Análise da concentração dos setores de criação, de abate e de processamento da carne de suínos no Oeste do Paraná

  • Ednilse Maria Willers Unioeste/Toledo
  • Lucir Reinaldo Alves Unioeste/Toledo
  • Jefferson Andronio Ramundo Staduto Unioeste/Toledo
  • Carlito Germann Uniban/Cascavel

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar a concentração da cadeia agroindustrial de suínos do Oeste do Estado do Paraná, Brasil. Utilizou-se como metodologia a coleta de dados secundários sobre a criação e agroindustrialização de suínos, e o Quociente Locacional e o Coeficiente de Gini Locacional para identificar os municípios mais especializados nessa atividade na região. A suinocultura esteve sempre presente nas atividades produtivas desta região. Em 1970 era uma das principais atividades econômicas. Nesse mesmo ano, essa região era responsável por 29,15% dos suínos abatidos e vendidos no Paraná, e 6,48% do Brasil. Em 1985 a participação dessa região era de 54,44% e de 8,75%, respectivamente. Os dados mostram que o Estado do Paraná apresentou expressivo crescimento da atividade de criação e abate de suínos nas ultimas décadas, com 373% de aumento no abate de suínos entre 1994 e 2008, sendo o Oeste Paranaense a principal região do Estado nessa atividade. Nessa região, o número de empregados formais na atividade de criação de suínos cresceu 511,1%, e na atividade de abate de suínos cresceu 364,6% entre 1994 e 2008. Além disso, os resultados apontam elementos suficientes para que o setor de abate de suínos seja considerado um cluster produtivo, com forte indício para a existência de eficiência coletiva.

Palavras-chave: Cadeia produtiva de suínos. Desenvolvimento regional. Mesorregião Oeste do Paraná.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ednilse Maria Willers, Unioeste/Toledo
Mestre em Desenvolvimento Regional e Agronegócio pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná /Campus de Toledo. Professora Assistente no Curso de Secretariado Executivo Bilíngüe da UniversidadeEstadual do Oeste do Paraná / campus de Toledo.
Lucir Reinaldo Alves, Unioeste/Toledo

Economista. Mestre em Desenvolvimento Regional pela Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC). Professor Assistente do Colegiado de Ciências Econômicas da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)/Campus de Toledo. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Agronegócio e Desenvolvimento Regional (GEPEC) e do Grupo Dinâmicas Sócio-Econômicas Nacionais e Regionais Comparadas (DISENREC). E-mail: lucir.alves@unioeste.br ou lucir_a@hotmail.com

Jefferson Andronio Ramundo Staduto, Unioeste/Toledo
Doutor em Economia pela Universidade de São Paulo. Bolsista Produtividade do CNPq. Professor doCurso de Economia e do Programa de Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional e Agronegócio da UniversidadeEstadual do Oeste do Paraná / Campus de Toledo.
Carlito Germann, Uniban/Cascavel
Secretário Executivo pela Uniban/Cascavel
Publicado
03-08-2012
Como Citar
Willers, E. M., Alves, L. R., Ramundo Staduto, J. A., & Germann, C. (2012). Análise da concentração dos setores de criação, de abate e de processamento da carne de suínos no Oeste do Paraná. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 11(1), 103-130. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/race/article/view/1452