DETERMINANTES DA INSERÇÃO PRECOCE NO MERCADO DE TRABALHO EM VIÇOSA, MG: UMA ABORDAGEM ECONOMÉTRICA

  • Viviani Silva Lírio Professora Associada do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Bolsista de Produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). E-mail: vslirio@ufv.br.
  • Daniel Arruda Coronel UFSM
  • Camila Soares Batalha Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da UFV
  • Antônio Carlos Miranda Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da UFV.
  • Karine de Almeida Paula Mestranda em Arquitetura e Planejamento Urbano na UFV. Graduada em Geografia pela UFV.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi o de verificar os determinantes da inserção precoce de crianças e jovens no mercado de trabalho em Viçosa, MG. Nesse sentido, estimou-se um modelo Probit; os dados necessários para a estimação foram coletados em 130 famílias, ligadas ao Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI). Os principais resultados da pesquisa indicaram que ser do gênero masculino e não branco eleva as chances de ingresso precoce ao mercado de trabalho; melhor nível de escolaridade da mãe e estabilidade de renda da família exercem efeito contrário à probabilidade de ingresso das crianças e jovens no mercado de trabalho, e famílias que têm problemas com alcoolismo e adictos predispõem à inserção mais rápida no mercado de trabalho.

Palavras-chave: Mercado de trabalho. Viçosa, MG. Probit.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Viviani Silva Lírio, Professora Associada do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Bolsista de Produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). E-mail: vslirio@ufv.br.
Professora Associada do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da Universidade Federal de Viçosa (UFV) e Bolsista de Produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). E-mail: vslirio@ufv.br.
Daniel Arruda Coronel, UFSM
Professor Adjunto do Departamento de Ciências Administrativas e do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Doutor em Economia Aplicada pela Universidade Federal de Viçosa (UFV), Mestre em Agronegócios pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e Bacharel em Ciências Econômicas pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Editor de Seção da Revista Ciência Rural e Membro do Conselho Editorial da Revista do CCEI, além de parecerista de várias revistas acadêmicas. Tem experiência na área de Economia e Administração Financeira, atuando principalmente nos seguintes temas: Economia Brasileira, Economia Industrial, Métodos Quantitativos, Competitividade Internacional do Agronegócio Brasileiro e Projetos de Investimento
Camila Soares Batalha, Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da UFV
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da UFV
Antônio Carlos Miranda, Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da UFV.
Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada da UFV.
Karine de Almeida Paula, Mestranda em Arquitetura e Planejamento Urbano na UFV. Graduada em Geografia pela UFV.
Mestranda em Arquitetura e Planejamento Urbano na UFV. Graduada em Geografia pela UFV.
Publicado
07-07-2014
Como Citar
Lírio, V. S., Coronel, D. A., Batalha, C. S., Miranda, A. C., & Paula, K. de A. (2014). DETERMINANTES DA INSERÇÃO PRECOCE NO MERCADO DE TRABALHO EM VIÇOSA, MG: UMA ABORDAGEM ECONOMÉTRICA. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 12(2), 525-542. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/2474