AVALIAÇÃO DE ESTEREOTIPIAS DE EQUINOS SEMI-ESTABULADOS

  • Letieri Griebler Universidade do Oeste de Santa Catarina
  • Janine Bachamann
  • Alan Miranda Prestes

Resumo

Os estudos dos comportamentos equinos visam buscar respostas que melhorem a qualidade no manejo e bem-estar dos cavalos. Pensando nisso, esse estudo buscou avaliar a presença de comportamentos estereotipados e anormais em equinos semi-estabulados. As avaliações foram realizadas no CTG do município de Xaxim, com 18 cavalos adultos semi-estabulados, ou seja, parte do dia a campo e alojados em baias individuais durante a noite. O período de observação foi de 14 dias consecutivos, realizado individualmente com cada animal identificado e avaliado dentro de suas respectivas baias e soltos a campo. Foi elaborado um etograma de trabalho para observações dos comportamentos, anotados com intervalos amostrais de 10 minutos e registro instantâneo. Para comparar os dois sistemas de criação foi utilizado o teste qui-quadrado ou pelo teste exato de Fisher com nível de significância de 5%. Confirmou-se incidências de estereotipias nos equinos estabulados e o período de maior ocorrência dos comportamentos anormais foi na ausência de alimentos. Concluiu-se a importância da identificação dos comportamentos anormais e estereotipados dos equinos, para então realizar correta recomendação de manejos e assim proporcionar melhor bem-estar desses animais.

Publicado
15-12-2020
Como Citar
Griebler, L., Bachamann, J. ., & Prestes, A. M. (2020). AVALIAÇÃO DE ESTEREOTIPIAS DE EQUINOS SEMI-ESTABULADOS. Anuário Pesquisa E Extensão Unoesc Xanxerê, 5, e27040. Recuperado de https://portalperiodicos.unoesc.edu.br/apeux/article/view/27040
Edição
Seção
Área das Ciências Agrárias – Artigos