1.
Šolc M. Limitando o acesso a terapias não aprovadas: Uma prática paternalista?. Esp.Jur. [Internet]. 12º de dezembro de 2019 [citado 20º de fevereiro de 2020];20(2):215-32. Disponível em: https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/espacojuridico/article/view/23247