Determinantes da divulgação de informações de risco de mercado por empresas não financeiras

  • Benedito Manoel do Nascimento Costa Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
  • Paulo Henrique Leal Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA
  • Vera Maria Rodrigues Ponte Universidade Federal do Ceará - UFC

Resumo

Resumo

 

Neste estudo teve-se como objetivo identificar os fatores determinantes do nível de observância de empresas não financeiras às exigências de divulgação definidas no CPC 40 (R1). Nesse sentido, foram analisadas as notas explicativas das 113 empresas não financeiras listadas no segmento Novo Mercado da BM&FBovespa, referentes ao exercício social de 2013. Trata-se de estudo descritivo com abordagem qualitativa e quantitativa. Preliminarmente, por meio de pesquisa documental, foram identificadas as informações de riscos de mercado divulgadas, utilizando-se check-list desenvolvido a partir de disposições constantes do Pronunciamento Técnico CPC 40 (R1) – Instrumentos Financeiros: Evidenciação, verificando-se que o número de divulgações de riscos de mercado das empresas é inferior a 50% do requerido pelo normativo contábil. Em seguida, foram realizadas análises estatísticas de correlação e regressão linear com o intuito de verificar os fatores das empresas associados à divulgação de seus riscos de mercado. Com base nos resultados obtidos, verificou-se que os fatores “nível de risco”, “tamanho” e “setor de atuação” são significativos para explicar o cumprimento das empresas não financeiras às exigências definidas no CPC 40 (R1). Além disso, os resultados fornecem suporte para a aceitação da hipótese, mostrando que empresas com maior nível de risco divulgam mais informações sobre risco de mercado.

Palavras-chave: Divulgação. Informações. Risco de mercado. CPC 40 (R1). Empresas não financeiras.

 

Abstract

 

This study aimed to identify the determinants of the level of observance by non-financial companies to the disclosure requirements set out in CPC 40 (R1). That sense, it was analyzed the explanatory notes to the 113 non-financial companies listed on the New Market segment of the BM&FBovespa relative the social year 2013. It is a descriptive study with qualitative and quantitative approach. Preliminarily, through documentary research,  the disclosure of market risk information  were identified, using check-list developed from the provisions of CPC 40 (R1) – Financial Instruments: Disclosure, verifying that the number of market risk disclosures in the company is less than 50% of required by regulatory accounting. Then, statistical analyzes were performed correlation and linear regression in order to identify factors associated companies to the disclosure of their market risks. Based on the results obtained, it was found that the factors “level of risk”, “size” and “Sector of activity” this are significant to explain the performance of non-financial firms with the requirements set out in CPC 40 (R1). Furthermore, the results provide support for acceptance of the hypothesis by showing that companies with the highest risk level disclosure more information about market risk.

Keywords: Disclosure. Information. Market risk. CPC 40 (R1). Non-financial companies.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Benedito Manoel do Nascimento Costa, Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
Departamento de Ciências Contábeis da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN
Paulo Henrique Leal, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA
Professor do Curso de Ciências Contábeis no Instituto de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará - UNIFESSPA
Vera Maria Rodrigues Ponte, Universidade Federal do Ceará - UFC
Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria da Universidade Federal do Ceará - PPAC/UFC
Publicado
30-08-2017
Como Citar
Costa, B. M. do N., Leal, P. H., & Ponte, V. M. R. (2017). Determinantes da divulgação de informações de risco de mercado por empresas não financeiras. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 16(2), 729-756. https://doi.org/10.18593/race.v16i2.12204
Seção
Artigos Contabilidade