, E. L. C.; NAVIO, V. L. R.; MENEZES, I. G.. Aprendizagem organizacional versus organizações que aprendem: características e desafios que cercam essas duas abordagens de pesquisa. RAUSP. Revista de Administração, São Paulo, v. 39, n.3, p. 220-230, 2004.

BERGERON, B. Essentials of shared services. New Jersey: John Wiley & Sons, 2003.

BROWN, J. S.; DUGUID, P. The social life of information. Boston, Massachusetts: Harvard Businesses Scholl Press, 2000, 319p.

CHEETHAM, Graham; CHIVERS, Geoff., How professionals learn in practice: an investigation of informal learning amongst people working in professions. Journal of European Industrial Training. v. 25, n° 5, p. 248-292, 2001.

CLOSS, L. Q.; ANTONELLO, C. S. . Aprendizagem de gestores no contexto das transformações contemporâneas. Revista de Ciências da Administração (CAD/UFSC), v. 16, no 39, p. 149-163, 2014.

COCKERILL, T. The kind of competence for rapid change. In: MABEY, C.; ILES, P. (org) Managing learning. London: Open University, 1994. p. 70-76.

CROSBY, P. B. Liderança: a arte de tornar-se um executivo. São Paulo: Makron, MccGraw-Hill, 1991.

DUTRA, J. S. Competências: conceitos e instrumentos para a gestão de pessoas na empresa moderna. São Paulo: Atlas, 2008.

EISENHARDT, K. M. Building Theories From Case Study Research. Academy of Management Review. v. 14, n° 4, p. 532-550, 1989.

FLEURY, M. T. L; FLEURY, A. Estratégias empresariais e formação de competências: um quebra cabeça caleidoscópio da indústria brasileira. São Paulo: Atlas, 2004.

FLICK, U. Desenho da pesquisa qualitativa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GODOY, A. S.; D’AMELIO, M. Competências gerenciais desenvolvidas por profissionais de diferentes formações. Organizações & Sociedade, Salvador, v.19 - n.63, p. 621-639, outubro/dezembro, 2012.

GOMES, R. A análise de dados em pesquisa qualitativa. In MINAYO, Maria Cecília de Souza. Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 1994.

KAPLAN, R. S. Organização orientada para a estratégia: como as empresas que adotam o balanced scorecard prosperam no novo ambiente de negócios. Rio de Janeiro: Elsevier, 2000.

LAND, A. L.; SILVA, A. B. Fatores determinantes do pensamento complexo na prática gerencial em empresas varejistas. Revista Eletrônica de Estratégia e Negócios, Florianópolis, v.4, n.1, p.19-41, janeiro/junho, 2011.

______. Compétence et navigation professionnelle. Paris: Les Editions d’Organisation, 1999.

______. Desenvolvendo a competência dos profissionais. Porto Alegre: Bookman, 2003.

MAIMONE, F.; SINCLAIR, M. Dancing in the dark: creativity, knowledge creation and (emergent) organizational change. Journal of Organizational Change Management, Vol. 27, Iss 2, p. 344-361, 2014.

MANFREDINI, V. A formação de líderes globais: um estudo de caso na General Motors do Brasil. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-graduação em Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, RS, 2007.

MATTOS, R. A. Desenvolvimento de Recursos Humanos e Mudança Organizacional, Rio de Janeiro, LTC/ANFUP, 1985.

MINTZBERG, H. The nature of managerial work. NewYork: Harper & How, 1973.

MOTTA, P. R. Gestão contemporânea: a arte de ser dirigente. Rio de Janeiro: Record, 2002.

PARRY, S. B. Just what is a competency? Training, Minneapolis, p. 58-64, June 1998.

ROCHA, E. P.; SALLES, J. A. A. Competências e a gestão de pessoas. Revista de Administração CREUPI, São Paulo, v. 5, n. 9, jan./dez. 2005.

ROBBINS, .S. P.; COULTER, M. Administração. Rio de Janeiro: PrenticeHall, 1998.

RUAS, R. L. Literatura, dramatização e formação gerencial: a apropriação de práticas teatrais ao desenvolvimento de competências gerenciais. Organizações e Sociedade, Salvador, v. 12, p. 121-142, 2005.

RUAS, R. ; COMINI, G. M. . Aprendizagem e desenvolvimento de competências: articulando teoria e prática em programas de pós graduação em formação gerencial. Cadernos EBAPE.BR (FGV. Online), v. Espec, p. 36-49, 2007.

STREIT, C. L. Desenvolvimento de competências individuais comportamentais associadas à inovação na gestão: a contribuição da aprendizagem organizacional. Dissertação (Mestrado em Administração) – Programa de Pós-graduação em Administração, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2001.

SCHULMAN, D. S. et al. Shared services: adding value to the business units. New Jersey: John Wiley & Sons, 2001.

SHAH, B. Shared Services: is it for you?. Industrial Management, Atlanta, v. 4, no. 50, p. 4-8. Setembo, 1998.

YIN, R. Case study research: design and methods. Califórnia: Sage Publications. 1988.

ZARIFIAN, P. Objetivo competência: por uma nova lógica. São Paulo: Atlas, 2001.

Publicado
12-08-2015
Como Citar
Santos, M. R. dos, da Rocha-Pinto, S. R., & Guimarães, M. I. P. (2015). CENTROS DE SERVIÇOS COMPARTILHADOS: UM ESTUDO DE CASO SOBRE FATORES INTERVENIENTES NA FORMAÇÃO DE COMPETÊNCIAS GERENCIAIS / Shared Services Centers: a case study about the intervening factors on Managerial Competencies building. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 14(2), 505-536. https://doi.org/10.18593/race.v14i2.6927