Estudo para utilização de resíduo gerado pela fabricação de celulose e papel no melhoramento de solo

Autores

  • Fabiano Alexandre Nienov UNOESC
  • Guilherme Rauscholb

Palavras-chave:

Solo-cal, Solo-resíduo-cal, Resíduo de celulose

Resumo

A presente pesquisa tem por finalidade apresentar o estudo realizado referente ao comportamento de misturas de solo residual (fração argila) com a implementação de cal hidratada e resíduo proveniente da fabricação de celulose, bem como avaliar a resistência a compressão simples e a influência do tempo de cura nas resistências obtidas. Adotou-se misturas de solo-resíduo-cal hidratada, com teores de 5% e 10% de cal e variações de 20%, 30% e 40% de resíduo, estudou-se os limites de consistências de cada mistura e foram moldados corpos de prova com os diferentes teores, com tempos de curas de 7, 28, 90 e 150 dias. Após o tempo de cura as amostras foram submetidas ao ensaio de resistência a compressão simples (RCS). A mistura que apresentou melhor resultado em relação a RCS foi a amostra contendo 50 % de Solo, 40 % de Resíduo e 10 % de Cal. Os resultados obtidos nas idades de 7, 28, 90 e 150 dias de cura foram respectivamente de 221,92 kPa, 273,22 kPa, 265,64 e 339,60 kPa. A mistura contendo 60 % de Solo, 30 % de Resíduo e 10 % de Cal, obteve-se na RCS aos 7, 28, 90 e 150 dias de cura valores de 205,27 kPa, 253,85 kPa, 255,83 kPa e 304 kPa respectivamente. Com base nos resultados obtidos no presente estudo, conclui-se que o uso de solo e resíduo e incluindo um agente cimentante que nesse caso foi a cal hidratada, promoveu melhoramento do solo para fins geotécnicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano Alexandre Nienov, UNOESC

ACET - UNOESC

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5752 - Materiais pozolânicos - Determinação do índice de desempenho com cimento Portland aos 28 dias. Rio de Janeiro, 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6457 - Amostras de Solo: Preparação para Ensaios de Compactação e Caracterização. Rio de Janeiro, 2016.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6459 - Solo: Determinação do Limite de Liquidez. Rio de Janeiro, 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7180 - Solo: Determinação do Limite de Plasticidade. Rio de Janeiro, 2016.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7181 - Solo: Análise granulométrica. Rio de Janeiro, 2017.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 7182 - Solo: Ensaio de compactação. Rio de Janeiro, 2016.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 12653 - Materiais Pozolânicos - Requisitos. Rio de Janeiro, 2015.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 16605 - Cimento Portland e outros materiais em pó - Determinação da massa específica. Rio de Janeiro, 2017.

CARVALHO, Anderson Luz de. Avaliação das propriedades mecânicas da argamassa contendo adição de resíduo de carbonato de cálcio gerado na fabricação de celulose. 2006. 142 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental Urbana) - Universidade Federal da Bahia, Bahia, 2006.

DALLA ROSA, Amanda. Estudo dos parâmetros-chave no controle da resistência de misturas solo-cinza-cal. 2009. 198 p. Dissertação (Pós-graduação em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2009.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE INFRAESTRUTURA DE TRANSPORTE - DNER ME 093 - Solos – Determinação da densidade real. Rio de Janeiro, 1994.

INSTITUTO BRASILEIRO DE ÁRVORE. Relatório 2017. São Paulo, 2017.

MOLINA, Carlos Ernesto Chávez. Comportamento mecânico de misturas de resíduo da fabricação de papel e solo para utilização na construção rodoviária. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Escola de Engenharia São Carlos, Universidade de São Paulo, São Carlos, 2004.

SILVA JÚNIOR, Walter Sidronio da. Estudo para a utilização de resíduo da fabricação de papel na construção rodoviária. Dissertação (Pós-graduação em Engenharia de Transportes) - Universidade de São Paulo, 2010.

SOUZA, Guilherme. Comportamento mecânico de misturas de resíduos da fabricação de papel e solo da região de Joaçaba – SC para utilização na construção rodoviária. Geosul, Porto Alegre, 2012.

Downloads

Publicado

25-05-2021

Como Citar

Nienov, F. A., & Rauscholb, G. (2021). Estudo para utilização de resíduo gerado pela fabricação de celulose e papel no melhoramento de solo. Conhecimento Em Construção, 8, 193–208. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/conhecconstr/article/view/27214