Diversidade, políticas públicas e administração de empresas

  • Maria Beatriz Rodrigues

Resumo

Em outras sociedades, o mundo produtivo está gradativamente tomando consciência da diversidade, de sua complexidade, abrangência e crescente importância para a vida coletiva. A relevância do tema para as ciências sociais deve-se ao fato que é uma discussão fundamental para o planejamento do sistema de bem-estar de um país, para suas políticas públicas de inclusão e de justiça social. Neste artigo, abordam-se duas esferas importantes, inter-relacionadas, do trabalho com a diversidade. De um lado, tem-se a assistência social, que planeja e executa ações miradas ao estado de bem-estar da população. Do outro lado, tem-se os serviços assistenciais e educativos, que partindo das políticas públicas, trabalham com os sujeitos, intervindo no cotidiano, em seus limites e possibilidades de normalização de suas condições sociais. Normalização e inclusão significam integração social e, para isso, é também necessária a inserção no mercado de trabalho. A partir de exemplos em outros países, tenta-se pensar em políticas públicas no tocante à inclusão social da diversidade no Brasil. Relacionam-se essas duas esferas com o mundo do trabalho e com o papel das empresas, chamando em causa o setor privado na elaboração e execução dessas políticas.

Palavras-chave: Diversidade. Políticas públicas. Assistência social. Inclusão social. Administração de empresas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Rodrigues, M. B. (1). Diversidade, políticas públicas e administração de empresas. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 6(1), 65-76. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/399