DESCONTINUIDADE DE EMPRESAS BRASILEIRAS DO SETOR DE MATERIAL BÁSICO: NO PERÍODO COMPREENDIDO PRÉ E PÓS A CRISE DO SUBPRIME / Discontinuance of brazilian companies of basic materials sector: the period pre and post the subprime crisis

  • Rui Américo Mathiasi Horta UFJF/Depto de Finanças e Controladoria
  • Francisco José dos Santos Alves UERJ/ FAF
  • Carlos Cristiano Hasenclever Borges UFJF/ICE
  • Adriano Rodrigues UFRJ/FACC.

Resumo

Descontinuidade de empresas é um tema cada vez mais estudado no campo da contabilidade, das finanças, dos negócios e da computação em decorrência do considerável impacto social causado pelo fracasso corporativo de uma entidade. Bancos, investidores, auditores, gerentes, fornecedores, empregados e muitos outros têm grandes interesses na acurácia da previsão de continuidade de uma companhia. Ainda há questões pouco estudadas na modelagem de previsão de insolvência. O desequilíbrio ou desbalanceamento dos dados sobre insolvência é uma dessas questões; em ambientes econômicos típicos o número de empresas classificadas como solventes é bem maior do que o daquelas classificadas como insolventes. O objetivo deste estudo foi comparar as variáveis contábeis selecionadas nas amostras das empresas do setor de material básico antes e após a crise do subprime, aplicando tecnologias de aprendizagem de máquinas em problemas de previsão de insolvência, utilizando técnicas de balanceamento da base de dados com (etapa de) seleção de atributos e, a partir disso, obter informações contábeis que levem a explicações das diferenças ocorridas na descontinuidade das empresas estudadas. Esta pesquisa é de natureza aplicada com abordagem quantitativa; quanto ao objetivo, é descritiva. A base de dados foi originada de demonstrativos contábeis de empresas brasileiras do setor econômico de material básico, listadas na Bovespa e na Serasa entre os anos 1994 e 2006 e 2007 e 2012. Os resultados obtidos evidenciaram a alteração de algumas variáveis selecionadas para a caracterização daquelas empresas que se tornaram descontínuas. Empresas do setor de material básico, no período estudado, 2007 a 2012, que se adequaram às exigências do mercado, privilegiando a liquidez em detrimento ao operacional, lograram sucesso em sua continuidade.

Palavras-chave: Descontinuidade de empresas. Seleção de variáveis contábeis. Balanceamento de base de dados. Tecnologias de aprendizagem de máquina. Setor de material básico. Crise subprime Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rui Américo Mathiasi Horta, UFJF/Depto de Finanças e Controladoria

Depto de Finanças e Controladoria

Áreas de Contabilidade e Finanças

Francisco José dos Santos Alves, UERJ/ FAF
Professor Adjunto do Mestrado de Ciências Contábeis/UERJ
Carlos Cristiano Hasenclever Borges, UFJF/ICE
Professor Adjunto do Mestrado de Ciências da Computação/UFJF.
Adriano Rodrigues, UFRJ/FACC.
Professor Adjunto do Mestrado de Ciências Contábeis/UFRJ.
Publicado
27-11-2014
Como Citar
Horta, R. A. M., Alves, F. J. dos S., Borges, C. C. H., & Rodrigues, A. (2014). DESCONTINUIDADE DE EMPRESAS BRASILEIRAS DO SETOR DE MATERIAL BÁSICO: NO PERÍODO COMPREENDIDO PRÉ E PÓS A CRISE DO SUBPRIME / Discontinuance of brazilian companies of basic materials sector: the period pre and post the subprime crisis. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 14(1), 171-196. https://doi.org/10.18593/race.v14i1.4760