Eficácia do método reequilíbrio toracoabdominal na expansão pulmonar comparado a utilização de padrões inspiratórios em pacientes que realizaram cirurgia na região toracoabdominal

  • Geovana Teo Zamprogna UNOESC
  • Antuani Baptistella
  • Eduardo Linden Junior
  • Adarly Kroth
  • Lilian Stiehl
  • Vanessa Orzzatto Micheluzzi

Resumo

Cirurgias na região toracoabdominal podem levar à redução da capacidade vital, volume corrente, capacidade pulmonar total e consequente insuficiência da tosse. A fisioterapia respiratória tem o objetivo de diminuir as complicações e perdas no pós-operatório. O objetivo neste estudo foi analisar e comparar a melhora da capacidade respiratória em pacientes no período pós-operatório de cirurgia toracoabdominal, utilizando dois protocolos fisioterapêuticos. Trata-se de um ensaio clínico aleatório, de abordagem quantitativa e caráter experimental, em que pacientes no pós-operatório imediato foram aleatorizados em dois grupos denominados G1 – Padrões respiratórios e G2 – método RTA; os grupos receberam cinco dias de atendimentos de terapia respiratória, além da intervenção motora. O grupo G1 apresentou alteração estatisticamente positiva na pressão expiratória máxima (Pemáx) (p = 0,042), e tendência de alterações positivas para dor, medida de independência funcional (MIF) e pressão inspiratória máxima (Pimáx). Já o grupo G2 apresentou alterações estatisticamente positivas para as variáveis de dor (p = 0,042), Pimáx (p = 0,043) e Pemáx (p = 0,043), enquanto MIF e dispneia apresentaram uma tendência a alterações positivas. Não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos amostrais, embora a magnitude dos escores médios indiquem que o G2 – Método RTA – tenha resultados melhores que o G1 – Padrão Inspiratório. Ambos os grupos apresentaram melhora nas pressões respiratórias, EVA dor e MIF, porém, em comparação entre os grupos, o grupo G2 apresentou tendência de melhores resultados que o G1. Ao comparar os resultados das variáveis dor, MIF, dispneia, Pemáx e Pimáx provocadas pelos protocolos, não foram encontradas diferenças significativas entre os grupos amostrais.

Palavras-chave: Fisioterapia. Serviço hospitalar de fisioterapia. Exercícios respiratórios.

Publicado
08-05-2018
Como Citar
Zamprogna, G. T., Baptistella, A., Linden Junior, E., Kroth, A., Stiehl, L., & Micheluzzi, V. O. (2018). Eficácia do método reequilíbrio toracoabdominal na expansão pulmonar comparado a utilização de padrões inspiratórios em pacientes que realizaram cirurgia na região toracoabdominal. Fisioterapia Em Ação - Anais eletrônicos, 13. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/fisioterapiaemacao/article/view/16863
Edição
Seção
Resumos