Protocolo de ação do uso de resina poliéster na inclusão de fatias semifinas de encéfalo: uma abordagem de baixo custo no ensino de anatomia macroscópica para o ensino fundamental e médio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18593/eba.24828

Palavras-chave:

Material didático, Resina de poliéster, Encéfalo

Resumo

No ensino de Biologia e Ciências a compreensão da morfologia macroscópica prioriza a visão bidimensional, muito mais por fatores logísticos do que pedagógicos. Tal visão, oferecida pelos livros didáticos, é o fator limitante mais importante para o domínio destas competências. Modelos tridimensionais de boa qualidade são de custo elevado. Materiais biológicos de procedência conhecida e ética também são infrequentes, sua preparação e conservação exigem mão de obra especializada, curadoria constante e ainda requerem substâncias químicas no seu preparo que são irritantes, tóxicas ou com potencial de abuso, e.g. formol, álcool, clorofórmio. A necessidade de aproximar o estudante do conteúdo ministrado em sala de aula enriquecendo a didática e melhorando o processo ensino-aprendizagem faz com que haja uma busca de novas maneiras e materiais que auxiliem o professor neste desenvolvimento. O protocolo de ação para a produção de material didático, para o ensino de Anatomia, fazendo uso de fatias semifinas de encéfalo de vertebrados, fixado e posteriormente incluídas em resina acrílica de poliéster facilita o contato real do estudante com o exposto teoricamente, desvinculando da necessidade de um laboratório de Ciências e Biologia, uma vez que a resina é um material leve, atóxico, de grande durabilidade e que pode ser levado para dentro da sala de aula. A escolha de peças da neuroanatomia (encéfalos) se mostra interessante devido a sua complexidade estrutural e de nomenclatura que, ao ser vista e manuseada, facilita ao estudante a correlação teórico-prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Dangelo JG, Fattini CA. Anatomia Humana Sistêmica e Segmentar. 3. ed. São Paulo: Atheneu; 2007.

Tortora GJ. Princípios de anatomia humana. 10.ed. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan; 2007.

Melo JSS, Brasil LM, Balaniuk R, Costa EB, Bittencourt I, et al. Uso da Realidade Virtual em Sistemas Tutores Inteligentes Destinados ao Ensino de Anatomia Humana. In: Anais do 17º Simpósio Brasileiro de Informática na Educação, 2007.

Campus FHC, Maia NMFES, Guerra EMD. A experiência de ensino da anatomia humana baseada na clínica. In: Anais do 23º Congresso Brasileiro de Anatomia, 2008. Fortaleza: Universidade Metropolitana de Fortaleza; 2008.

Verri ED, Deienno FS, Sampaio MGE, Gomes OA. A. Análise comparativa da metodologia de estudo para o ensino e aprendizagem de anatomia entre ABP/tradicional. In: Anais do 23º Congresso Brasileiro de Anatomia. Ribeirão Preto: UNAERP; 2008.

Molinari SL, Monteiro AS, Miranda-Neto MH. Práticas para abordar o tema sistema esquelético. Arq Apadec, 1999.

Silva MSL, Machado HA, Biazussi HM. Produção de Material Didático Alternativo para Aula Prática de Anatomia Humana. In: Anais do 7º Congresso Norte Nordeste de Pesquisa e Inovação, 2012. Palmas: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia; 2012.

Downloads

Publicado

2021-06-17

Como Citar

Juliatto, L. A., Tanhoffer, C. M. S., Farias, E. P., & Tanhoffer, E. A. (2021). Protocolo de ação do uso de resina poliéster na inclusão de fatias semifinas de encéfalo: uma abordagem de baixo custo no ensino de anatomia macroscópica para o ensino fundamental e médio. Evidência, 21(2), 107–116. https://doi.org/10.18593/eba.24828

Edição

Seção

Inovação

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)