Gerenciamento de resultados e republicação de demonstrações contábeis em empresas listadas na B3

  • Márcia Martins Mendes De Luca Universidade Federal do Ceará
  • Ana Olívia Batista Viana Universidade Federal do Ceará
  • Karen Davila Freitas de Sousa Universidade Federal do Ceará
  • Danival Sousa Cavalcante Universidade Federal do Ceará
  • Vanessa Ingrid da Costa Cardoso Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: Gerenciamento de resultados, Republicação de demonstrações contábeis, Qualidade da informação

Resumo

As informações divulgadas nas demonstrações contábeis impactam diretamente no processo decisório dos stakeholders. Nesse contexto, busca-se confirmar se as empresas que gerenciam resultados têm maior propensão a republicar suas demonstrações contábeis. O objetivo deste estudo é investigar as relações entre o gerenciamento de resultados e a republicação das demonstrações contábeis nas companhias listadas na B3—Brasil, Bolsa, Balcão. A amostra da pesquisa reúne 154 empresas e 201 casos de republicação de demonstrações contábeis entre 2011 e 2017. Para análise dos dados, foram aplicadas técnicas de análise de conteúdo, estatística descritiva, análise de correlação e regressão logística. Os resultados apontam para uma relação entre a republicação de demonstrações contábeis e a prática de gerenciamento de resultados por accruals discricionários, não se rejeitando a hipótese do estudo. Verificou-se, ainda, uma elevada proporção de republicações voluntárias, sugerindo que as empresas são propícias a adotarem esse procedimento com a finalidade de prover para os usuários uma maior qualidade das informações contábeis.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Martins Mendes De Luca, Universidade Federal do Ceará

Doutora em Controladoria e Contabilidade pela Universidade de São Paulo

Professora Adjunta da Universidade Federal do Ceará

Ana Olívia Batista Viana, Universidade Federal do Ceará

Graduação em Ciências Contábeis – Universidade Federal do Ceará - UFC

Karen Davila Freitas de Sousa, Universidade Federal do Ceará

Graduação em Ciências Contábeis – Universidade Federal do Ceará – UFC

Danival Sousa Cavalcante, Universidade Federal do Ceará

Doutorando em Administração e Controladoria – Universidade Federal do Ceará – UFC

Professor da Universidade Federal do Cariri – UFCA

Vanessa Ingrid da Costa Cardoso, Universidade Federal do Ceará

Doutoranda em Administração e Controladoria – Universidade Federal do Ceará - UFC

Servidora técnica administrativa em Educação na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

Referências

Abad, D., Cutillas-Gomariz, M. F., Sánchez-Ballesta, J. P., & Yagüe, J. (2018). Real earnings management and information asymmetry in the equity market. European Accounting Review, 27(2), 209-235.

Ahmed, K., & Goodwin, J. (2007). An empirical investigation of earnings restatements by Australian firms. Accounting and Finance, 47(1), 1-22.

Alali, F., & Wang, S. (2017). Characteristics of financial restatements and frauds: An analysis of corporate reporting quality from 2000-2014. The CPA Journal, 87(11), 32-41.

Albring, S., Huang, S., Pereira, R., & Xu, X. (2013). The effects of accounting restatement on firm growth. Journal of Accounting and Public Policy, 32(5), 357-376.

Baptista, E. (2008). Solicitação de refazimento/republicação: Prox de gerenciamento? Anais do Encontro da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração, Rio de Janeiro, 32.

Barros M. E., Menezes, J. T., Colauto, R. D., & Teodoro, J. D. (2014). Gerenciamento de resultados e alavancagem financeira em empresas brasileiras de capital aberto. Contabilidade, Gestão e Governança, 17(1), 35-55.

Bills, K., Swanquist, Q., Whited, R. (2016). Growing pains: Audit quality and office growth. Contemporary Accounting Research, 33(1), 288-313.

Bischoff, J., Finley, J., & Leblanc, D. (2008). Financial statement restatements: Cause and effect. Tennessee CPA Journal, 5-7.

Chen, K., Elder, R., & Hung, S. (2014). Do post-restatement firms care about financial credibility? Evidence from the pre- and post-SOX eras. Journal of Accounting Public Policy, 33(2), 107-126.

Chen, S., Goo, Y.-J. J., & Shen, Z.-D. (2014). A Hybrid Approach of Stepwise Regression, Logistic Regression, Support Vector Machine, and Decision Tree for Forecasting Fraudulent Financial Statements. The Scientific World Journal, 1-9.

Chiudini, V., Cunha, P. R. da, & Marques, L. (2018). Relação entre a republicação das demonstrações contábeis e o Audit Delay. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 17(51), 89-107.

Cohen, D. A., Dey, A., & Lys, T. Z. (2008). Real and accrual-based earnings management in the pre- and post-Sarbanes-Oxley periods. The Accounting Review, 83(3), 757-787.

Collins, D., Masli, A., Reitenga, A. L., & Sanchez, J. M. (2009). Earnings Restatements, the Sarbanes-Oxley Act, and the Disciplining of Chief Financial Officers. Journal of Accounting, Auditing & Finance, 24(1), 1-34.

Consoni, S., Colauto, R. D., & Lima, G. A. S. F. (2017). A divulgação voluntária e o gerenciamento de resultados contábeis: Evidências no mercado de capitais brasileiro. Revista Contabilidade & Finanças, 28(74), 249-263.

Costa, F. C., Filho, De Luca, M. M. M., Góis, A. D, & Lima, G. A. S. F. (2018). Gerenciamento de resultados: O impacto do ciclo de vida organizacional e da adoção das IFRS. Anais dos Seminários de Administração, SemeAd, São Paulo, 21.

Cunha, P. R., Fernandes, L., & Magro, C. (2017) Influência do refazimento das demonstrações contábeis no gerenciamento de resultados das empresas listadas na BM&FBovespa. RACE, Revista de Administração, Contabilidade e Economia, 16(1), 95-107.

Dantas, J., Chaves, S. M., Silva, M., & Carvalho, R. (2011). Determinações de refazimento/republicação de demonstrações financeiras pelas CVM: O papel dos auditores independentes. Revista Universo Contábil, 7(2), 45-64.

Dechow, P. M., & Dichev, I. D. (2002). The quality of accruals and earnings: The role of accrual estimation errors. The Accounting Review, 77(1), 35-59.

Dechow, P. M., Ge, W., & Schrand, C. (2010). Understanding earnings quality: A review of the proxies, their determinants and their consequences. Journal of Accounting and Economics, 50(2-3), 344-401.

Dechow, P. M., Sloan, R. G., & Sweeny, A. P. (1995). Detecting earnings management. The Accounting Review, 70(2), 193-225.

Elayan, F., Li, J., & Meyer, T. (2008). Accounting irregularities, management compensation structure and information asymmetry. Accounting and Finance, 48(5), 741-760.

Ettredge, M., Scholz, S., Smith, K., & Sun, L. (2010). How do restatements begin? Evidence of earnings management preceding restated financial reports. Journal of Business Finance & Accounting, 37(3), 332-355.

Gao, J., Gao, B., & Wang, X. (2017). Trade-off between real activities earnings management and accrual-based manipulation-evidence from China. Journal of International Accounting, Auditing and Taxation, 29, 66-80.

Ge, W., & Kim, J. B. (2014). Real earnings management and the cost of new corporate bonds. Journal of Business Research, 67(4), 641-647.

Góis, A. D., & Soares, S. V. (2019). O Efeito da reputação corporativa segundo a transparência contábil no gerenciamento de resultados de empresas listadas na B3. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 13(2), 209-234.

Grecco, M. C. P. (2013). The Effect of Brazilian convergence to IFRS on earnings managment by listed Brazilian nonfinancial companies. Brazilian Business Review, 10(4), 110-132.

Healy, P. M., & Wahlen, J. M. (1999). A review of the earnings management literature and its implications for standard setting. Accounting Horizons, 13(4), 365-383.

Healy, P. M., Hutton, A., & Palepu, K. (1999). Stock Performance and Intermediation Changes Surrounding Sustained Increases in Disclosure. Contemporary Accounting Research, 16(3), 485-520.

He, L., & Chiang, H. (2013). Market reaction to financial statement restatement: A study on the information and insurance role of auditors. Advances in Management and Applied Economics, 3(4), 37-50.

Helou, F., Netto, & Pereira, C. C. (2010). Impacto da republicação de demonstrações financeiras no preço das ações de empresas brasileiras. Revista Contemporânea de Contabilidade, 7(14), 29.

Jensen, M. C., & Meckling, W. H. (1976). Theory of the firm: Managerial behavior, agency costs and ownership structure. Journal of Financial Economics, 3(4), 305-360.

Joia, R. M., & Nakao, S. H. (2014). Adoção de IFRS e gerenciamento de resultado nas empresas brasileiras de capital aberto. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 8(1), 22-38.

Linhares, F., Costa, F., & Beiruth, A. (2018). Earnings management and investment efficiency. Review of Business Management, 20(2), 295-310.

Linn, E., & Diehl, K. (2005). Financial restatements: Causes, consequences, and corrections. Strategic Finance, 87(3), 34-39.

Lin, P., Lee, S., Chen, X., & Yur-Austin, J. (2015). Highlights of financial restatements from 2000 through 2011. Management Accounting Quarterly, 17(1), 1-12.

Liu, X., & Yu, H-C. (2018). How do companies react to restatements? Evidence from audit committee compensation. Asia-Pacific Journal of Accounting & Economics, 25(5), 546-585.

Marçal, R. R., & Macedo, M. A. da S. (2019). Análise da persistência do lucro diante dos accruals discricionários: Um estudo com base no impacto da adoção das IFRS. Contextus—Revista Contemporânea de Economia e Gestão, 17(2), 129-159.

Mao, Y. (2018). Financial Restatement Research Literature Review. Modern Economy, 9(12), 2092-2103.

Marques, V., Aires, D., Cerqueira, N., Silva, L., & Amaral, H. (2016). Dinâmica das republicações das demonstrações contábeis no período de 1997-2012. Revista Contabilidade, Gestão e Governança, 19(3), 440-464.

Marques, V., Amaral, H., Souza, A., Santos, K., & Belo, P. (2017). Determinantes das republicações no mercado brasileiro: Uma análise a partir dos incentivos ao gerenciamento de resultados. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade (REPeC), 11(2), 191-213.

Mcvay, S. E. (2006). Earnings management using classification shifting: An examination of core earnings and special items. The Accounting Review, 81(3), 501-531.

Mortazavi, S.A., & Salehi, A. K. (2017). Investigating the Relationship between Earnings Management and Cash Management with the Restated Financial Statements of Companies Listed in Tehran Stock Exchange. International Journal of Economic Perspectives, 11(1), 1055-1060.

Mulford, C. W., & Comiskey, E. E. (2002). The financial numbers game: Detecting creative accounting practices. New York: John Willey Trade.

Murcia, F. D. R., Borba, J. A., & Amaral, N. (2005). Financial Report Restatements: Evidences from the Brazilian Financial Market. Anais do CLADEA, Santiago, 40.

Murcia, F. D. R., & Carvalho, L. N. (2007). Conjecturas acerca do gerenciamento de lucros, republicação das demonstrações contábeis e fraude contábil. Contabilidade Vista & Revista, 18(4), 61-82.

Murcia, F. D. R., & Wuerges, A. (2011). Escolhas contábeis no mercado brasileiro: divulgação voluntária de informações versus gerenciamento de resultados. Revista Universo Contábil, 7(2), 28-44.

Oliveira, V. & Lemes, S. (2011). Nível de convergência dos princípios contábeis brasileiros e norte-americanos às normas do IASB: Uma contribuição para a adoção das IFRS por empresas brasileiras. Revista Contabilidade & Finanças, 22(56), 155-173.

Palmrose, Z., Richardson, V. J., & Scholz, S. (2004). Determinants of market reactions to restatement announcements. Journal of Accounting and Economics, 37(1), 59-89.

Piccoli, P. G. R., Souza, A., & Silva, W. V. (2014). As práticas de governança corporativa diminuem o gerenciamento de resultados? Evidências a partir da aversão na divulgação de prejuízos e de queda nos lucros. Revista Contemporânea de Contabilidade, 11(22), 141-162.

Rahmanian, H., Rahmani, H., & Jafari, S. M. (2016). Relationship between restatement of financial statements and information asymmetry. International Journal of Humanities and Cultural Studies, 3(1), 1721-1732.

Richardson, S., Tuna, I., & Wu, M. (2002). Predicting earnings management: The case of earnings restatements. Retrieved from http://ssrn.com/abstrat=338681

Roychowdhury, S. (2006). Earnings management through real activities manipulation and corporate governance mechanism model. Journal of Accounting and Economics, 42(3), 335-370.

Sampieri, R. H., Collado, C. F., & Lúcio, P. B. (2013). Metodologia de pesquisa. (3ª ed.). São Paulo: McGraw Hill.

Scott, W. R. (2003). Financial Accounting Theory. (3ª ed.). Toronto: Prentice Hall.

Segal, D., Callen, J., & Livnat, J. (2006). Accounting restatements: Are they always bad news for investors? Journal of Investing, 15(3), 57-68.

Silva, A. H. C., Silva, C. E. V., Sanconvschi, M., & Borba, J. A. (2018). Analysis of discontinued operations in Brazil after IFRS 5 adoption. Contextus—Revista Contemporânea de economia e gestão, 16(3), 8-39.

Soares, C. R., Motoki, F. Y. S., & Monte-Mor, D. S. (2018). IFRS e probabilidade de republicação: Um estudo das empresas brasileiras listadas na Bovespa. Revista Catarinense da Ciência Contábil, 17(52), 70-83.

Souza, W. R. S., Peters, M., Silva, A. F. da, & Antunes, M. T. P. (2018). Vinte e um anos sem correção monetária no Brasil: Impactos na comparabilidade da informação contábil em empresas siderúrgicas e metalúrgicas. Revista Contabilidade & Finanças, 29(78), 355-374.

Teixeira, S. A., Politelo, L., & Klann, R. C. (2013). Fatores relacionados ao refazimento das demonstrações contábeis das companhias brasileiras de capital aberto. Anais do Encontro Nacional de Cursos de Graduação em Administração, Florianópolis, 24.

Teoh, S. H., Welch, I., & Wong, T. J. (1998). Earnings management and the long‐run market performance of initial public offerings. The Journal of Finance, 3(6), 1935-1974.

Wiedman, C., & Hendricks, K. (2013). Firm accrual quality following restatements: A signaling view. Journal of Business Finance & Accounting, 40(9-10), 1095-1125.

Zang, A. Y. (2011). Evidence on the trade-off between real activities manipulation and accrual-based earnings management. The Accounting Review, 87(2), 675-703.

Publicado
12-08-2020
Como Citar
De Luca, M. M. M., Viana, A. O. B., Sousa, K. D. F. de, Cavalcante, D. S., & Cardoso, V. I. da C. (2020). Gerenciamento de resultados e republicação de demonstrações contábeis em empresas listadas na B3. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 19(2), 249-272. https://doi.org/10.18593/race.23711
Seção
Artigos teórico-empíricos

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##