A FORMAÇÃO DE CONCEITOS NO PARADIGMA HISTÓRICO-CULTURAL

Autores

  • Cristini Fletrin Canever UNESC
  • Aline Coêlho dos Santos UNESC
  • Paulo Romulo de Oliveira Frota UNESC

Resumo

Cada pessoa tem sua individualidade na formação dos conceitos cotidianos, e os conceitos científicos são sistematicamente transmitidos por instituições que disseminam o conhecimento em uma sociedade, em nosso caso, a universidade. Os conceitos que os professores construíram são importantes, pois estes servem de fundamento para a formação de conceitos pelos seus alunos. Esta pesquisa tratou de investigar quais os conceitos de ensinar e aprender que os professores possuem. Foi realizada entre março e outubro de 2011, totalizando 28 professores do ensino médio da rede pública de ensino da Região do Sul de Santa Catarina, escolhidos aleatoriamente. A amostra foi dividida igualmente, totalizando 14 professores de Ciências Sociais e 14 professores de Ciências da Natureza. Como instrumento de pesquisa foi utilizado questionário, em que os docentes deveriam conceituar o que é aprender e o que é ensinar. As respostas foram analisadas, classificadas segundo Vygotsky e comparadas entre as duas áreas do conhecimento. O conceito científico, que é aquele formado a partir de um pensamento sistemático e intencional, ocorrendo de forma consciente e analítica, não foi encontrado em grande número nos professores entrevistados. Esse déficit pode derivar de baixa capacidade de abstração, ou seja, o sujeito não consegue formar o conceito sem uma situação concreta. Os baixos índices de conceitos científicos de docentes são preocupantes pelo fato de que se os professores não conseguem analisar e abstrair a realidade de uma situação, tampouco conseguirão que seus alunos o façam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

Canever, C. F., Santos, A. C. dos, & Frota, P. R. de O. (2011). A FORMAÇÃO DE CONCEITOS NO PARADIGMA HISTÓRICO-CULTURAL. Colóquio Internacional De Educação, 1(1). Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/coloquiointernacional/article/view/1210

Edição

Seção

Eixo 2. Formação e valorização dos profissionais da Educação