Entrevista com o Dr. Plauto Faraco de Azevedo, em 5 de maio de 2010

  • Márcia Marcondes Diniz de Freitas
  • Nedriane Scaratti Moreira

Resumo

O ensino, como a justiça, como a administração, prospera e vive muito mais realmente da verdade e moralidade, com que se pratica, do que das grandes inovações e belas reformas que se lhe consagrem. (Rui Barbosa).

Dr. Plauto Faraco de Azevedo receba nossos cumprimentos!

 

Foi pela grande estima e apreço que, a partir do III Congresso Brasileiro sobre Novos Direitos, promovido pela Universidade do Oeste de Santa Catarina, Campus de Joaçaba, em 2009, despertou-nos o interesse em realizar um estudo da trajetória profissional e dos escritos jurídicos do primeiro Doutor em Direito no Brasil, Doutor Plauto Faraco de Azevedo. O estudo resultou em entrevista como forma de homenageá-lo por sua contribuição ao aperfeiçoamento da ciência jurídica.

Apresentar o Doutor Plauto Faraco de Azevedo é, antes de tudo, uma responsabilidade e, considerando seu quilate, fica quase impossível relatar sua trajetória em poucas linhas. Contudo, Doutor Plauto Faraco de Azevedo apresenta características incomuns, posto que, trata de tensões e heterogeneidades contemporâneas com maestria, primeiramente por que não se tornou submisso à dogmática jurídica e, portanto, sua obra e trabalho são símbolos da luta pela ciência jurídica, concretização dos direitos humanos e efetivação das garantias democráticas. E segundo, por que seu método tem por base a compreensão dos conflitos, análise do passado e do futuro, a política, cultura, linguagem e a hermenêutica. Essa postura realista de interpretar e criar o direito com base nas origens jurídicas faz de Plauto Faraco de Azevedo um perspicaz e autêntico educador.

Portanto, a entrevista apresentada a seguir é uma instigante explanação didática e acessível sobre a visão global do Doutor Plauto a respeito de questões eminentemente necessárias de atual discussão. Traz particulares contribuições quanto à sua concepção jurídica e, sobretudo, democrática brasileira, outrossim, a oportunidade de mais uma vez manter contato com o manancial de inesgotáveis ideias que ele reserva. Nota-se uma pessoa com extrema dedicação ao ensino do direito, sua discussão e, principalmente, pela disseminação do conhecimento. Dessa forma, contribuindo, sobretudo na questão da formação humanista dos operadores jurídicos, os quais possuem uma responsabilidade social enorme.

É uma honra inestimável compartilhar sua companhia e receber sua generosidade ao ceder seu tempo e conhecimento para esse trabalho. Expressamos nossa gratidão e admiração.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Marcondes Diniz de Freitas, M., & Scaratti Moreira, N. (2010). Entrevista com o Dr. Plauto Faraco de Azevedo, em 5 de maio de 2010. Espaço Jurídico Journal of Law [EJJL], 11(1), 217-228. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/espacojuridico/article/view/1945
Seção
Entrevista