Habermas, the conceptual debates about public-private-social spheres and the communicative action in organization theory

  • Felipe Fróes Couto Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
  • Alexandre de Pádua Carrieri Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Resumo

Abstract

In this essay, we aim to delineate elements of the Habermas and Hannah Arendt theories about the division between public, private and social spheres, as well as about communicative action in Habermas, in an attempt to convey transpositions of these concepts into the field of organizations. The analysis of the basics of Habermasian construction allows us to take a direct look at the delimitation of the field of interactions and the adoption of linguistic categories of analysis directed to the individual in the environment. Our argument is that the analysis of language in the world of life, for Habermas, means questioning what has not been receiving attention and "discovering" what is hidden in the linguistic universe of human interaction and intention.

Keywords: Public sphere. Private sphere. Social sphere. Communicative sction. Jürgen Habermas.

 

Habermas, os debates conceituais sobre as esferas pública-privada-social e a ação comunicativa na teoria das organizações

Resumo

 

Objetivamos, neste ensaio, delinear didaticamente elementos das teorias de Habermas e Hannah Arendt sobre a divisão entre as esferas pública, privada e social, bem como sobre o agir comunicativo em Habermas, em uma tentativa de aduzir transposições desses conceitos para o campo das organizações. A análise das noções básicas da construção habermasiana permite dar um olhar direcionado à delimitação do campo de interações e à adoção de categorias linguísticas de análise voltadas para o indivíduo no meio. Nosso argumento é que a análise da linguagem no mundo da vida, para Habermas, significa questionar o que não vem recebendo atenção e “descobrir” o que está oculto no universo linguístico da interação e da intenção humana.

Palavras-chave: Esfera pública. Esfera privada. Esfera social. Ação comunicativa. Jürgen Habermas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Felipe Fróes Couto, Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES
Professor de Educação Superior da Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES. Mestre e Doutorando em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG.
Alexandre de Pádua Carrieri, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG
Professor Titular da UFMG. Doutor em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais (2001). Desde 2002 é Professor da Universidade Federal de Minas Gerais/Face/Cad/Cepead. Coordenador do NEOS - Núcleo de Estudos Organizacionais e Sociedade.

Referências

ARENDT, H. A condição humana. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997.

BRONNER, S. E. Jürgen Habermas e a Linguagem da Política. In: BRONNER, S. E. Da teoria crítica e seus teóricos. Campinas, SP: Papirus, 1997.

CONTI, Celso Luiz Aparecido; PINHEIRO, Edneia Virginia. Participação e conflitos na gestão de uma escola transformada em comunidades de aprendizagem. Simpósio da ANPAE, 2011.

FERREIRA, R. M. Individuação e Socialização em Jürgen Habermas. Belo Horizonte: Unicentro Newton Paiva, 2000.

HABERMAS, J. Consciência Moral e Agir Comunicativo. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1989.

______. Mudança Estrutural da Esfera Pública. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1984.

HUXLEY, Margo. The limits to communicative planning. Journal of Planning Education and Research, 2000. P. 369-377.

JERÔNIMO, Luciana Saraiva de Oliveira. Dimensão Argumentativa da participação cidadã no processo deliberativo: perspectiva habermasiana de racionalidade comunicativa na consulta pública online. Comunicación Y Ciudadanía, Número 86 Abril – Junio 2014, 18 p.

LIMA, M.C.; RIVERA, F.J.U. Communicative action, networks of conversation and coordination in healthcare services: a theoretical and methodological perspective. Interface - Comunic., Saude, Educ., v.13, n.31, p.329-42, out./dez. 2009.

SERVA, Maurício. Abordagem substantiva e ação comunicativa: uma complementaridade proveitosa para a teoria das organizações. Revista de Administração Pública (RAP). Rio de janeiro 31(2): 108·34 mar/abr. 1997, p. 108-134.

STEFFY, B. D.; GRIMES, A. J. A critical theory of organization science. Academy of Management Review, v. 11, n. 2, p. 322-336, 1986.

VIZEU, Fábio. Ação Comunicativa e estudos organizacionais. Revista de Administração de Empresas, v. 45, n. 4, out/dez 2005, p. 11-21.

Publicado
13-12-2017
Como Citar
Couto, F. F., & Carrieri, A. de P. (2017). Habermas, the conceptual debates about public-private-social spheres and the communicative action in organization theory. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 16(3), 827-844. https://doi.org/10.18593/race.v16i3.12752