A IDENTIDADE PROFISSIONAL DO PROFESSOR ENFERMEIRO

Autores

  • Débora Furlanetto FACVEST

Resumo

O trabalho traz a fundamentação teórica de uma dissertação em desenvolvimento no Programa de Pós-graduação em Educação, da Universidade do Planalto Catarinense. O estudo investiga a formação pedagógica do professor enfermeiro, tendo em vista os desafios da articulação de duas práticas profissionais: docência e enfermagem. Observando a forma inadequada do trabalho pedagógico fundado no modo de transmissão de conhecimentos realizada por alguns enfermeiros, em razão da falta de preparo didático e da própria compreensão de que docência não é um simples ato de ministrar aulas, observa-se a necessidade de aprimorar a qualidade na docência com destaque à compreensão da identidade profissional “professor enfermeiro”. Nos últimos tempos, o enfermeiro vem buscando cada vez mais a docência, unindo seu conhecimento prático assistencial à sua carreira de professor. Nesse sentido, as escolas de enfermagem já deram início a uma reflexão crítica sobre seu próprio trabalho, mostrando sua preocupação com a qualidade do ensino que oferecem. O enfermeiro no desempenho de suas funções vai além do simples cuidar de sinais e sintomas, caminha na direção de identificar problemas, assistir o cliente na sua corporeidade, avaliar a assistência prestada e garantir a eficácia do trabalho. Considerando o contingente cada vez maior de enfermeiros demandados pelo mercado de trabalho e a necessidade de formação, o tema  apresentado ganha força por refletir o eixo da formação específica e pedagógica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Furlanetto, D. (2011). A IDENTIDADE PROFISSIONAL DO PROFESSOR ENFERMEIRO. Colóquio Internacional De Educação, 1(1). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/coloquiointernacional/article/view/1211

Edição

Seção

Eixo 2. Formação e valorização dos profissionais da Educação