Efeito da refrigeração na conservação de hortaliças orgânicas minimamente processadas

Palavras-chave: Produtos Minimamente Processados, Escurecimento, Murcha, Armazenamento

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a conservação pós-colheita de kits yakissoba (cenoura, couve-flor, brócolis e acelga), repolho e mix de folhas (alface crespa, alface roxa e rúcula) orgânicas minimamente processados, armazenados em diferentes temperaturas. Os kits foram fornecidos pela Cooperativa Coper Planalto Sul, de Curitibanos, SC, e as análises realizadas no Instituto Federal Catarinenense (IFC), Campus Rio do Sul. Os pacotes contendo os produtos foram submetidos ao armazenamento em temperatura ambiente (23±2 °C e UR de 65%±5%) por 5 dias e refrigerados (5±1 °C e 10±1 °C e UR de 90±5%) por 7 e 14 dias. Logo após o preparo e embalagem dos Produtos Minimamente Processados (PMPs) (testemunha) e após 5, 7 e 14 dias do armazenamento, foram avaliados: perda de Massa Fresca (MF), Atributos Sólidos Solúveis (SS), Acidez Total Titulável (AT), relação entre SS e AT, pH, conteúdo de vitamina C, além de murcha e escurecimento aparente. O armazenamento sem refrigeração proporcionou as maiores perdas de MF, murcha e escurecimento aparente em todos os kits avaliados. Porém, para o kit yakissoba, as perdas de MF sem refrigeração não diferiram do armazenamento refrigerado a 10 oC por 14 dias. O armazenamento promoveu o aumento do conteúdo de vitamina C em todos os vegetais analisados. Os conteúdos de SS e a relação SS/AT somente apresentaram diferença no kit yakissoba, com redução dos valores em todos os tratamentos quando comparado com a testemunha. A refrigeração promoveu a manutenção da qualidade visual, mantendo os vegetais aptos para o consumo até duas semanas de armazenamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Iuamoto MY, Jacomino AP, Mattiuz CFM, Silva APG, Kluge RA, Arruda-Palharini MC. Sanificação e eliminação do excesso de líquidos em laranja ‘Pêra’ minimamente processada. Braz J of Food Technol. 2015;18(2):85-92. doi: 10.1590/1981-6723.2814

Kluge RA, Geerdink GM, Tezotto-Uliana JV, Guassi SAD, Zorzeto TQ, Sasaki FFC, et al. Qualidade de pimentões amarelos minimamente processados tratados com antioxidantes. Semina: Ciênc Agrar. 2014;35(2):801-12. doi: 10.5433/1679-0359.2014v35n2p801

Moretti CL. Manual de processamento mínimo de frutas e hortaliças. Brasília: Embrapa Hortaliças; 2007. 531 p.

Kluge RA, Costa CA, Vitti MCD, Ongarelli MG, Jacomino AP, Moretti CL. Armazenamento refrigerado de beterraba minimamente processada em diferentes tipos de corte. Ciênc Rural. 2006;36(1):263-70. doi: 10.1590/S0103-84782006000100041

Aguila JSD, Sasaki FF, Heiffig LS, Ortega EMM, TRevisan MJ, Kluge RA. Effect of antioxidant in fresh cut radish during the cold storage. Braz Arch Biol Technol. 2008;51(6):1217-23. doi: 10.1016/j.jff.2014.04.049

Chitarra MIF, Chitarra AB. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. 2a ed. Lavras: UFLA; 2005. 785 p.

Freddo AR, Cechin FE, Mazaro SM. Conservation of post-harvest leaves of green onion (Allium fistulosum L.) with the use of salicylic acid solution. Braz J Applied Technol Agricult Sci. 2013;6(3):87-93. doi: 10.5935/PAeT.V6.N3.10

Salata AC, Cardoso A, Evanglista RM, Magro FO. Uso de ácido ascórbico e cloreto de cálcio na qualidade de repolho minimamente processado. Hort Bras. 2014;32(4):391-97. doi: 10.1590/S0102-053620140000400004

Souza AG, Carvalho J, Anami JM. Conservação de couve minimamente processada tratada com ácido ascórbico. RAC. 2018;31(2):58-62. doi: 10.22491/RAC.2018.v31n2.7

Silva APG, Borges CD, Miguel ACA, Jacomino AP, Mendonça CRB. Características físico-químicas de cebolinhas comume europeia. Braz J of Food Technol. 2015;18(4):293-98. doi: 10.1590/1981-6723.3015

Arbos KA, Freitas RJS, Stertz SC, Carvalho LA. Segurança alimentar de hortaliças orgânicas: aspectos sanitários e nutricionais. Ciênc Tecnol Aliment. 2010;30(1):215-20. doi: 10.1590/S0101-20612010000500033

Arbos KA, Freitas RJS, Stertz SC, Dornas MF. Atividade antioxidante e teor de fenólicos totais em hortaliças orgânicas e convencionais. Ciênc Tecnol Aliment. 2010;30(2):501-06, 2010. doi.org/10.1590/S0101-20612010000200031

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa n. 46 de 06 de outubro de 2011. Estabelece o Regulamento Técnico para os Sistemas Orgânicos de Produção Animal e Vegetal. Diário oficial da União, poder executivo. Brasília, DF; 2011.

Souza AG, Amarante CVT, Steffens CA, Benincá TDT, Padilha M. Postharvest quality of feijoa flowers treated with different preservative solutions and 1-Methylcyclopropene. Rev Bras Fruticultura. 2016; 38(4):e-759. doi.org/10.1590/0100-29452016759

Amarante CVT, Steffens CA, Ducroquet JPHJ, Sasso A. Qualidade de goiaba-serrana em resposta a temperatura de armazenamento e ao tratamento com 1-metilciclopropeno. Pesq Agropec Bras. 2008; 43(12):1683-9. doi.org/10.1590/S0100-204X2008001200007

Instituto Adolfo Lutz. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. 4a ed. São Paulo, 2008. 1020 p.

Strohecker R, Henning HM. Análises de vitaminas: métodos comprovados. Madrid: Paz Montolvo, 1967. 428 p.

Canteri MG, Althaus RA, Virgens Filho JS, Giglioti EA, Godoy CV. SASM – Agri: Sistema para análise e separação de médias em experimentos agrícolas pelos métodos Scoft – Knott, Tukey e Duncan. Rev Bras Agrocomputação. 2001; 1(2):18-24.

Gonzalez AF, Ayub RA, Reghin MY. Conservação de rúcula minimamente processada produzida em campo aberto e cultivo protegido com agrotêxtil. Hort Bras. 2006; 24(3):360-62. doi: 10.1590/S0102-05362006000300018

Luengo RF, Calbo AG. Armazenamento de Hortaliças. Brasília, DF: Embrapa Hortaliças, 2001. 242 p.

Souza AG, Carvalho J, Anami JM. Refrigeração de ácido ascórbico na conservação de cebolinha-verde minimamente processada. RAC. 2018; 31(2):58-62. doi: 10.22491/S0102-05362014000300011

Reis HF, Melo CM, Melo EP, Silva RA, Scalon SPQ. Conservação pós-colheita de alface crespa, de cultivo orgânico e convencional, sob atmosfera modificada. Hort Bras. 2014; 32(3): 303-09. doi: 10.1590/RAC.2018.v31n2.7

Mattos, LM, Moretti, CL, Chitarra, AB, Prado, MET. Qualidade de alface crespa minimamente processada armazenada sob refrigeração em dois sistemas de embalagem. Hort Bras. 2007; 25(4):504-08. doi: 10.1590/S0102-05362007000400003

Guerra AMNM, Costa ACM, Ferreira JBA, Tavares PRF, Medeiros AC. Avaliação das principais causas de perdas pós-colheitas de hortaliças comercializadas em Santarém, Pará. RBAS. 2017; 12(1):34-40. doi: 10.18378/rvads.v12i1.4809

Amarante CVT, Souza AG, Benincá TDT, Steffens CA. Fruit quality of Brazilian genotypes of feijoa at harvest and after storage. Pesq Agropec Bras. 2017; 52(9):734-42. doi: 10.1590/S0100-204X2017000900005

Rinaldi MM, Benedetti BC, Sarantópoulos CIGL, Moretti CL. Estabilidade de repolho minimamente processado sob diferentes sistemas de embalagem. Ciênc Tecnol Aliment. 2009; 29(2):310-15. doi: 10.32404/rean.v3i2.1139

Moreno LB, Scherwinski R, Silva JMT, Scalon SPQ, Carvevalli TO. Conservação de repolho minimamente processado sob efeito de diferentes embalagens, tempo de estocagem e temperatura. Rev Agric Neotrop. 2016; 3(2):68-74. doi: 10.32404/rean.v3i2.1139

Lee SK, Kader AA. Preharvest and postharvest factors influencing vitamin C content of horticultural crops. Postharvest Biol Technol. 2000; 20(3):207-20. doi: 10.1016/S0925-5214(00)00133-2

Mélo EA, Lima VLAG, Nascimento PP. Temperatura no armazenamento de pitanga. Sci Agric. 2000; 57(4):629-34. doi: 10.1590/S0103-90162000000400006

Smirnoff N, Wheeler GL. Ascorbic acid in plant: biosynthesis and function. Biochem Mol Biol. 2000; 35(4):291-14. doi: 10.1080/10409230008984166

Ogassavara FO, Durigan JF, Teixeira GHA, Cunha-Jr LC. Comparação entre cultivares de carambola para produção de produtos minimamente processados. Rev Bras Fruticultura. 2009; 31(2):544-51. doi: 10.1590/S0100-29452009000200032

Gomes MH, Fundo JF, Santos S, Amaro SAL, Almeida DPF. Hydrogen ion concentration affect quality retention and modifies the effect of calcium additives on fresh cut ‘Rocha’ pear. Postharvest Biol Technol. 2010; 58(3):239-46. doi: 10.1016/j.postharvbio.2010.07.004

Zhu LQ, Zhou J, Zhu SH, Guo LH. Inhibition of browning on the surface of peach slices by short-term exposure to nitric oxide and ascorbic acid. Food Chem. 2009; 114(1):174-79. doi: 10.1016/j.foodchem.2008.09.036

Evangelista RM, Vieites RL, Castro OS, Rall VLM. Qualidade de couve-chinesa minimamente processada e tratada com diferentes produtos. Ciênc Tecnol Alimen. 2009; 29(2):324-32. doi: 10.1590/S0101-20612009000200014

Barret DM, Beaulieu JC, Shewfelt R. Color, flavor, texture and nutritional quality of fresh-cut fruits and vegetables: desirable levels, instrumental and sensory measurement, and the effects of processing. Crit Rev Food Sci Nutr. 2010; 50(5):369-89. doi: 10.1080/10408391003626322

Publicado
17-12-2019
Como Citar
Souza, A. G. de, Mafra, G. M., Vieira, J. A., & Saraiva, F. R. de S. (2019). Efeito da refrigeração na conservação de hortaliças orgânicas minimamente processadas. Evidência, 19(2), 131-148. https://doi.org/10.18593/eba.v19i2.21252

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##