Programa de mentoria: uma estratégia seminal de compartilhamento do conhecimento em uma empresa pública de energia

Resumo

Neste estudo teve-se como objetivo analisar a percepção de mentores e mentorados de uma empresa pública de energia sobre o processo de compartilhamento do conhecimento, em um programa de mentoria implantado. Quanto à abordagem do problema, a pesquisa foi qualitativa com natureza descritiva. Seu modo de investigação foi o estudo de caso. O quadro de análise encontra-se no modelo de compartilhamento de conhecimento de Tonet e Paz (2006). Os resultados evidenciaram que as quatro fases do modelo teórico utilizado (iniciação, implementação, apoio e incorporação) apresentaram valores aceitáveis, sinalizando-se pela existência de planejamento da demanda, interação entre mentores e mentorados, apoio do mentor ao mentorado no uso do conhecimento recebido e assimilação do conhecimento compartilhado e sua incorporação ao dia a dia de trabalho para a tomada de decisões sobre novos serviços, processos, tecnologias e produtos.

Palavras-chave: Gestão do Conhecimento. Compartilhamento do conhecimento. Mentoria. Empresa pública. Energia.

 

Abstract

 

This study aimed to analyze the perception of mentors and mentored of a public energy company about the process of knowledge sharing in an implemented mentoring program. Regarding the problem approach, the research was qualitative with a descriptive nature. His mode of investigation was the case study. The framework of analysis is found in the knowledge-sharing model of Tonet and Paz (2006). The results evidenced that the four phases of the theoretical model used (being initiation, implementation, support and incorporation) presented acceptable values, signaled by the existence of demand planning, interaction between mentors and mentored, support of the mentor to the mentored in the use of the knowledge received and the assimilation of shared knowledge and its incorporation into the day to day work for decision making about new services, processes, technologies and products.

Keywords: Knowledge management. Sharing knowledge. Mentoring. Public company. Energy.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lydia Maria Pinto Brito, Universidade Potiguar - UNP.
Doutora em Educação e Mestrado em Sociologia pela Universidade Federal do Ceará - UFC. Graduada em Serviço social com especialização em Teoria e Prática de Serviço Social pela Universidade Estadual do Ceará - UECE.
Adaías Silvino da Silva, Universidade Potiguar - UNP.
Mestre em Administração pela Universidade Potiguar - UNP e Graduado em Administração pelas Faculdades Unificadas para Ensino das Ciências.
Ahiram Brunni Cartaxo de Castro, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN, RN) e Universidade Potiguar (UNP, RN).
Doutorando, Mestre e Graduado em Administração pela Universidade Potiguar - UNP. Especialista em Gestão de Pessoas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Administrador no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte - IFRN.
Fernanda Fernandes Gurgel, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN.
Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte com período sanduíche na Universidad Complutense de Madrid; Licenciada em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul; Professora titular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN.
Jedídja Hadassa de Santana Varela, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN.
Especialista em Psicologia Organizacional e do Trabalho e em Terapia Cognitivo Comportamental pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN. Graduada em Psicologia pela Universidade Potiguar - UNP.

Referências

ALBANAES, P.; SOARES, F. M. de S.; BARDAGI, M. P. Programas de tutoría y mentoría en universidades brasileñas: un estudio bibliométrico. Revista de Psicología, v. 33, n. 1, 2015.

ALMEIDA, N. C. P. de; SOUZA-SILVA, J. C. de. O que é isso? Como os construtos de aprendizagem organizacional socioprática, comunidades de prática e mentoria são compreendidos na visão de executivos da organização Alpha. Revista Administração em Diálogo, Vol. 17, n. 2, p.211-235, 2015.

ANDRADE, D. C. T. de et al. Táticas organizacionais; desenvolvimentista; conteúdos e informação; tendências integradoras: a socialização organizacional abordada sob quatro correntes distintas. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, Três Corações, v. 10, n. 2, p. 239-250, 2012.

BATISTA, F. F. Gestão do conhecimento na administração pública: Resultados da pesquisa IPEA 2014-Grau de externalização e formalização. Texto para Discussão, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), No. 2066, 2015. Disponível em: <http://ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/TDs/td_2066a.pdf>. Acesso em: 10 jul. 2017.

BELO, A. C. C.; ACCIOLY, S. A mentoria como influência de pessoas no ambiente organizacional. Ciências humanas e sociais, v. 3, n. 1, p. 185-200, 2015.

BELL, C. R. Mentor e Aprendiz. 6. ed. São Paulo: Editora M. Books. 2005.

BERNHOEFT, R. E. A. Mentoring: abrindo horizontes, superando limites, construindo caminhos. São Paulo: Gente, 2001.

BERTALANFLY, L. V. Teoria geral de sistemas. 2a ed. Petrópolis: Vozes, 1975. (Obra original publicada em 1968).

BORGES, L. de O.; ALBUQUERQUE, F. J. B. de. Socialização Organizacional. In: ZANELLI, José C.; BORGES-BITTENCOURT, Jairo E.; BASTOS, Antonio V. B. (Org.). Psicologia, Organizações e Trabalho no Brasil. Artmed: Porto, Alegre, 2004

______; CARVALHO, V. D. Tutorização Organizacional de Novos Empregados. In: BORGES, Lívia de O.; MOURÃO, Luciana (Org.). O Trabalho e as Organizações: Atuações a partir da psicologia. Artmed: Porto Alegre, 2013.

BOZIONELOS, N. et al. Employability and Job Performance as Links in the Relationship Between Mentoring Receipt and Career Success: A Study in SMEs. Group & Organization Management, v. 41, n. 2, 2016.

BRITO, L. M. P. Gestão de competências, Gestão do Conhecimento e organizações de aprendizagem: instrumento de apropriação pelo capital do saber. Fortaleza: UFC, 2005.

BRITO-DE-JESUS, K. C. et al. Desenvolvimento de Competências Gerenciais de Gestores Públicos em Instituições Federais de Educação. Revista Interdisciplinar de gestão social, v. 5, n. 1, p. 37- 60, 2014.

BRUNO-FARIA, F.; VARGAS, E. R. de. Inovação, criatividade e empreendedorismo. Rev. Psicol., Organ. Trab., v. 13, n. 3, p. v-vi, set-dez, Dossiê Editorial, 2013.

DOS-SANTOS, M. G. et al. Aprendizagem organizacional e suas modalidades: desenvolvendo a habilidade interpessoal nos programas trainees. Revista de Administração FACES Journal, v. 14, n. 3, p. 95-113, 2015.

CASTRO, A. B. C. de; BRITO, L. M. P.; VARELA, J. H. de S. A ressignificação da área de gestão de pessoas e os novos papéis das pessoas e das organizações. HOLOS, v. 4, p. 408-423, 2017.

FUKUNAGA, F. et al. Indicadores bibliometricos da produção acadêmica mundial sobre o conceito do trabalhador do conhecimento. Perspectivas em Gestão & Conhecimento, João Pessoa, v. 5, Número Especial, p. 42-56, out., 2015.

FREIRE, P. de S. et al. Corporate University Network: Initial Considerations for a New Modelo f Corporate Education. Revista ESPACIOS, v. 37, n. 5, 2016.

GODOY, A. S. Pesquisa qualitativa: tipos fundamentais. Revista de Administração de Empresas, v. 35, n. 3, p. 20-29, 1995.

GUPTAN, S. U. Mentoring: a practitioner´s guide to touching lives. New Delhi: Response Books, 2006.

KRAM, K. E. Mentoring at work: developmental relationships in organizational life. Lanham: University Press of America, 1988.

KIANTO, A. et al. The interaction of intellectual capital assets and knowledge management practices in organizational value creation. Journal of Intellectual Capital, v. 15, n. 3, p. 362-375, 2014.

LAHTI, R. K.; BEYERLEIN, M. M. Knowledge transfer and management consulting: A look at “The firm”. Business Horizons, v. 43, n. 1, p. 65-74, 2000.

MALHOTRA, N. K. Pesquisa de Marketing: uma orientação aplicada. Porto Alegre: Bookman, 2001.

MARQUES, F. Gestão de Pessoas: fundamentos e tendências. Brasília: DDG/ENAP, 2015.

MERRIAM, S. Qualitative Research and Case Study Applications in Education. San Francisco: Jossey-Bass, 1998.

MONTE, G. T. Prática da mentoria: Estudo de caso no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN. 2011. 103 f. (Dissertação de mestrado, UNP, Natal, 2011).

NOE, R. A. An investigation of the determinants of successful assigned mentoring relationships. Personnel Psychology. v. 41, n. 3, p. 457-479, 1988.

OLIVEIRA, J. A. de; CASTRO, A. B. C. de; BRITO, L. M. P. Gestão do Conhecimento: um estudo em um hospital federal universitário do Nordeste do brasil. Revista Gestão & Conhecimento, v. 10, n. 2, p. 01-29, 2016.

PORTUGAL, J. M. A. C. N. Efeitos na inclusão social percebidos pelos participantes num programa de mentoria: o caso do PENDULUM. Dissertação de Mestrado. Instituto Universitário de Lisboa, 2016. Disponível em: <https://repositorio.iscte-iul.pt/bitstream/10071/13639/1/2016Dissertacao_JoanaPortugal.pdf>. Acesso em: 07 jul. 2017.

QUANDT, C. Institucionalização da Gestão do Conhecimento na Administração Pública: Estágio Atual e Desafios Futuros. Seminário. Ipea, 2014. Disponível em: <http://repositorio.ipea.gov.br/bitstream/11058/3177/1/Apresenta%C3%A7%C3%A3o_Carlos%2bQuandt%20Modo%20de%20Compatibilidade.pdf>. Acesso em 11 jul. 2017.

REALI, A. M. de M. R.; TANCREDI, R. M. S. P.; MIZUKAMI, M. da G. N. Programa de Mentoria Online para professores iniciantes: fases de um processo. Cadernos de Pesquisa, v. 40, n. 140, p. 479-506, maio/ago., 2010.

SALGUES, L. J. de V. Programas de mentoria formal: o conhecimento como diferencial competitivo. Tese de Doutorado. Universidade Trás-os-Montes e Alto Douro, 2016. Disponível em: <http://repositorio.utad.pt/bitstream/10348/5740/1/phd_ljvsalgues.pdf>. Acesso em: 05 de jul. 2017.

SANTOS, B. A. Coaching e mentoring como práticas de compartilhamento do conhecimento: estudos de casos em empresas públicas paulistas. Dissertação de Mestrado. Universidade Metodista de Sao Paulo, 2015. Disponível em: <http://tede.metodista.br/jspui/handle/tede/1473>. Acesso em: 08 jul. 2017.

SILVA, A. M.; SOUZA-SILVA, J. C. de. Aprendizagem e formação de sucessores na empresa familiar: um estudo de caso da Loja Menezes. Revista Administração em Diálogo, v. 17, n. 1, p. 118-145, Jan/Fev/Mar/Abr, 2015.

SCANDURA, T. A. Dysfunctional mentoring relationships and outcomes. Journal of

Management, v. 24, n. 3, p. 449-467, June, 1998.

SCULLY, R.; KHOSROWSHAHI, F. Implementing the Process of Knowledge Sharing for Small Construction Consultant Practices in Ireland’. International Journal of The Built & Human Environment Review, v. 4, n. 1, p. 45-58, 2011.

SHEA, G. F. The mentoring organization. Califórna: Crisp Publication, 2003.

______. Mentoring: como desenvolver o comportamento bem-sucedido do mentor. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001 .

STRAUS, S. E. et al. Characteristics of Successful and Failed Mentoring Relationships: A Qualitative Study Across Two Academic Health Centers. Acad Med., v. 8, n. 1, p. 82–89, Jan., 2013.

STRAUHS, F. do R. et al. Gestão do Conhecimento nas Organizações. Curitiba: Aymará Educação, 2012.

TONET, H. C.; PAZ, M. das G. T. da. Um modelo para o compartilhamento de conhecimento no trabalho. Revista de Administração Contemporânea, v. 10, n. 2, p. 75-94, 2006.

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO. Governança e Gestão de Pessoas em Unidades da Administração Pública Federal. Levantamento/Relatório. Brasília: SEFIP, 2013.

TROTTA, A. A. C. et al. ¿Cómo asegurar un buen feedback en el proceso tutorial? Revista CIDUI, n. 2, 2014.

VERGARA, S. C. Projetos e relatórios de pesquisa em Administração. 13. ed. São Paulo: Atlas, 2011.

WANG, S.; NOE, R. A. Knowledge sharing: A review and directions for future research. Human Resource Management Review, v. 20, p. 115-131, 2010.

YIN, R. K. Estudo de Caso: planejamento e métodos. 4ª. Ed. Porto Alegre: Bookman, 2010.

Publicado
21-12-2017
Como Citar
Brito, L. M. P., Silva, A. S. da, Castro, A. B. C. de, Gurgel, F. F., & Varela, J. H. de S. (2017). Programa de mentoria: uma estratégia seminal de compartilhamento do conhecimento em uma empresa pública de energia. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 209-234. https://doi.org/10.18593/race.v0i0.15121
Edição
Seção
Edição Especial Administração Pública: Gestão de Pessoas