O DIREITO DE LIBERDADE DE TRABALHO E A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA: UM CONFLITO INEXISTENTE – O CASO DO LANÇAMENTO DOS ANÕES / THE RIGHT OF WORK FREEDOM AND THE DIGNITY OF THE HUMAN BEING: AN ABSENT CONFLICT – THE CASE OF DWARVES LAUNCHING

Autores

  • Sarila Hali Kloster Lopes CESUMAR

DOI:

https://doi.org/10.18593/ejjl.v16i1.2270

Resumo

Um cidadão francês, com um pouco mais de um metro de altura, em 1991, passou a exercer uma atividade bastante distinta: era lançado em direção a um colchão de ar por clientes do bar em que trabalhava. Entretanto, tal prática, tida como trabalho do anão foi proibida, por considerá-la uma afronta à dignidade humana. O cidadão, indignado, recorreu alegando que carecia do trabalho e não caberia ao Estado retirar tal direito, ou seja, seu direito de liberdade de trabalho estava sendo lesado e por mais degradante que fosse a atividade, ele necessitava do emprego e abriria mão de qualquer proteção por parte do Estado. Tradicionalmente, a liberdade é confundida com a autonomia da vontade, ou seja, o indivíduo poderia fazer tudo aquilo que não estivesse proibido, elevando o direito subjetivo a um patamar de direito absoluto. Entretanto, os conceitos distanciam-se e mostram-se bem delimitados. O exercício da liberdade não se fundará em um suposto caráter absoluto do direito subjetivo, mas encontrará limites ao seu exercício, estes fundados em direitos, liberdades e garantias de outras pessoas que compõem a sociedade. Nesse caso, outros anões estavam sendo prejudicados, sua dignidade estava sendo ferida com as atitudes daquele. A dignidade pode ser entendida como uma qualidade integrante e irrenunciável da própria condição humana, pode e deve ser reconhecida, respeitada, promovida e protegida ou ainda como um princípio moral de que o ser humano deve ser tratado como um fim e nunca como um meio. Assim, não há um conflito existente entre a liberdade de trabalho e a dignidade. Verifica-se, então, a supremacia do princípio da dignidade, funcionando como um direito absoluto, o qual nunca deverá ser violado.

Palavras-chave: Liberdade. Dignidade humana. Lançamento de anões.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sarila Hali Kloster Lopes, CESUMAR

Advogada, pós-graduada em Direito pela Escola da Magistratura do Paraná, núcleo Maringá e em direito e processo civil pelo CESUMAR, mestranda em Direito pelo CESUMAR.

Referências

ALKIMIN, Maria Aparecida. Assédio Moral nas relações de trabalho. 2. Ed. Curitiba: Juruá, 2008.

ARAUJO, Luiz Alberto David. A proteção constitucional do transexual. São Paulo: Saraiva, 2000.

ASCENSÃO, José de Oliveira. Teoria Geral do Direito Civil. Coimbra: Editora Coimbra, 1997, p.64 Apud: BELTRÃO, Silvio Romero. Direitos da Personalidade: de acordo com o Novo Código Civil. São Paulo: Atlas, 2005.

BELTRÃO, Silvio Romero. Direitos da Personalidade: de acordo com o Novo Código Civil. São Paulo: Atlas, 2005.

BERNARDO, Wesley de Oliveira Louzada. O princípio da dignidade da pessoa humana e o novo direito civil: breves reflexões. Revista da faculdade de Direito de Campos, Ano VII, no. 8 – junho de 2006. Disponível em: http://www.fdc.br/Arquivos/Mestrado/Revistas/Revista08/Artigos/WesleyLousada.pdf. Acesso em 6 de dez. de 2011.

CAVALCANTE, Benigno. Evolução dos direitos da personalidade no Brasil. Cascavel: Assoeste, 2009.

GIORGIS. José Carlos Giorgis. A relação homoerótica e a partilha de bens, In: Instituto Interdisciplinar de Direito de Família – IDEF. Homossexualidade – Discussões jurídicas e psicológicas. 1º Ed. Curitiba:Juruá, 2003.

DINIZ, Maria Helena. Dicionário jurídico. São Paulo, SP: Saraiva, 1989.

LIMA, Máriton Silva. Direito de liberdade. Jus Navigandi, Teresina, ano 11, n. 1277, 30 dez. 2006. Disponível em: <http://jus.com.br/revista/texto/9343>. Acesso em: 5 dez. 2011.

MORAES, Maria Celina Bodin de. Danos à pessoa Humana. Rio de janeiro: Renovar, 2003.

MORAIS, Alexandre de. Direito Constitucional. 23 ed. São Paulo: Atlas, 2008.

SARLET, Ingo Wolfgang. Dignidade humana e direitos fundamentais na constituição federal de 1988. Porto Alegre, RS: Livraria do Advogado, 2002.

SCHREIBER, Anderson. Direitos da personalidade. São Paulo: Atlas, 2011.

SILVA, Elizabet L., ZENNI, Alessandro S. V. Algumas Considerações sobre o Princípio da Dignidade da Pessoa Humana. Revista Jurídica Cesumar – Mestrado, América do Norte, 9, jun. 2009. Disponível em: http://www.cesumar.br/pesquisa/periodicos/index.php/revjuridica/article/view/879/749. Acesso em: 05 Dez. 2011.

SOUZA, Rabindranath, V. A. Capelo de. Direitos gerais de personalidade. Coimbra: Editora Coimbra, 1995

Downloads

Publicado

2014-11-17

Como Citar

Kloster Lopes, S. H. (2014). O DIREITO DE LIBERDADE DE TRABALHO E A DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA: UM CONFLITO INEXISTENTE – O CASO DO LANÇAMENTO DOS ANÕES / THE RIGHT OF WORK FREEDOM AND THE DIGNITY OF THE HUMAN BEING: AN ABSENT CONFLICT – THE CASE OF DWARVES LAUNCHING. Espaço Jurídico Journal of Law [EJJL], 16(1), 173–184. https://doi.org/10.18593/ejjl.v16i1.2270

Edição

Seção

Direitos Fundamentais Sociais