Percepção das gestantes ao pré-natal e complicações durante o período gravídico-puerperal

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18593/eba.28144

Palavras-chave:

Gestação, Pré-natal, Complicações, Enfermagem

Resumo

Introdução – O pré-natal se realizado corretamente desde o início da gestação é fundamental para identificar precocemente possíveis patologias, anomalias congênitas e complicações no decorrer do período gestacional. Objetivo – Identificar a percepção das gestantes quanto ao pré-natal, correlacionando com as complicações durante a gestação. Métodos – Foi realizada a pesquisa com 30 gestantes do último trimestre gestacional de uma unidade básica de saúde, localizada em uma cidade do interior do Rio Grande do Sul. Em seguida os dados foram analisados por meio da estatística descritiva, com frequência relativa e absoluta. Para isso, utilizou-se o software SPSS versão 21. Resultados – Os achados presentes neste estudo destacam a adesão das gestantes ao pré-natal, desde o início da gestação. Conclusões – A qualidade da assistência prestada pela equipe de saúde, foi crucial para a percepção e a adesão das gestantes ao programa de pré-natal na atenção básica, contribuindo de forma positiva para a detecção precoce de possíveis complicações durante o período gravídico-puerperal.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Andrade UV, Santos JB, Duarte C. A percepção da gestante sobre a qualidade do atendimento pré-natal em UBS, Campo Grande, MS. Rev. Psic. Saúde. 2019;11(1):53-61. doi: 10.20435/pssa.v0i0.585.

Sehnem GD, de Saldanha LS, Arboit J, Ribeiro AC, de Paula FM. Consulta de pré-natal na atenção primária à saúde: fragilidades e potencialidades da intervenção de enfermeiros brasileiros. Rev. Enferm. Referência. 2020;(1):1-14. doi: 10.12707/RIV19050.

Cruz GC, Ruiz PC, Junior OCR, de Sousa AD, Pereira RMO, Barroso C, et al. Métodos de avaliação da qualidade de assistência ao pré-natal no Brasil: revisão integrativa da literatura. Rev. Eletr. Acervo Saúde. 2019;(27):e521-e521. doi: 10.25248/reas.e521.2019.

Oliveira IG, Castro LLS, Massena AM, dos Santos LVF, de Sousa LB. Qualidade da consulta de enfermagem na assistência ao pré-natal de risco habitual. Rev. Eletr. Enf. 2017;19(28):1-11. doi:10.5216/ree.v19.40374.

Gomes CBDA, Dias RDS, Silva WGB, Pacheco MAB, Sousa FGMD, Loyola CMD. Consulta de enfermagem no pré-natal: narrativas de gestantes e enfermeiras. Texto & Contexto Enferm. 2019;28:e20170544. doi: 10.1590/1980-265X-TCE-2017-0544.

Tomasi E, Fernandes PAA, Fischer T, Siqueira FCV, Silveira DSD, Thumé E, et al. Qualidade da atenção pré-natal na rede básica de saúde do Brasil: indicadores e desigualdades sociais. Cad. Saúde Públ. 2017;33(3):e00195815. doi: 10.1590/0102-311X00195815.

Ministério da Saúde (BR). Qualidade da atenção pré-natal na rede básica de saúde do Brasil: indicadores e desigualdades sociais. Brasília: Editora MS; 2016.

Gil, AC. Métodos e técnicas de pesquisa social. 5a ed. São Paulo: Atlas; 1999.

Menezes LO, Floriano TVN, Lopes IMD. Impacto do perfil socioeconômico de gestantes e parceiros na avaliação da qualidade do pré-natal. Rev. Eletr. Acervo Saúde. 2021;13(1):e5686-e5686. doi: 10.25248/reas.e5686.2021.

Saldanha BL. Dificuldades enfrentadas por gestantes adolescentes em aderir ao pré-natal. Reas. 2020;12(9):e4160. doi: 10.25248/reas.e4160.2020.

Mayor MSS, Herrera SDSC, Araujo MQ, dos Santos FM, Arantes RV, de Oliveira NA. Avaliação dos indicadores da assistência pré-natal em unidade de saúde da família, em um município da Amazônia Legal. Rev. Cereus. 2018;10(1):91-100. doi: 10.18605/2175-7275/cereus.v10n1p91-100.

Tamashiro EM, Milanez HM, Azevedo RCSD. “Por causa do bebê”: redução do uso de drogas por gestantes. Rev. Bras. Saúde Mat. Infant. 2020;20(1):313-317. doi: 10.1590/1806-93042020000100017.

Entringer AP, Pinto MFT, Gomes MADSM. Análise de custos da atenção hospitalar ao parto vaginal e à cesariana eletiva para gestantes de risco habitual no Sistema Único de Saúde. Ciên. & Saúde Colet. 2019;24:1527-1536. doi: 10.1590/1413-81232018244.06962017.

Rocha AC, Andrade GS. Atenção da equipe de enfermagem durante o pré-natal: percepção das gestantes atendidas na rede básica de Itapuranga-GO em diferentes contextos sociais. Rev. Enferm. Contemp. 2017;6(1):30-41. doi: 10.17267/2317-3378rec.v6i1.1153.

Peixoto TB. Adesão da vacinação pela gestante no pré-natal: revisão integrativa. 2017.

Downloads

Publicado

16-12-2021

Como Citar

Canabarro, Ângela A., & Souza, J. S. M. de . (2021). Percepção das gestantes ao pré-natal e complicações durante o período gravídico-puerperal. Evidência, 21(2), 95–106. https://doi.org/10.18593/eba.28144

Edição

Seção

Saúde