GESTÃO ESCOLAR: UMA REFLEXÃO SOBRE A SAÚDE EMOCIONAL DO PROFESSOR — ENTRE O STRESS E A SÍNDROME DE BURNOUT

Autores

  • José Antunes Souza Pomiecinski Uniplac
  • Cleusa Maria Pomiecinski

Resumo

Educar é uma das profissões mais gratificantes, considerando que o esforço e dedicação desempenhados podem ser recompensados. Mesmo assim os professores apresentam altos índices de estresse e depressão.  Os problemas enfrentados pela categoria vão desde salas superlotadas, baixos salários, longas jornadas de trabalho, burocracia, indisciplina, violência e desrespeito. Estas situações enfraquecem o trabalho docente fazendo com que os professores adoeçam e se afastem das salas de aula. Preocupa e chama a atenção, o fato de os professores figurarem entre os profissionais com níveis de estresse consideráveis. A Síndrome de Burnout, assunto tratado neste artigo, é uma patologia reconhecida pelo ministério da saúde no Cid-10, sob o código Z73.0. É diferente da depressão por mais que os sintomas se pareçam, embora um quadro depressivo possa desencadear a Síndrome, que nada mais é que uma resposta às situações de estresse pelas quais os professores passam todos os dias, um estado de esgotamento. Entretanto, das dificuldades enfrentadas, grande parte dos professores sentem motivação para persistir na profissão e não renunciam às esperanças, aos sonhos e a persistência, fazendo valer a máxima de que “nada como um dia após o outro”.  O artigo discorre sobre a Síndrome de Burnout, o estresse e as possibilidades de bem-estar docente. A profissão docente sofreu grandes transformações no decorrer da história da sociedade, se antes era visto como o mestre que detinha o saber, agora sua principal função é ser colaborador no processo de ensino e aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-09-08

Como Citar

Souza Pomiecinski, J. A., & Pomiecinski, C. M. (2014). GESTÃO ESCOLAR: UMA REFLEXÃO SOBRE A SAÚDE EMOCIONAL DO PROFESSOR — ENTRE O STRESS E A SÍNDROME DE BURNOUT. Colóquio Internacional De Educação, 2(1), 217–230. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/coloquiointernacional/article/view/5188

Edição

Seção

Eixo 2. Organização e gestão da educação básica e superior