Análise comparativa entre o uso de concreto convencional e autoadensável em peças pré-moldadas de concreto armado

  • Carolina Baretta
  • Angela Zamboni Piovesan
Palavras-chave: Concreto autoadensável, Peças pré-fabricadas, Viabilidade econômica e técnica

Resumo

O desenvolvimento de novas técnicas e métodos de execução tem se mostrado favorável à evolução da construção civil. A fabricação de peças pré-moldadas representa a industrialização do setor, conferindo agilidade e maior controle de qualidade na execução de obras. Ainda, a falta de conhecimento sobre o concreto autoadensável por parte dos profissionais da construção civil torna muito mais prática a utilização de concreto convencional (CCV) para a execução de obras, pois este apresenta técnicas, características e formas de dosagem conhecidas. Aborda-se neste trabalho a aplicação do concreto autoadensável (CAA) na fabricação de peças pré-moldadas de concreto armado. O estudo foi baseado na análise dos dados de uma unidade fabril do segmento de pré-fabricado, do ciclo produtivo dos elementos estruturais em concreto armado, empregando tanto o CAA quanto o CCV na produção. Determinaram-se a viabilidade econômica e a técnica do CAA, separando custos em insumos e mão de obra, obtendo o custo global para cada metro cúbico de concreto e listando vantagens e desvantagens dos concretos no ciclo produtivo da empresa. Observou-se que, apesar de ter apresentado redução no custo de produção, o CAA não foi economicamente viável neste estudo, uma vez que este apresentou alto consumo e custo de materiais em relação ao CCV. Porém, levando-se em conta as demais vantagens não quantitativas, como a qualidade do ambiente de trabalho e a velocidade de execução das peças com ótimo acabamento, entre outros, sua viabilidade técnica e econômica ficou evidenciada.

Referências

AZEVEDO, Márcio Lenin Medeiros. Produtividade na Construção Civil. 2010. Disponível em: www.ecivilnet.com/artigos/produtividade. Disponível em: 20 mar. 2015.

BARETTA PRÉ-MOLDADOS. [S. l.: s. n.], 2015. Documentos internos da empresa.

GOODIER, Chris I. Development of self-compacing concrete. In: Institutions of Civil Engineers. Structures ans Buildings 156. Proceedings […]. [S. l.], 2003. p. 405-414.


GRUNEWALD, Steffen. Performance-based design of self-compacting fibre reinforced concrete. 2004. 232 p. Thesis (Doctoral) – Delft University of Technology, Netherlands, 2004.

MANUEL, Paulo Jorge Miguel. Estudo da Influência do Teor de Argamassa no Desempenho de Concretos Auto-Adensáveis. 2005. 167 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Civil) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, 2005.

TUTIKIAN, Bernardo Fonseca; DAL MOLIN, Denise Carpena. Concreto auto adensável. São Paulo: Pini, 2008. 140 p.
Publicado
22-08-2019
Como Citar
Baretta, C., & Piovesan, A. Z. (2019). Análise comparativa entre o uso de concreto convencional e autoadensável em peças pré-moldadas de concreto armado. Conhecimento Em Construção, 6, 7-20. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/conhecconstr/article/view/21831