PRÁTICAS DE DISCLOSURE VOLUNTÁRIO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS E DE ÍNDICES FINANCEIROS DE EMPRESAS DO NORDESTE BRASILEIRO: UMA ANÁLISE A PARTIR DO MODELO DE MURCIA / Practices of voluntary disclosure on the strategic information and financial indexes of t

  • Sérgio Henrique Arruda Cavalcante Forte Universidade de Fortaleza (UNIFOR)
  • Murilo Antonio Perez Universidade de Fortaleza (UNIFOR
  • Frederico R F Bessa Universidade de Fortaleza (UNIFOR
  • Oderlene Vieira de Oliveira Universidade de Fortaleza (UNIFOR)

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo investigar o nível de disclosure voluntário referente à divulgação das informações estratégicas e dos índices financeiros de empresas situadas no Nordeste do Brasil com ações negociadas na BM&FBOVESPA nos níveis de Novo Mercado (NM), Nível 1 (N1) e Nível (N2). A pesquisa foi efetuada a partir das Demonstrações Contábeis do exercício de 2013, baseando-se na métrica do Modelo de Murcia (2009), a qual identifica quais práticas de disclosure voluntário são efetuadas por empresas no Brasil. Os resultados indicam que as empresas estudadas apresentam um baixo índice de disclosure voluntário, as informações internas são mais divulgadas do que as externas, e não há relação entre disclosure voluntário com níveis diferenciados, porte e retorno sobre o investimento.

Palavras-chave: Disclosure voluntário. BM&FBOVESPA. Modelo de Murcia. Nordeste brasileiro. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sérgio Henrique Arruda Cavalcante Forte, Universidade de Fortaleza (UNIFOR)
Professor Titular do Programa de Posgraduação em Administração da UNIFOR
Murilo Antonio Perez, Universidade de Fortaleza (UNIFOR
Mestrando em Administração de Empresas PPGA/UNIFOR
Frederico R F Bessa, Universidade de Fortaleza (UNIFOR
Mestrando em Administração PPGA/UNIFOR
Oderlene Vieira de Oliveira, Universidade de Fortaleza (UNIFOR)
Professora Adjunta do Programa de Pós-graduação em Administração da UNIFOR

Referências

ALAM, Manzurul. Stakeholder Theory. In: HOQUE, Zahirul (Org.) Issues In Accounting Research: Theories and Methods. Londres: Spiramus Press Ltd, 2006.

ALENCAR, Roberta. Nível de disclosure e custo de capital próprio no mercado Brasileiro. 2007. 104 f. Tese (Doutorado) - Programa de Pós-graduação em Ciências Contábeis, Departamento de Contabilidade e Atuária, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12136/tde-14032008-120509/pt-br.php>. Acesso em: 24 mai. 2014.

BARNEY, Jay B.; HESTERLY, William S. Administração Estratégica e Vantagem Competitiva. 3.ed., São Paulo: Pearson, 2011.

BOTOSAN, Christine. Disclosure level and cost of equity capital. The Accounting Review, v.72, n.3, p. 323-349, July 1997.

BM&FBOVESPA – Bolsa de Valores de São Paulo Níveis de Ações Mercado de Capitais. Empresas Listadas. Disponível em:<http://www.bmfBovespa.com.br/ciaslistadas/empresaslistadas/BuscaEmpresaListada.aspx?idioma=pt-br>. Acesso em: Acesso em: 15 setembro 2014.

BRASIL – Lei nº 6.404 de 15 de dezembro de 1976 e Lei 11.638 de 28 de dezembro de 2007 Dispõe sobre as Sociedades por Ações. Versão consolidada. Disponível em <http://cvm.gov.br> , acesso em 23 mai. 2014a.

_______. Lei nº 11.638/07, de 28 de dezembro de 2007. Altera e revoga dispositivos da Lei n.6.404, de 15 de dezembro de 1976, e da Lei n. 6.385, de 7 de dezembro de 1976, e estende às sociedades de grande porte disposições relativas à elaboração e divulgação de demonstrações financeiras. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2007/Lei/L11638.htm. Acesso em: 23 maio, 2014b.

BUSHMAN, Robert ; PIOTOSKI, Joseph.; SMITH, Abbie. What Determines Corporate Transparency? Journal of Accounting Research, v.42, n.2, p.1-53, 2004.

BUSHMAN, Robert; SMITH, Abbie. Financial accounting information and corporate governance. Journal of Accounting and Economics, v.32. p.237-333, 2001.

CEPLAN. Consultoria Econômica e Planejamento. Nordeste 2022. Estudos Prospectivos. Pernambuco: Ceplan, 2014

CHOW, Chee; WONG-BOREN, Adrian. Voluntarily Financial disclosure by Mexican corporations. The Accounting Review, v.62, n.3, p. 533-541, July 1987.

COLLYS, J;HUSSEY, R.; Pesquisa em Administração: um guia prático para alunos de graduação e pós-graduação.Porto Alegre: Bookman, 2005.

CVM. Parecer de Orientação CVM nº 15/87. Disponível em: <http://www.cnb.org.br/CNBV/pareceres/par15-1987.htm>. Acesso em: 15 de mai. 2014.

DA SILVA, Wesley; MAGALHÃES FILHO. Determinantes da disseminação voluntária de informações financeiras na internet. Revista de Administração de Empresas Eletrônica, v.4, p.1-15, 2005.

DEPOERS, Florence. A cost benefit study of voluntary disclosure: Some empirical evidence from French listed companies. European Accounting Review, v.9, p. 245-263, October 2000.

DOBLER, Michael. How Informative is Risk Reporting ? – A Review of Disclosure Models. Munich Business Research Working Paper, January 2005.p.34. Disponível em http://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=640522. Acesso em 23 mai.2014.

ENG, L.L.; MAK, Y.T. Corporate governance and voluntary disclosure. Journal of Accounting and Public Policy, v. 22, p. 325–345, 2003.

FRANCIS, Jennifer; NANDA, Dhananjay; OLSON, Per. Voluntarily disclosure, informationquality, and costs of capital. Journal of Accounting Research, v.46, p. 53- 99, March 2008.

GITMAN, L. Princípios de administração financeira: essencial 2.ed. Porto Alegre:

Bookman, 2000.

GOMES, Elisabeth Alves. Estudos sobre os níveis de disclosure adotados pelas empresas brasileiras e custo de capital. Dissertação (Mestrado em Administração). Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, 2006.

HAIL, Luizi. The impact of voluntarily corporate disclosure on the ex-ante cost of capital forSwiss firms. European Accounting Review, v.11, p. 741-743, 2002.

HO, S. S. M.; WONG, K. S. A study of the relationship between corporate governance structures and the extent of voluntary disclosure. Journal of International Accounting, Auditing & Taxation, v. 10, p. 139–156, 2001.

HOSSAIN, Mohammed. The extent of disclosure in annual reports of banking companies: The case of India. European Journal of Scientific Research, v.23, n.4, p. 659-680, 2008.

IUDÍCIBUS, Sérgio. Teoria da Contabilidade. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2000.

JENSEN, Michael C.; MECKLING, William H. Theory of the firm: Managerial Behavior, Agency Costs and Ownership Structure. Journal of Financial Economics, October, v.3, n.4, p 305-360, 1976.

LANZANA, Ana. Relação entre o disclosure e governança corporativa das empresas brasileira. Dissertação (Mestrado em Administração)- Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004.

LAKATOS, E.; MARCONI, M. Fundamentos de Metodologia Científica.3. ed. São Paulo, Atlas, 1991.

LEUZ, Christian; WYSOCKI, Peter. Economic consequences of financial reporting and disclosure regulation. A review and suggestions for future research.Social Science Research Network. Disponível em , março, 2008. Acesso em 15 de mai de 2014.

LIMA, Gerlando. Utilização da teoria da divulgação para a avaliação da relação do nível de disclosure com o custo da dívida das empresas brasileiras. 118 p. Tese de Doutorado em Controladoria e Contabilidade – Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2007.

MALACRIDA, Mara; YAMAMOTO, Marina. Governança corporativa: Nível de evidenciação das informações e sua relação com a volatilidade das ações do BOVESPA. Revista Contabilidade e Finanças, São Paulo, Edição Comemorativa, p. 65-79, setembro, 2006.

MEEK, G. K., ROBERTS C. B., GRAY S. J., Factors Influencing Voluntary Annual Disclosures By U.S., U.K., and Continental European Multinational Corporations. Journal of International Business Studies, v. 26, n. 3, p. 555-572, 1995.

MORRIS, Richard D. Morris, TRONNES, Per Christen. The determinants of voluntary strategy disclosure: An international comparison. In: American Accounting Association Annual Meeting, Anaheim, 2008.

MÚRCIA, Fernando Dal-Ri. Fatores determinantes do nível de disclosure voluntário de companhias abertas no Brasil. 2009. 182 f. Tese (Doutorado em Ciências Contábeis) -Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, Departamento de Contabilidade e Atuária, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de SãoPaulo, São Paulo, 2009.

MÚRCIA, Fernando Dal-Ri; SANTOS, Ariovaldo dos. Principais Práticas de Disclosure Voluntário das 100 Maiores Empresas Listadas na Bolsa de Valores de São Paulo. Revista Contabilidade e Controladoria, v.1, n.1, p. 61-78, jan./abr. 2009.

ORENS, Raf; LYBAERT, Nadine. Analysts’ earnings forecasts and non-financial disclosures. In: European Accounting Association Annual Congress, Rotterdam, 31, 2008.

PIACENTINI, N. Evidenciação contábil voluntária: uma análise da prática adotada por companhias abertas brasileiras. Dissertação (Mestrado em Ciências Contábeis). 2004. 132 f. Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos). São Leopoldo, 2004.

SALOTTI, Bruno; YAMAMOTO, Marina. Informação contábil: estudos sobre sua divulgação no mercado de capitais. São Paulo: Atlas, 2006.

SÁNCHEZ, I. M. G.; DOMÍNGUEZ, L. R.; ÁLVAREZ, I. G. Corporate governance and strategic information on the Internet A study of Spanish listed companies. Accounting, Auditing & Accountability Journal, v. 24, n. 4, 2011 p. 471-501

VERRECCHIA, Robert. Essays on disclosure. Journal of Accounting and Economics, v.22, December, p. 97-180, 2001. Disponível em: <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0165410101000258>. Acesso em: 12 de maio de 2014.

WELKER, Michael. Disclosure policy, information asymmetry, and liquidity in equity markets. Contemporary Accounting Review, v.11, p. 9801-827, 1995.

WALLACE, Olusegun; NASER, Kamal. Firm specific determinants of thecomprehensiveness of mandatory disclosure in the corporate annual reports of firms listed on the stock exchange of Hong Kong. Journal of Accounting and Public Policy, v.14,1995.p.311-368. Disponível em <http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/0278425495000429>. Acesso em: 10 de mai 2014

Publicado
12-08-2015
Como Citar
Forte, S. H. A. C., Perez, M. A., Bessa, F. R. F., & Oliveira, O. V. de. (2015). PRÁTICAS DE DISCLOSURE VOLUNTÁRIO DE INFORMAÇÕES ESTRATÉGICAS E DE ÍNDICES FINANCEIROS DE EMPRESAS DO NORDESTE BRASILEIRO: UMA ANÁLISE A PARTIR DO MODELO DE MURCIA / Practices of voluntary disclosure on the strategic information and financial indexes of t. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 14(2), 597-622. https://doi.org/10.18593/race.v14i2.6030