Influências do capital social na formação do circo contemporâneo canadense: um estudo na Cidade de Montréal, Canadá

  • Josiane Silva de Oliveira Professora do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Federal de Goiás. Professora Adjunta na Universidade Estadual de Maringá
  • Cristiane Marques de Mello Faculdade Integrado de Campo Mourão

Resumo

Resumo: O objetivo com este artigo foi discutir as influências do capital social na constituição do campo organizacional do circo contemporâneo no Canadá. Para tanto, considera-se capital social como um conjunto de normas, redes e organizações por meio das quais os indivíduos obtêm acesso a poder e recursos para a tomada de decisão e formulação de políticas. Entende-se que a importância deste trabalho se encontra na relevância do estudo de organizações circenses, pela articulação entre as práticas culturais e econômicas que ocorrem em seu processo organizativo, especialmente no contexto canadense que se configura como referência mundial do campo do circo contemporâneo e ainda pouco estudado na área de Administração, especialmente no contexto canadense que se configura como referência mundial do campo do circo contemporâneo e ainda pouco estudado na área de Administração. A pesquisa foi desenvolvida na Cidade de Montréal, província de Québec, Canadá, em 2013. Foram entrevistados gestores das três organizações que atuam na regulamentação e disseminação das artes no circo canadense, e de oito das maiores companhias circenses contemporâneas. Os resultados indicam que trabalhar em grandes companhias circenses é um dos meios de constituir o capital social, possibilitando a formação, acesso a redes de profissionais e possíveis parceiros de trabalho. O capital social possibilita a articulação dos artistas em organizações para produzir vias alternativas de acesso a recursos financeiros e a participação em editais públicos de fomento. Uma das contribuições do estudo está nas evidências empíricas, quando da incorporação das práticas de gestão às práticas artísticas circenses.

Palavras-chave: Capital social. Campo organizacional. Organizações circenses. Canadá. Artistas.

 

Influences of social capital in the constitution of contemporary circus canadian: a study in Montréal City, Canada

 

Abstract: The purpose of this article is to discuss the influences of social capital in the constitution of organizational contemporary circus field in Canada. Therefore, we consider social capital as a set of rules, networks and organizations through which individuals gain access to power and resources for decision-making and policy formulation. We understand that the importance of this work in the relevance of the study of circus organizations, by the articulation between cultural and economic practices that occur in their organizational process, especially in the Canadian context that is configured as a world reference of the field of contemporary circus and still little studied in the area of Administration. The research was conducted in the City of Montréal, province of Québec, Canada, in 2013. We interviewed managers of the three organizations operating in regulation and dissemination of the arts in Canadian circus, and of eight major contemporary circus companies. The results indicate that work on major circus companies is one way to establish the capital, enabling training, access to professional network of the area and potential working partners. The social capital enables the articulation of artists in organizations to produce alternative ways of access to financial resources and participation in public tenders for development. One of the contributions of the study is in the empirical evidences, when incorporating the practices of management to the artistic practices circenses.

Keywords: Social capital. Organizational field. Circus organizations. Canada. Artists.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Josiane Silva de Oliveira, Professora do Programa de Pós-graduação em Administração da Universidade Federal de Goiás. Professora Adjunta na Universidade Estadual de Maringá
Professora do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Goiás. Professora Adjunta na Universidade Estadual de Maringá. Doutorado em Administração pela Escola de Administração da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
Cristiane Marques de Mello, Faculdade Integrado de Campo Mourão
Professora na Faculdade Integrado de Campo Mourão. Doutorado em Administração pela Universidade Positivo.

Referências

AGUIAR, A. R. C.; CARRIERI, A. P. ‘Água de lona’ e ‘sangue de serragem’ nos discursos de sujeitos circenses. Organizações & Sociedade, v. 23, n. 77, p. 247-262, 2016.

BAUER, M. W.; GASKELL, G. Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som. 6. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 2007.

BOUDREAULT, J. L’Annuaire théâtral. Revue Québécoise d’Études Théâtrales, v. 32, n. 1, p. 22-36, 2002.

BOUDREAULT, J. Les nouveaux cirque: rupture ou continuité? 1999. Thése (Doctor Philosopihae)–Université Laval, Laval, 1999.

BOURDIEU, P. Capital simbólico e classes sociais. Novos Estudos-CEBRAP, v. 96, n. 1, p. 105-115, 2013.

BOURDIEU, P. O campo científico. In: BOURDIEU, P. Intelectuales, política y poder. Buenos Aires: Eudeba, 2000.

BOURDIEU, P. The forms of capital. In: RICHARDSON, J. (Ed.). Handbook of theory and research for the sociology of education. New York: Greenwood, 1986.

CANADÁ. Histoire et patrimoine. Disponível em: <http://canada.ca/fr/services/culture/histoire.html>. Acesso em: 10 ago. 2013.

CASTRO, L. T. E.; LOPES, F. F.; NEVES, M. F. Redes, capital social e marketing como elementos fundamentais para a agricultura familiar: uma experiência no projeto público de irrigação jaíba. Organizações Rurais & Agroindustriais, v. 12, n. 3, p. 227-239, 2010.

COLEMAN, J. Social capital in the creation of human capital. American Journal of Sociology, v. 94, i. 1, p. 95-120, 1988.

COOK, K. S. Trust in society. New York: Russell Sage Foundation, 2001.

COOK, P. M. A. G. National cultures and popular theatre: four colletive companies in Québec and Newfoundland. 1986. Dissertation (Master of Arts)–Carleton Universiy, Ottawa, 1986.

DENZIN, N. K; LINCOLN, Y. S. Introduction: entering the field of qualitative research. In: DENZIN, N. K; LINCOLN, Y. S.. (Ed.). Handbook of Qualitative Research. London: Sage, 1994.

DeWALT, K. M.; DeWALT, B. R. Participant observation: a guide for fieldworks. Plymounth: AltaMira, 2011.

ÉCOLE NATIONALE DES ARTS DU CIRQUE. L’Institution. Disponível em: <http://www.ecolenationaledecirque.ca/fr/institution>. Acesso em: 19 jan. 2013.

EVERETT, J. Organizational Research and the Praxeology of Pierre Bourdieu. Organizational Research Methods, v. 5, i. 1, p. 56-80, 2002.

FAGOT, S. Le cirque: entre culture du corps et culture du risque. Paris: Harmattan, 2010.

FARR, J. Social capital: a conceptual history. Political Theory, v. 32, i. 1, p. 6-33, 2004.

GARCIA, M. C. Artists de cirque contemporain. Paris: La dispute, 2011.

LEGAULT, A. C. L’affirmation culturelle québécoise dans le mouvement du jeune théâtre: grand cirque ordinaire et théâtre du même nom (1969-1971). Matrîse. 2012. 133 p. (Maîtrise dès arts)–Université d’Ottawa, Ottawa, 2012.

LIN, N. Building a network theory of social capital. Connections, v. 22, i. 1, p. 28-51, 1999.

LIN, N. Building a network theory of social capital. In: LIN, N.; COOK, K. S.; BURT, R. S. Social capital: theory and research. New York: Transaction Publishers, 2001.

LIN, N.; COOK, K. S.; BURT, R. S. Social capital: theory and research. New York: Transaction Publishers, 2001.

MIZUMOTO, F. M. Estratégia e ação empreendedora em empresas familiares: uma análise sobre capital humano e capital social. 2009. Tese (Doutorado em Administração e Contabilidade)–Universidade de São Paulo, São Paulo, 2009.

NAHAPIET, J.; GHOSHAL, S. Social capital, intellectual capital, and the organizational advantage. Academy of Management Review, v. 23, i. 2, p. 242-266, 1998.

OLIVEIRA, J. S.; CAVEDON, N. R. As tramas políticas emocionais na gênese de processos organizativos em uma organização circense. Organizações & Sociedade, v. 22, n. 72, p. 61-78, 2015.

OLIVEIRA, J. S.; CAVEDON, N. R. Micropolíticas das práticas cotidianas: etnografando uma organização circense. Revista de Administração de Empresas, v. 53, n. 1, p. 156-168, 2013.

OLIVEIRA, J. S.; CAVEDON, N. R. Os Circos Contemporâneos como Heterotopias Organizacionais: Uma Etnografia Multissituada no Contexto Brasil-Canadá. Revista de Administração Contemporânea, v. 21, n. 2, p. 142-162, 2017.

OLIVEIRA, J. S.; MELLO, C. M. As Lógicas Institucionais no Campo Organizacional Circo Contemporâneo: Uma Etnografia Multissituada no Contexto Brasil-Canadá. Revista Alcance, v. 23, n. 4, p. 475-494, 2016.

PARKER, M. Organizing the circus: the engineering of miracles. Organization Studies, v. 32, i. 4, p. 555-569, 2011.

PORTES, A.; VICKSTROM, E. Diversity, social capital, and cohesion. Annual Review of Sociology, v. 37, i. 1, p. 461-479, 2011.

PUTNAM, R. D. Bowling alone: America’s declining social capital. Journal of Democracy, v. 6, i. 1, p. 65-78, 1995.

PUTNAM, R. D. Making democracy work: civic traditions in modem Italy. Princeton: Princeton University Press, 1993.

PUTNAM, R. D. Social capital: measurement and consequences. Isuma, v. 2, i. 1, p. 41-51, 2001.

QUARESMA JÚNIOR, E. A.; SILVA, E. R.; CARRIERI, A. P. As alianças estratégicas no picadeiro da arte/negócio circense. Revista de Administração Mackenzie, v. 15, n. 3, p. 101-131, 2014.

SAIRE, P. O.; DALGIE, P. Planification sectorielle des arts du cirque. En Piste: Montréal, 2012.

SERAGELDIN, I.; GROOTAERT, C. Defining social capital: an integrating view. In: DASGUPTA, P.; SERAGELDIN, I. (Ed.). Social capital: a multifaceted perspective. Washington, DC: World Bank, 2000.

STATISTIQUE CANADA. Arts du spectacle et visuels: anné 2010. Disponível em: <http://www5.statcan.gc.ca/subject-sujet/subtheme-soustheme.action?pid=3955&id=3586&lang=fra&more=0>. Acesso em: 02 fev. 2013.

SWAIN, N. Social capital and its uses. European Journal of Sociology, v. 44, i. 2, p. 85-212, 2003.

WOOLCOCK, M. Social capital and economic development: toward a theoretical synthesis and policy framework. Theory and Society, v. 27, i. 2, p. 151-208, 1998.

Publicado
23-04-2018
Como Citar
Oliveira, J. S. de, & Mello, C. M. de. (2018). Influências do capital social na formação do circo contemporâneo canadense: um estudo na Cidade de Montréal, Canadá. RACE - Revista De Administração, Contabilidade E Economia, 17(1), 103-128. https://doi.org/10.18593/race.v17i1.10424