Constituição e cooperação normativa no plano internacional: reflexões sobre o voto do Ministro Gilmar Mendes no Recurso Extraordinário n. 466.343-1

  • Marcos Augusto Maliska

Resumo

No presente texto reflete-se acerca dos argumentos lançados pelo Ministro Gilmar Mendes em seu voto no Recurso Extraordinário n. 466.343-1, de modo a proporcionar pequena contribuição à discussão sobre o tema. No texto não se pretensiona realizar uma análise exaustiva do assunto, mas, basicamente, realçar criticamente o entendimento de que os Tratados de Direitos Humanos ratificados anteriormente à EC 45/2004 teriam nível supralegal, porém infraconstitucional; o efeito paralisante desses Tratados em relação à legislação infraconstitucional e a sintonia dessas compreensões com o conceito de Estado Constitucional Cooperativo.

Palavras-chave: Constituição. Tratados de Direitos Humanos. Estado Constitucional Cooperativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Maliska, M. A. (2012). Constituição e cooperação normativa no plano internacional: reflexões sobre o voto do Ministro Gilmar Mendes no Recurso Extraordinário n. 466.343-1. Espaço Jurídico Journal of Law [EJJL], 9(2), 113-124. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/espacojuridico/article/view/1911
Seção
Artigos