MESTRADO EM EDUCAÇÃO DA UnC DE CAÇADOR: ESTUDO DE CASO DE UMA EXPERIÊNCIA NO CONTESTADO

Autores

  • Nilson Thomé UNIPLAC

Resumo

Este texto enfoca a trajetória do Mestrado em Educação do Campus de Caçador da Universidade do Contestado (UnC) no período de 1997 a 2007. Implantado mediante convênio com a Unicamp, teve cinco entradas e funcionou durante dez anos. Foi reconhecido pelo Conselho Estadual de Educação, mas não chegou a ser submetido à avaliação pela Capes. Publicou periódico científico on-line, oportunizou o funcionamento de grupos de pesquisa e a defesa de 91 dissertações, com o que diplomou mestres em educação todos os seus alunos concluintes. Findo o convênio com a universidade paulista e vencido o prazo de reconhecimento estadual, tentou-se sua junção com um programa similar do Paraná, sem êxito. A partir de 2006 e com mais intensidade após 2010, observou-se o direcionamento do Campus da UnC-Caçador para a mercantilização da Educação Superior, seguindo a orientação dos empresários que passaram a dominar a mantenedora, atrelando a mantida a seus interesses corporativos e, por “não dar lucro”, o mestrado foi encerrado em 2007 pelos dirigentes do Campus, com o desinteresse e a complacência da Reitoria da UnC, para prejuízo da educação superior regional. O programa foi apreciado a posteriori, em 2009, pelo Conselho Nacional de Educação, que reconheceu os diplomas dos mestrandos. Em 2010 o Campus de Caçador separou-se do sistema multicampi da UnC para vir a ser independente e a reativação deste Mestrado em Educação não constou nos planos de atividades para os próximos anos. Muitas lições para o futuro podem ser tiradas desta experiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Thomé, N. (2011). MESTRADO EM EDUCAÇÃO DA UnC DE CAÇADOR: ESTUDO DE CASO DE UMA EXPERIÊNCIA NO CONTESTADO. Colóquio Internacional De Educação, 1(1). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/coloquiointernacional/article/view/1236

Edição

Seção

Eixo 4. Organização e Gestão da Educação Superior