Potencialidade do uso combinado do Balanced scorecard e da aprendizagem organizacional na gestão estratégica de saúde em município de pequeno porte

  • Reginalda Shizue Chonan
  • Ruth Terezinha Kehrig

Resumo

O artigo tem por tema a gestão em serviços públicos de saúde ante as dificuldades encontradas por pequenos municípios para a consecução dos princípios doutrinários e organizativos do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. O objetivo do estudo é o desenvolvimento de um modelo de gestão estratégica em saúde na Secretaria Municipal de Saúde e Desenvolvimento Social de Frei Rogério, SC. Propõe-se a utilização integrada de dois modelos da gestão organizacional: o Balanced scorecard (BSC) (KAPLAN; NORTON, 1997, 2000), que se destaca atualmente entre as ferramentas de uma gestão estratégica apoiada por um conjunto balanceado de indicadores; e, a aprendizagem organizacional, ou learning organization (SENGE, 1990), entendida como forma de gestão do trabalho sustentada em técnicas de aprendizagem e inovação, de modo coerente com a realidade da organização. A metodologia adotada é qualitativa, mediante pesquisa-ação, ainda em processo de desenvolvimento. Os sujeitos da pesquisa são os gestores da secretaria municipal de saúde em todos os níveis, servidores dos serviços de saúde e conselheiros municipais de saúde. Relata-se os resultados preliminares sobre o processo de desenho e implantação do BSC, apoiado na aprendizagem organizacional. A proposta final da pesquisa, inovadora na junção de duas ferramentas combinadas, tem potencial para contribuir com a mudança de processos de gestão pública de saúde em pequenos municípios.

Palavras-chave: Gestão de saúde. Balanced scorecard. Mapas estratégicos. Aprendizagem organizacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Chonan, R. S., & Kehrig, R. T. (1). Potencialidade do uso combinado do Balanced scorecard e da aprendizagem organizacional na gestão estratégica de saúde em município de pequeno porte. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 7(1), 27-38. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/377