EVIDENCIAÇÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL APÓS A CRISE FINANCEIRA INTERNACIONAL DE 2008: UMA ANÁLISE DE DADOS EM PAINEL / Risk disclosure of construction companies after the 2008 international financial crisis: a panel d

  • Fernanda Sousa Gabriel
  • Isabela de Moura Abreu
  • Sirlei Lemes

Resumo

O propósito deste trabalho foi identificar a influência da crise global financeira em 2008 no nível de evidenciação de riscos (disclosure) das empresas de construção civil listadas na BM&FBovespa (Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo) no período de 2007 a 2011. Os dados foram obtidos mediante análise de conteúdo do primeiro e do quarto relatórios financeiros trimestrais – incluindo notas explicativas, relatórios da administração e parecer dos auditores – de cada uma das 20 empresas da amostra. Utilizando-se como metodologia os dados em painel com efeitos fixos, foi constatado que não se pode afirmar que a crise financeira internacional influenciou o nível de evidenciação de riscos das empresas de construção civil após a crise financeira internacional de 2008. Os resultados podem ser explicados pela política governamental adotada antes, durante e após a crise financeira de 2008, que objetivava proteger o setor dos reflexos advindos da crise financeira mundial. Protegidas pela conjuntura econômica, política e financeira, as empresas do ramo da construção civil não se sentiram ameaçadas a ponto de aumentar a evidenciação de riscos em seus relatórios financeiros.

Palavras-chave: Evidenciação de riscos. Setor de construção civil. Dados em painel.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
08-07-2014
Como Citar
Gabriel, F. S., Abreu, I. de M., & Lemes, S. (2014). EVIDENCIAÇÃO DE RISCOS DAS EMPRESAS BRASILEIRAS DO SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL APÓS A CRISE FINANCEIRA INTERNACIONAL DE 2008: UMA ANÁLISE DE DADOS EM PAINEL / Risk disclosure of construction companies after the 2008 international financial crisis: a panel d. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 13(3), 979-1000. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/2811