Análise exploratória de indicadores de desempenho

Palavras-chave: Desempenho econômico, Desempenho financeiro, Desempenho de mercado, Setores de atuação

Resumo

A presente pesquisa teve por objetivo verificar o agrupamento de indicadores de desempenho em três dimensões, como: desempenho econômico, desempenho financeiro e desempenho de mercado, por meio da análise fatorial exploratória. Para tanto, utilizou-se metodologia com caráter descritivo, documental e quantitativo. A amostra do estudo correspondeu a 101 empresas listadas na Brasil, Bolsa e Balcão – B3, no período de 2010 a 2016. Para a análise dos dados, utilizou-se análise fatorial exploratória. Os resultados demonstraram que os indicadores de desempenho financeiro (liquidez corrente, liquidez seca, liquidez imediata e liquidez geral) se agruparam em um único fator de acordo com o estipulado pela literatura, os demais grupos de desempenho econômico e de mercado não tiveram a associação de todos os indicadores conforme estipulado pela literatura. Observou-se, também, que conforme há variação dos setores de atuação, há variação na importância de indicadores econômicos, financeiros e de mercado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alini da Silva, Universidade Regional de Blumenau

Doutoranda em Ciências Contábeis e Administração

Sheila Patrícia Ramos, Universidade Regional de Blumenau

Doutoranda em Ciências Contábeis e Administração

Adriana Kroenke, Universidade Regional de Blumenau

Professora no Programa de Pós Graduação em Ciências Contábeis

Nelson Hein, Universidade Regional de Blumenau

Professor no Programa de Pós Graduação em Ciências Contábeis

Referências

Bacidore, J. M., Boquist, J. A., Milbourn, T. T., & Thakor, A. V. (1997). The search for the best financial performance measure. Financial Analysts Journal, 53(3), 11-20.

Blatt, A. (2001). Análise de Balanços: Estrutura e avaliação das demonstrações financeiras e contábeis. São Paulo: Makros Books.

Bortoluzzi, S. C., Ensslin, R. S., Lyrio, M. V. L., & Ensslin, L. (2011). Avaliação de desempenho econômico-financeiro: Uma proposta de integração de indicadores contábeis tradicionais por meio da metodologia multicritério de apoio à decisão construtivista (MCDA-C). Revista Alcance, 18(2).

Braga, R., Nossa, V., & Marques, J. A. V. D. C. (2004). Uma proposta para a análise integrada da liquidez e rentabilidade das empresas. Revista Contabilidade & Finanças, 15(SPE), 51-64.

Brito, E. P. Z., Brito, L. A. L., & Morganti, F. (2009). Inovação e o desempenho empresarial: Lucro ou crescimento? RAE Eletrônica, 8(1).

Dumontier, P., & Raffournier, B. (2002). Accounting and Capital Markets: A Survey of the European Evidence. The European Accounting Review, 11(1), 119-151.

Firer, S., & Williams, S. M. (2003). Intellectual capital and traditional measures of corporate performance. Journal of intellectual capital, 4(3), 348-360.

Fischmann, A. A., & Zilber, M. A. (2009). Utilização de indicadores de desempenho para a tomada de decisões estratégicas: Um sistema de controle. Revista de Administração Mackenzie (Mackenzie Management Review), 1(1).

Frezatti, F. (1998). Valor da empresa: Avaliação de ativos pela abordagem do resultado econômico residual. Caderno de Estudos, 19, 1-16.

Gitman, L. J. (2010). Princípios de administração financeira. São Paulo: Pearson Prentice Hall.

Groppelli, A. A. & Nikbakht, E. (2002). Administração financeira. São Paulo: Saraiva.

Healy, P. M., & Palepu, K. G. (2007). Business analysis and valuation: Using financial statements, text and cases. Cengage Learning.

Hendriksen, E. S., & Van Breda, M. F. (1999). Teoria da contabilidade. Tradução Antonio Zoratto Sanvicente. São Paulo: Atlas.

Luz, E. R. (2013). Indicadores tradicionais de liquidez e de rentabilidade: Um estudo comparativo da média setorial das empresas brasileiras nos anos 2000 a 2010. Revista ADMpg Gestão Estratégica, 6(2), 87-95.

Macedo, M. A. S., & Corrar, L. J. (2010). Análise do desempenho contábil-financeiro de seguradoras no Brasil no ano de 2007: Um estudo apoiado em análise hierárquica (AHP). Contabilidade Vista & Revista, 21(3), 135-165.

Martins, G. A., & Theóphilo, C. R. (2007). Metodologia da investigação científica para ciências sociais aplicadas. São Paulo: Atlas.

Matarazzo, D. C. (2010). Análise financeira de balanços: Abordagem gerencial. (7ª ed.). São Paulo: Atlas.

Oliveira, S. L. (2002). Tratado de metodologia científica: Projetos de pesquisas, TGI,TCC, monografias, dissertações e teses. (2ª ed.). São Paulo: Pioneira.

Pestana, M. H., & Gageiro, J. N. (2003). Análise de dados para ciências sociais: A complementaridade do SPSS. Lisboa, Portugal: Edições Sílabo.

Pimentel, R. C., Braga, R., & Nova, S. P. C. C. (2005). Interação entre rentabilidade e liquidez: Um estudo exploratório. Revista de Contabilidade do Mestrado em Ciências Contábeis da UERJ, 10(2).

Pimentel, R. C. (2008). Dilema entre Liquidez e Rentabilidade: Um Estudo Empírico em Empresas Brasileiras. Anais do Encontro da ANPAD, Rio de Janeiro, 32.

Rappaport, A. (1998). Creating shareholder value. New York: Free Press.

Richardson, R. J., & Peres, J. A. S. (1989). Pesquisa social: Métodos e técnicas. (2ª ed.). São Paulo: Atlas.

Santos, J. O. (2006). A contribuição da determinação do valor da empresa e do EVA® no processo de análise de crédito. REGE Revista de Gestão, 13(3), 41-55.

Silveira, A. D. M. (2002). Governança corporativa, desempenho e valor da empresa no Brasil (Tese de doutorado). Universidade de São Paulo, São Paulo.

Smyth, D. J., Samuels, J. M., & Tzoannos, J. (1972). Patents, profitability, liquidity and firm size. Applied Economics, 4(2), 77-86.

Souza, J. A. S., Neto, & Martins, H. C. (2010). Finanças e governança corporativa: Práticas e estudo de caso. Elsevier Brasil.

Teixeira, N. M. D., & Amaro, A. G. C. (2013). Avaliação do desempenho financeiro e da criação de valor–um estudo de caso. Revista Universo Contábil, 9(4), 157-178.

Van Horne, J. C. (1995). Financial Management and Policy. Englewood Cliffs: Printice-Hall.

Venkatraman, N., & Ramanujam, V. (1986). Measurement of business performance in strategy research: A comparison of approaches. Academy of management review, 11(4), 801-814.

Wernke, R., & Lembeck, M. (2004). Análise de rentabilidade dos segmentos de mercado de empresa distribuidora de mercadorias. Revista Contabilidade & Finanças, 15(35), 68-83.

Young, S. D., & O'Byrn, S. F. (2003). EVA e gestão baseada em valor. Porto Alegre: Bookman.

Publicado
03-04-2019
Como Citar
da Silva, A., Ramos, S., Kroenke, A., & Hein, N. (2019). Análise exploratória de indicadores de desempenho. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 18(1), 157-176. https://doi.org/10.18593/race.16209