APLICAÇÃO DO MODELO DE KOYCK NA PREVISÃO DE RECEITAS PÚBLICAS: UMA ANÁLISE DAS PREVISÕES ORÇAMENTÁRIAS REALIZADAS PELOS 10 MAIORES MUNICÍPIOS EM POPULAÇÃO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

  • Vinicius Costa da Silva Zonatto Universidade Regional de Blumenau (FURB), Doutorando em Ciências Contábeis e Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC/FURB)
  • Moacir Manoel Rodrigues Junior Universidade Regional de Blumenau (FURB), Mestre em Ciências Contábeis pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC/FURB)
  • Jorge Ribeiro de Toledo Filho Universidade Regional de Blumenau (FURB), Doutor em Controladoria e Contabilidade (FEA/USP), Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC/FURB)

Resumo

Este estudo objetivou verificar o desempenho do modelo de Koyck na previsão das receitas públicas dos 10 maiores municípios em população do Estado do Rio Grande do Sul diante do modelo de previsão adotado por estes municípios. Trata-se de uma pesquisa descritiva, do tipo documental, com abordagem quantitativa dos dados. Foram analisadas as previsões realizadas pelos municípios pesquisados no período compreendido entre os exercícios 1999 e 2010. A partir dos resultados obtidos pela aplicação da metodologia proposta por Koyck, pôde-se verificar que o modelo de previsão proposto pela Secretaria do Orçamento Federal (SOF), utilizado por tais municípios, está mais suscetível a erros por sazonalidades do ambiente econômico. O percentual de erro médio das previsões realizadas por estes municípios no período observado foi de 14,26%, enquanto que, a partir da aplicação do modelo Koyck, este erro foi de apenas 6,13%. Mesmo não se dispondo de dados históricos de períodos anteriores ao analisado, dos quais os municípios dispunham quando da realização de suas previsões, observa-se que o método de Koyck proporcionou melhores estimativas de receitas em 39 dos 50 períodos projetados. Conclui-se que o desempenho da metodologia desenvolvida por Koyck na previsão das receitas foi superior ao modelo de previsão da SOF em 78% dos casos analisados. No entanto, o espaço amostral analisado não oferece suporte suficiente às conclusões em relação à efetiva melhora na previsão de receitas obtidas a partir da utilização desta metodologia, o que resulta em um novo campo de pesquisa para essa temática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vinicius Costa da Silva Zonatto, Universidade Regional de Blumenau (FURB), Doutorando em Ciências Contábeis e Administração pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (PPGCC/FURB)
http://lattes.cnpq.br/1916486402947867
Publicado
21-10-2013
Como Citar
Zonatto, V. C. da S., Rodrigues Junior, M. M., & Toledo Filho, J. R. de. (2013). APLICAÇÃO DO MODELO DE KOYCK NA PREVISÃO DE RECEITAS PÚBLICAS: UMA ANÁLISE DAS PREVISÕES ORÇAMENTÁRIAS REALIZADAS PELOS 10 MAIORES MUNICÍPIOS EM POPULAÇÃO NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 13(1), 249-276. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/2572