A TEORIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE AUSUBEL E OS MAPAS CONCEITUAIS DE NOVAK NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PEDAGOGOS

Autores

  • Michele Mezari Oliveira UNESC
  • Paulo Rômulo de Oliveira Frota UNESC
  • Miriam da Conceição Martins UNESC

Resumo

O processo de formação inicial ou continuada de professores procura apresentar subsídios para que estes possam abordar os mais diversos temas em suas aulas por meio de estratégias de ensino e aprendizagem que sejam facilitadoras do processo. O mapa conceitual é uma destas estratégias inovadoras e atua como ferramenta mediadora do processo de aprendizagem significativa do conhecimento. Dessa forma, pretende-se que os professores pedagogos em formação inicial internalizem a Teoria da Aprendizagem Significativa de Ausubel e introduzam os mapas conceituais de Novak em suas aulas e possam, a partir disso, descobrir o conhecimento prévio do aluno sobre o conteúdo a ser discutido, preparar e organizar suas aulas, fazer uma avaliação da aprendizagem do aluno e um feedback sobre a prática pedagógica do professor. O objetivo geral deste trabalho foi pesquisar a aceitação dos mapas conceituais como estratégias de ensino, dos graduandos da 5ª fase do Curso de pedagogia da Unesc, na disciplina de didática no ensino de ciências, principalmente no ensino de ciências, por meio de uma oficina de mapas conceituais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Oliveira, M. M., Frota, P. R. de O., & Martins, M. da C. (2011). A TEORIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA DE AUSUBEL E OS MAPAS CONCEITUAIS DE NOVAK NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PEDAGOGOS. Colóquio Internacional De Educação, 1(1). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/coloquiointernacional/article/view/1262

Edição

Seção

Eixo 6. Processos do Ensino e da Aprendizagem