Trançando a Palha de Trigo: uma experiência associativista

  • Onília Maria Manenti
  • Sueli Vieira Sarmento Bernardi
  • Eliane Salete Filippim
  • Adriana Marques Rossetto
  • José Elmar Feger

Resumo

Partindo da premissa de que o associativismo consiste em importante estratégia para o desenvolvimento sustentável, o objetivo central deste artigo é o de descrever uma experiência de associativismo com base no artesanato em palha de trigo em curso no Meio-Oeste de Santa Catarina. Quanto aos procedimentos metodológicos, esta pesquisa define-se como qualitativa, por adotar multimétodos para a coleta de dados: a entrevista, o relato histórico e a observação direta. A análise do caso teve duas frentes de investigação: a bibliográfica e a pesquisa de campo. No que se refere à pesquisa de campo, alguns princípios da pesquisa etnográfica foram utilizados. O artigo inicia com uma apresentação bibliográfica sobre desenvolvimento e redes; em seguida são apresentados dados contextuais da AMMOC, relato da experiência e os resultados da pesquisa. Por fim, são apresentadas algumas considerações acerca da experiência da constituição dessa articulação associativista na Região Meio-Oeste catarinense. Além da geração de renda, o processo de constituição de uma associação deve ser visto como estratégia de desenvolvimento socioeconômico que pode contribuir para alavancar o desenvolvimento de uma região.

Palavras-chave: Associativismo. Artesanato. Desenvolvimento. Rede.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Manenti, O. M., Bernardi, S. V. S., Filippim, E. S., Rossetto, A. M., & Feger, J. E. (1). Trançando a Palha de Trigo: uma experiência associativista. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 8(1), 7-32. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/354

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##