Aplicação de metodologia MCDA-C na gestão do capital de giro em suinocultura

  • Marcus Vinícius Lima
  • Thiago Soares
  • Luiz Henrique Debei Herling

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar uma estrutura de avaliação de desempenho para o capital de giro de uma empresa de porte médio na área de suinocultura, utilizando a metodologia MCDA-C. Esta pesquisa tem caráter qualitativo. Quanto à estratégia de pesquisa, utilizou-se o estudo de caso. Quanto aos meios de investigação, este trabalho foi dividido em duas etapas, uma inicial, a pesquisa bibliográfica, e outra final, a pesquisa documental e a aplicação de questionário. Durante este trabalho, retiraram elementos para fundamentar e compor este artigo, como a análise SWOT (pontos fortes e pontos fracos, oportunidades e ameaças), chegou-se aos elementos primários de avaliação. De posse dos elementos primários, agrupados em cinco áreas de interesse, Disponibilidade, Estoque, Contas a Receber, Fornecedor, Fornecedor de Capital, foi proposta uma árvore de pontos de vista, conforme o modelo do autor Keeney (1992). E, para auxiliar no cálculo das funções de valor, utilizou-se o software MacBeth. Com a implantação da MCDA-C, existe a possibilidade de identificação e visualização do desempenho do capital de giro da empresa, desde as aplicações até os fornecedores de capital. Permite identificar os pontos em que a intervenção de melhorias é mais urgente, quando os resultados correspondem aos itens abaixo de “neutro”, bem como a manutenção de bons níveis quando este está em “excelência”. Portanto, a metodologia MCDA-C cumpre com a tarefa apoio ao gerenciamento de capital de giro, pois é capaz de extrair elementos relevantes ao bom desempenho da empresa, além de possibilitar uma visão global desta.

Palavras-chave: Metodologia de Multicritério de Apoio à Decisão Construtivista. Capital de Giro. Suinocultura.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
03-08-2012
Como Citar
Lima, M. V., Soares, T., & Herling, L. H. D. (2012). Aplicação de metodologia MCDA-C na gestão do capital de giro em suinocultura. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 11(1), 131-150. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/1536