Formação Continuada: uma alternativa de melhoria da qualidade da educação no Ensino Fundamental

Autores

  • Aldiciane Pazinato Universidade de Passo Fundo

Resumo

Este artigo abordará a formação continuada e as suas contribuições para os docentes do Ensino Fundamental, utilizando como exemplo o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa. O objetivo deste trabalho é apresentar a formação continuada como uma das alternativas de melhoria da qualidade da educação. Pretende-se relacionar a teoria referente à formação continuada e a prática do PNAIC ocorrida no município de Passo Fundo, apresentando as vantagens e os benefícios de investirmos em formação docente. Diversos autores serão colocados em discussão para referenciar a formação continuada, entre eles, Alarcão, Brzezinski, Kramer, Mello, Nóvoa e Pérez Gómez . Ao finalizar a pesquisa é visível a importância que tem a formação continuada e o quanto esta necessita ser incentivada pelos gestores, pois os professores precisam de espaços e tempo para estudos, pesquisa, diálogo, reflexões, trocas e, compartilhamentos de ideias e sugestões, evidenciando a realidade e o contexto no qual atuam, a prática pedagógica desenvolvida, a qual envolve planejamento, metodologia, recursos humanos, materiais e a avaliação, diagnosticando a aprendizagem do aluno e o seu próprio trabalho, sendo uma maneira de fortalecimento da reflexão pedagógica, da mudança e transformação da atuação profissional do docente do Ensino Fundamental.

Palavras-Chave: Docentes. Formação continuada. Ensino Fundamental. Qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2014-09-08

Como Citar

Pazinato, A. (2014). Formação Continuada: uma alternativa de melhoria da qualidade da educação no Ensino Fundamental. Colóquio Internacional De Educação, 2(1), 415–420. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/coloquiointernacional/article/view/5071

Edição

Seção

Eixo 2. Organização e gestão da educação básica e superior